artigos recentes - passe o mouse e leia o título:
Publicidade
Tangerina - fruta da estação. "Conheça os benefícios da tangerina".

1.4.09

Beneficios da salsinha e do alecrim

Ads
Salsa (salsinha) e alecrim - novas descobertas. Veja os benefícios do tempero mais comum da mesa do brasilerio: a salsa. Leia também sobre o alecrim. Veja ainda uma receita com MUITA salsinha.
>>SALSA Que a salsa era boa para os rins (é diurética), a ciência já sabia...

Veja mais Benefícios da salsinha e do alecrim


Uma pesquisa com moradores do estado do Rio surpreendeu os especialistas do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).


Artigos relacionados
  1. Benefícios da salsinha para a saúde
  2. Hortelã-miúda
  3. Sálvia - fonte de vida?
  4. Plante temperos em seu próprio vasinho
  5. Manjericão (alfavaca) - benefícios
  6. Orégano para diabetes


O farmacêutico Douglas Chaves descobriu o que estava na boca do povo: a salsa, além de diurética, afina o sangue.

 “Nós observamos que a população utiliza essa espécie para fins medicinais e, principalmente, para o afinamento do sangue”, conta o farmacêutico. Será? O jeito foi pesquisar.

Beneficios da salsinha e do alecrim
salsinha
“Fazemos um processo de extração das substâncias da salsinha através do cozimento da planta realizado sob um aquecimento”, explica o farmacêutico Douglas Chaves.

A pesquisa trouxe uma descoberta sensacional: o tempero mais comum da mesa brasileira pode combater um dos males mais comuns da Humanidade: as doenças cardiovasculares, que atingem hoje 30% da população em todo o mundo.

Qual é a quantidade necessária de salsa para prevenir as doenças circulatórias na população em geral e qual é a dosagem que pode funcionar como remédio para os pacientes com trombose?

Os componentes químicos da salsa agem na circulação. Eles impedem a formação de trombos, coágulos que podem entupir os vasos e causar derrames.

A salsa só deve ser evitada pelas mulheres grávidas, pois pode provocar sangramentos. “No fundo, nossas avós estavam certas.

Estamos mostrando que, realmente, a salsa 'afina' o sangue, serve para melhorar a circulação e prevenir a formação de trombos”, diz a bioquímica Russolina Zingali.

Com as novas descobertas, a salsinha, que todos conhecemos tão bem, pode virar um grande remédio. “Uma pílula de salsa”, adianta Russolina Zingali.

Receita

Alichela (antepasto de aliche e sardinha)

> 1 maço de salsinha bem picadinho
> 100 g de aliche
> 2 dentes de alho
> 1 cebola média bem picadinha
> 1 xícara (chá) de azeite extra virgem

Bata no liquidificador a cebola, o alho, o azeite e o aliche.
Transfira para um recipiente e acrescente a salsinha. Guarde na geladeira. Sirva com pão e torradas.

Dica: Essa receita é muito nutritiva, pois além da salsinha vai azeite e aliche (rico em ômega 3) e é delicioso. As grávidas não devem comer.

Veja mais receitas saudáveis no meu blog de culinária.
________________________________________

>> Alecrim contra gripe? A comprovação é feita por uma das melhores universidades do país, a Universidade de São Paulo (USP). A Faculdade de Ciências Farmacêuticas estuda os temperos há mais de 20 anos. E uma das conclusões mais recentes é que o alecrim combate o vírus da gripe. O trabalho foi feito em conjunto com o Instituto Butantã. Os extratos do alecrim parecem diminuir a replicação viral do vírus influenza, o vírus da gripe.

Em testes com animais, a nutricionista da USP Ana Mara Silva descobriu outras qualidades do alecrim: um remédio poderoso contra as complicações de saúde dos diabéticos. “Pelos resultados, reduziu o colesterol total, os triglicerídios – que são todas as gorduras, que no diabetes estão muito envolvidas com as doenças do coração”, explica Ana Mara Silva. No mesmo experimento, o extrato de alecrim preveniu a catarata, as doenças nos rins e na retina, que são comuns nos diabéticos.

O alecrim é considerado a especiaria, associada a todo o conjunto de outros vegetais, com maior atividade antioxidante devido ao ácido rosmarínico.

Quando consome-se compostos bioativos, mais importante que a dose é a constância. O importante é que todos os dias se faça uso um pouquinho, na alimentação mesmo. Fonte: G1

Nenhum comentário: