7.2.11

Cafeína em crianças, efeitos

Estudo mostra que a cafeína afeta negativamente as crianças: Maioria consome cafeína diariamente

O consumo de cafeína em crianças é frequentemente associado a problemas do sono em crianças e ao ato de fazer xixi na cama. Informações sobre o consumo de cafeína na infância são limitadas, e muitos pais podem desconhecer a quantidade de cafeína que seus filhos consomem e seus efeitos no organismo de seus filhos.

Em um estudo publicado no The Journal of Pediatrics, os pesquisadores descobriram que 75% das crianças pesquisadas consumindo cafeína em diariamente, e quanto mais as crianças consomem cafeína, menos eles dormiam.


Dr. William Warzak e colegas da University of Nebraska Medical Center pesquisados os pais de mais de 200 crianças de 5 a 12 anos, durante as visitas de rotina em uma clínica pediátrica. Os pais foram solicitados a relatar os tipos e quantidades de lanches e bebidas consumidos por seu filho todos os dias.

Segundo o Dr. Warzak, "Algumas crianças com 5 anos de idade estavam consumindo o equivalente a uma lata de refrigerante por dia." Os autores também notaram que as crianças maiores consumiam mais bebidas cafeinadas. "As crianças com idades entre 8 e 12 anos consumiram uma média de 109 mg por dia", explica Dr. Warzak ", o equivalente a quase 3 latas de refrigerante."

Os pesquisadores descobriram, porém, que a cafeína não estava ligada à incontinência urinária em crianças. "Contrariamente à crença popular," o Dr. Evans, co-autor e estatístico, esclarece: "as crianças não estavam mais propensos a molhar a cama, se consumido cafeína, a despeito do fato de que a cafeína é um diurético."

Os autores do estudo salientam a importância da conscientização dos pais sobre o consumo de cafeína de seu filho. "Os pais devem estar cientes da influência potencialmente negativa da cafeína na qualidade de sono da criança", afirma Dr. Warzak. Os autores sugerem que os pediatras da atenção primária possam ser capazes de ajudar na triagem de pacientes para o consumo de cafeína e os pais a orientarem seus filhos sobre os efeitos potencialmente nocivos da cafeína.

O estudo, relatado em "O consumo de cafeína em crianças pequenas" , por William J Warzak, PhD, Shelby Evans, PhD, T Margaret Floress, PhD, C Amy Gross, PhD, e Stoolman Sharon, MD, aparece no The Journal of Pediatrics , DOI 10.1016/j.jpeds.2010.11.022, publicada por Elsevier.

Fonte: Jornal of Pediatrics

O conteúdo do www.saudecomciencia.com é informativo e educativo. Não exclui consulta com profissional habilitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner