29.10.10

Microorganismos multirresistentes: o quê são

 
Microorganismos multirresistentes são microrganismos resistentes a diferentes classes de antimicrobianos (antibióticos) testados em exames microbiológicos.

Alguns pesquisadores também definem micro-organismos pan-resistentes, como aqueles com resistência comprovada in vitro a todos os antimicrobianos testados em exame microbiológico.

Microorganismos multirresistentes: o quê são
Microorganismos multirresistentes: o quê são

São considerados, pela comunidade científica internacional, microorganismos multirresistentes causadores de infecções/colonizações relacionadas à assistência em saúde:

Enterococcus spp. resistente aos glicopeptídeos, Staphylococcus spp. resistente ou com sensibilidade intermediária a vancomicina, Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter baumannii, e Enterobactérias resistentes a carbapenêmicos (ertapenem, meropenem ou imipenem).

As bactérias do grupo de microrganismos multirresistentes estão sendo popularmente chamadas de superbactérias.

Um comentário:

  1. O Dr. Luiz Moura ensina que parte dos antibióticos deveriam ser retirados do mercado farmacêutico a cada 10 anos, em sistema de rodízio, para que as bactérias "esquecessem" destes antibióticos retirados, pois assim perderiam a resistência contra estes, quando então eles poderiam voltar ao mercado. Ele recebeu esta informação do próprio Dr. Alexander Fleming, inventor do primeiro antibiótico.

    Maneiras de evitar e sanar infecções causadas por bactérias multi-resistentes à antibióticos

    Além de medidas sanitárias básicas, e do controle do uso de antibióticos, há disponível no mercado dois métodos bastante eficazes para aumentar drasticamente a imunidade do ser humano:

    O Milagre Gerson (Nutrição Aplicada à Imunidade)
    https://www.youtube.com/watch?v=Zh3GHcShNAU

    Auto-Hemoterapia - Conversa com Dr Luiz Moura (Imunidade Aplicada ao Ser Humano)
    https://www.youtube.com/watch?v=N-dmpGfkKN0
    (PDF) http://www.geocities.ws/autohemoterapiabr/32079658-Auto-Hemoterapia-Conversa-Com-Dr-Luiz-Moura.pdf

    Ob.: A imunidade depende diretamente da nutrição do indivíduo, além da carga de leucócitos (células brancas) contidas na sua corrente sanguínea.

    ResponderExcluir

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner