9.11.09

Curcumina em cápsulas 'em breve' para tratar o câncer

A cúrcuma cujo princípio ativo é a curcumina está se mostrando, a cada novos estudos, ser eficaz no combate à celulas cancerígenas em especial as que causam o melanoma. A criação e venda de um medicamento em forma de comprimido, pílula ou cápsulas de curcumina já é quase uma realidade.

Portanto, em breve as pessoas poderão comprar curcumina nas farmácias e drogarias. Mas é bom frisar que ainda não há curcumina para comprar em forma de remédios. Porém, a curcumina presente na cúrcuma, a qual dá cor ao curry e ao açafrão, pode ser adicionada à comida em várias receitas, como o curry rice, por exemplo. Esse tempero amarelo tão popular na índia combina perfeitamente com o frango, tão "popular" no Brasil.




Leia a matéria completa sobre a curcumina: Curcumina no combate ao câncer.
.
Mas atenção, NÃO vá deixar de tomar medicamentos para o tratamento do câncer e passar a se empanturrar de curry ou açafrão. Use-os como tempero normalmente.

cúrcuma foto
A confirmação do sucesso nos estudos recentes com curcumina é tanta que rendeu reportagem em várias reportagens, entre elas destaques nos principais jornais da Rede Globo (Jornal Hoje, Jornal nacional, Fantástico, ...) assim como em outras emissoras e na revista época.

  Informações mais detalhadas e de cunho científico:

Efeitos da Curcumina no Câncer

A curcumina possui uma série de efeitos na prevenção e no tratamento do câncer. É o fitoquímico que inibe o maior número de vias de sinalização, transdução e transcrição que conhecemos e por esse motivo possui potente efeito no câncer como antiproliferativo, apoptótico , antiangiogênico e antimetastático.


Efeitos da Curcumina no Câncer “in vitro”

A curcumina suprime a proliferação de vários tipos de células tumorais in vitro: carcinoma de mama, carcinoma de colon, carcinoma de próstata, carcinoma basocelular, melanoma, leucemia mielógena aguda, leucemia de células T e linfoma de células B.


A curcumina interfere na proliferação celular maligna de várias maneiras: inibe os efeitos dos fatores de crescimento tumoral, inibe proteínas envolvidas no ciclo celular e inibe a ornitina decarboxilase (ODC).


A apoptose é um modo discreto das células morrerem sem fazer alarde, digo inflamação. Provocar apoptose em paciente com câncer grau IV não faz piorar o seu estado geral já tão comprometido.


A curcumina é capaz de induzir apoptose nas células malignas por mecanismos dependentes ou não dependentes da mitocôndria.

No mecanismo mitocondrial, o que acontece em grande número de células, a curcumina ativa seqüencialmente a caspase 8 , a diminuição do potencial transmembrana mitocondrial, a abertura dos poros de transição, a liberação de citocromo-c, a ativação da caspase -9, a ativação da caspase-3, a clivagem do PARP e finalmente a fragmentação do DNA e apoptose.


Nos mecanismos não mitocondriais a apoptose acontece por:

  •  diminuir a produção de proteínas antiapoptóticas bcl-2 e bcl-x
  •  induzir a proteína bax através da p53 provocando apoptose no câncer de mama
  •  induzir a proteína p53 mediadora da apoptose no câncer de colon
  •  aumentar a oxidação intracelular por aumento da geração de radicais livres com a diminuição do GSH intracelular.
  • inibir PTK e PKC
Artigos relacionados...
Melanoma, pior tipo de câncer de pele.
Tomates: Benefícios e propriedades do licopeno no câncer
Grávidas podem transmitir células cancerosas ao feto
Herceptin no tratamento do câncer de mama
Homeopatia no câncer, Aids, tuberculose, ...
Como fazer o autoexame para diagnosticar precocemente o câncer de mama
Perigos da Radiação Solar
Atividade física vigorosa na prevenção do câncer
Obesidade pode dobrar casos de câncer
Tomate ROXO evita câncer
Como fortalecer a imunidade
Antinflamatórios podem reduzir riscos de câncer de mama
Antioxidantes
Carne vermelha, consumo excessivo
Alho: Propriedades
Alface e tomates e os agrotóxicos
Vit C pode antagonizar efeito de citotóxicos
Leucemia: Novas descobertas no combate...

Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner