Destaques!

    saudecomciencia photo saudecomciencia.png      photo dieta-1.png      photo dc873259-2d41-4b16-9430-80be161b9828.jpg      photo nutricaoo-1.png     banana verde 140x125 photo pasta-de-banana-verde-emagrece-receita1_zpsc02e5024.jpg
Publicidade

15.2.09

Cúrcuma - ativo curcumina - (açafrão e curry) no combate ao cancer

Ads
Importante: Esse artigo sobre cúrcuma (curcumina) no combate ao câncer foi escrito originalmente em abril de 2009 com base no globo repórter e atualizado em novembro com base nas informações que comprovam a eficácia da curcumina para tratar o câncer, publicadas pela mídia (Globo, jornal hoje, jornal nacional, Fantástico e revista época 11/09)

Testes demonstram que a curcuma elimina células de melanoma, tipo mais grave de câncer de pele. O ativo da cúrcuma é a curcumina.



Planta Cúrcuma: De cuja raiz é extraída a curcumina, ativo capaz de aniquilar tumores cancerígenos.



Raiz de cúrcuma, de onde é extraída a curcumina a qual dá a cor ao açafrão (pó mais claro) e ao curry (pó mais escuro).

"Na raiz encontram-se todos os componentes do açafrão e do curry (com o qual se faz a famosas receita curry rice), inclusive o corante, que é a curcumina, que é bem amarela”, explica o engenheiro de alimentos Celso José de Moura, da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Celso José de Moura explica que a planta dá em qualquer lugar e requer pouca água.

Mas o sabor do açafrão da terra, como é conhecido na região, caiu no gosto do povo goiano. Mas o que ninguém conhecia era o poder de cura dessa raiz. A riqueza maior da cúrcuma (curcumina) está sendo descoberta nos laboratórios da UFG. “Quanto mais pesquisamos mais nos empolgamos porque o número de doenças em que ele tem se mostrado ativo é realmente impressionante”, diz a química Lídia Andreu. A curcumina, um pó amarelo extraído da raiz, é cicatrizante e antiinflamatório.

 A cúrcuma é usada há mais de cinco mil anos na ayurveda, a medicina tradicional indiana. Por isso, Marcella Carneiro, uma bióloga apaixonada por plantas medicinais, questionou: seria a curcumina poderosa também contra o câncer? Marcella aplicou a curcumina sobre células com melanoma, o mais grave tipo de câncer de pele. Em poucas horas, um resultado impressionante. “Nossos testes demonstraram que ela matou 90% de células de melanoma.

>>Ação:
A curcumina pode agir de duas maneiras: impedindo o crescimento das células cancerígenas e provocando a morte celular, aniquilando o tumor”, esclarece Marcella Carneiro. O núcleo das células com câncer é implodido pela curcumina, mas os pesquisadores ainda não sabem os efeitos colaterais. Em breve, pacientes terminais devem testar um tratamento experimental em Goiânia. “É muito interessante saber que a partir de uma especiaria você pode obter um tratamento para o câncer, por exemplo”, ressalta Marcella Carneiro.

O maior desafio é aumentar a absorção da curcumina pelo corpo humano. Para isso, os pesquisadores precisam vencer outro obstáculo: dominar a técnica de extração da curcumina. O extrato da planta é importado – e caríssimo. “Pagamos em torno de R$ 1 mil por dez gramas de curcumina pura. Então, se conseguirmos extrair curcumina de alta qualidade, pura, com certeza o medicamento vai se tornar mais eficaz e vai ser bem mais barato. Eu diria que, para a saúde, esse pó amarelo vale ouro”, constata Lídia Abreu. Mais um motivo para popularizar, no Brasil, essa especiaria tão comum na Índia.
Fonte e créditos: g1.com.br/globoreporter

Abaixo, texto do news.med.br sobre a cúrcuma:

Acredita-se que a substância cúrcuma (diferuloylmethane), responsável pela cor amarelada do curry e que já foi testada como tratamento para artrite1 e demência2, possui poder de cura.

Pesquisa realizada por uma equipe do Cork Cancer Research Centre e publicada no British Journal of Cancer mostrou que, em laboratório, a cúrcuma pode destruir células cancerosas do esôfago3. Esta descoberta pode ajudar os médicos a descobrirem novos tratamentos para este tipo de tumor4.

Os pesquisadores observaram que a cúrcuma (curcumina) começa a matar as células no prazo de 24 horas. As células começam uma autodigestão depois que esta substância desencadeia a atividade de sinais5 de morte celular, que podem ser independentes da apoptose6.

O curry tem um sabor exótico e é um dos temperos mais antigos do mundo, sendo muito usado na Índia para o preparo de ovos, sopas, peixes, carnes, aves, legumes e molhos. O curry em pó encontrado em supermercados tem pouca semelhança com o original indiano, que é fresco e pode ser encontrado em duas versões, uma padrão e outra mais quente, chamada de curry Madras.

Uma reportagem do Jornal Nacional abordou o tema em novembro de 2009, a qual ressaltou que, em breve, pode haver um medicamento a base de curcumina para o tratamento do câncer. O Fantástico também tratou do tema curcumina em 08/11/09.



Importante: Esse artigo sobre cúrcuma (curcumina) foi escrito originalmente em abril de 2009 e atualizado em novembro com base nas informações que comprovam a eficácia da curcumina para tratar o câncer.

Artigos relacionados...
Melanoma, pior tipo de câncer de pele.
Tomates: Benefícios e propriedades do licopeno no câncer
Grávidas podem transmitir células cancerosas ao feto
Herceptin no tratamento do câncer de mama
Homeopatia no câncer, Aids, tuberculose, ...
Como fazer o autoexame para diagnosticar precocemente o câncer de mama
Perigos da Radiação Solar
Atividade física vigorosa na prevenção do câncer
Obesidade pode dobrar casos de câncer
Tomate ROXO evita câncer
Pimenta Vermelha - Propriedades medicinais
Como fortalecer a imunidade
Antinflamatórios podem reduzir riscos de câncer de mama
Antioxidantes
Carne vermelha, consumo excessivo
Alho: Propriedades
Vit C pode antagonizar efeito de citotóxicos
Alimentos ativadores do metabolismo

Importante! Nunca substitua um tratamento convencional contra câncer por tratamentos alternativos. Eles podem ser usados juntos com o tratamento convencional. Por exemplo, faça a quimioterapia (se for indicada) e coloque mais açafrão e curry na sua comida. Seja esperto, não brinque com sua saúde e NÃO ABANDONE O TRATAMENTO MÉDICO!
Ads
Publicidade
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica

Nenhum comentário: