1.1.10

Paracetamol (acetaminofeno ou acetaminophen)

O acetaminofeno ou 'paracetamol' como é mais conhecido no Brasil é um medicamento com propriedades farmacológicas antipiréticas (baixa a febre) e analgésicas (alivia a dor) e sua síntese data do ano de 1893.

Conheça a ação, as indicações, a posologia e todas as informações sobre este medicamento e de forma descomplicada!

Paracetamol (acetaminofeno ou acetaminophen)


fórmula estrutural do paracetamol
fórmula estrutural do paracetamol



-Ação do paracetamol

(propriedades farmacológicas do medicamento)

O paracetamol é antipirético ou antitérmico (baixa a febre) e analgésico (alivia dores leves e moderadas).


-Indicações do paracetamol

O paracetamol é indicado em casos de febre leve a alta e dores de leve a moderada em geral.


- Posologia do paracetamol


Solução pediátrica oral:

A dose pediátrica de paracetamol varia de 10 a 15 mg/kg/dose, com intervalos de 4-6 horas entre cada administração. As doses podem ser repetidas a cada 4 horas. Não se deve exceder 5 administrações, em doses fracionadas, em um período de 24 horas (1 dia).


Comprimidos:

Adultos e crianças acima de 12 anos: 500mg ou 750mg VO, de 3 a 4 vezes ao dia. Não ultrapassar 4g/dia.


Gotas:

1gota por Kg de peso, por dose ( uma criança com 10 Kg deverá tomar 10 gotas), até o limite de 35 gotas por dose. Essa administração pode ser repetida 4 a 5 vezes por dia, com intervalos de 4 a 6 horas não devendo ultrapassar 5 administrações nas 24 horas.


- Efeitos colaterais do paracetamol


Anemia hemolítica, agranulocitose, neutropenia, leucopenia, pancitopenia, trombocitopenia, erupções cutâneas, urticária, angioedema, eritema pigmentar e choque anafilático.

O uso abusivo e prolongado pode resultar em pancreatites, nefropatias e insuficiência hepática.

- Super dosagem de paracetamol (overdose)

Dois antídotos podem ser utilizados: metionina (ingestão oral) e acetilcisteína (aplicação intravenosa). Monitoramento da função hepática.

- Interações medicamentosas do paracetamol


  • Aumento da toxicidade hepática quando associado com barbitúricos, carbamazepina, hidantoína, sulfimpirazona zidovudina, ingestão crônica e excessiva de álcool.
  • O paracetamol potencializa o efeito de anticoagulantes cumarínicos.
  • Rifampicina diminui o efeito analgésico do paracetamol.



    Ads
    Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

    Assine nossa newsletter

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner