18.6.10

Alimentação correta na gravidez pode diminuir o risco de síndrome de down no bebê ?

Síndrome de Down (genética): Têm 47 cromossomos, já que têm 3 cromossomos 21
Alimentação correta na gravidez pode diminuir o risco de síndrome de down no bebê, será?

Se a afirmativa acima for verdadeira, é sem dúvida, uma ótima notícia, sobretudo para as mulheres acima dos 35 anos que estão pensando em engravidar, contudo, o que se sabe até agora, segundo estudo publicado no Behavioral Neuroscience mostrou que o consumo de colina durante a gestação (450mg/dia) e lactação (550mg/dia) não previne a ocorrência do problema mas melhora os níveis de atenção e normalizam emoções no bebê com síndrome de down.

Os camundongos não suplementados eram mais agitados, o que está de acordo com outros estudos que já mostravam a relação. O interessante é que parece que a suplementação de colina com a finalidade de controlar as emeções de recém-nascidos com síndrome de down só faz efeitos nestas fases e não posteriormente.

Fontes de colina (uma das vitaminas do complexo B): lecitina de soja, gema de ovo, castanhas, frutas cítricas, milho, banana, germen de trigo, farelo de arroz, aveia, vegetais como brócolis e couve flor.  

OBS: as dosagens em parênteses são aquelas extrapoladas para seres humanos.


O conteúdo do www.saudecomciencia.com é informativo e educativo. Não exclui consulta com profissional habilitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner