15.12.10

75 mg de aspirina reduz mortes por câncer e por qualquer causa

Um estudo realizado na Universidade de Oxford, no Reino Unido concluiu que ingerir diariamente 75 mg de aspirina pode reduzir em 25% os riscos de morte por diversos tipos de câncer e 10% a menos mortes por qualquer causa.

Durante a pesquisa, foram analisados 25 mil pacientes no período de 20 anos e os benefícios da aspirina superaram os riscos de hemorragias e até complicações associadas ao uso do medicamento.

Em 20 anos os voluntários foram analisados pelos especialistas que observaram aqueles que ingeriram durante quatro a oito anos 75mg de aspirina.

Resultados
Ocorreu uma redução de 25% nos riscos de morte por câncer no período avaliado e de 10% nas mortes por qualquer causa, comparados aos que não tomaram o medicamento aspirina.


Segundo os pesquisadores casos de câncer intestinal apresentaram diminuição de 40%, os de pulmão 30%, nos homens houve 10% de redução em casos de câncer de próstata e de 60% para tumores no esôfago.

Entretanto, apesar da notícia promissora, de que o câncer teve redução para diversos casos, é importante ressaltar que a população não deve fazer o uso do medicamento, uma vez que, para utilizar a aspirina é preciso consultar um médico. “Incentivamos a qualquer um interessado a tomar aspirina regularmente que fale com seu médico antes”, disse Ed Young, da Cancer Research UK. “A aspirina deve ser pensada no mesmo contexto de mudanças do estilo de vida, como dieta e exercícios, que podem ajudar a preservar a saúde”, completou Peter Elwood, da Universidade de Cardiff.

De qualquer forma fica aqui um alerta do SaúdecomCiência: A aspirina ou ácido acetilsalicílico, que já é usada por pacientes que sofreram problemas cardiovasculares na dose de 100mg diária, é um medicamento e, portanto, não deve ser usada indiscriminadamente, apenas a utilize com a prescrição de um médico.

O conteúdo do www.saudecomciencia.com é informativo e educativo. Não exclui consulta com profissional habilitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner