25.2.09

Automedicação aumenta no Carnaval.

No Carnaval, o que não faltam são pessoas que se dirigem a farmácias e drogarias com um objetivo comum: comprar um “arsenal” de medicamentos que possam combater os efeitos indesejáveis provocados pelos excessos desta época do ano, especialmente o de bebida alcoólica.

Em alguns estabelecimentos, a procura por analgésicos, antiácidos e hepatoprotetores – todos isentos de prescrição médica - chega a aumentar 40% em relação a outros períodos.


“Trata-se de uma época preocupante, pois na expectativa de aproveitar cada minuto do feriado, as pessoas tomam alguns medicamentos como medida profilática para prevenir os efeitos nocivos da bebida em excesso, evitar o cansaço e manter-se o máximo de tempo possível acordadas”, lembra a dra. Amouni Mourad, assessora técnica do CRF-SP.

O problema é que, como qualquer outro medicamento, os isentos de prescrição podem causar efeitos indesejáveis no organismo.

Segundo um levantamento feito em 2006 pelo Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox) da Fundação Oswaldo Cruz, naquele ano 32.884 pessoas sofreram intoxicações provocadas por medicamentos. Destas, 99 morreram e 28 ficaram com algum tipo de sequela.

Mistura bombástica
Um dos riscos da automedicação durante o Carnaval é a combinação de medicamentos com bebida alcoólica. Os analgésicos, por exemplo, que são frequentemente utilizados para o combate à dor de cabeça da ressaca, quando ingeridos com álcool, causam tonturas, perda de coordenação motora e diminuição dos reflexos.

Já o uso do ácido acetilsalicílico concomitantemente com álcool pode irritar a mucosa que reveste o estômago e até hemorragia gastrintestinal. Antiinflamatórios em geral podem causar danos ao fígado quando ingeridos com bebida alcoólica.

A orientação do CRF-SP é que o consumidor peça informações ao farmacêutico do estabelecimento onde comprar o “kit-Carnaval”. “Nosso alerta é para que as pessoas fiquem atentas ao medicamento que pretendem tomar, mas, sobretudo, com o que vão tomar, para evitar problemas decorrentes de interações ou efeitos colaterais dos medicamentos”, declara a dra. Amouni Mourad.
fonte: crf-sp

Talvez você também se interesse por:
Sucos para o Carnaval,reidratantes,energizantes e para ressaca.
Água-de-coco, propriedades


O conteúdo do www.saudecomciencia.com é apenas informativo e educativo,não exclui consulta com profissional habilitado.


href = "<$ www.saudecomciencia.com/2009/02/auto-medicacao-aumenta-no-carnaval.html $>"> Link

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner