4.9.16

Mulher dirige com cautela devido a estrogênio


O hormônio feminino estrogênio faz mulher dirigir com cautela

O hormônio feminino estrogênio pode explicar porque as mulheres se envolvem em menos acidentes do que homens quando estão dirigindo. De acordo com cientistas da Universidade de Bradford (Inglaterra) o estrogênio ajuda as mulheres a mudar sua atenção de uma situação ou objeto para outro de forma mais rápida e mais eficaz do que os homens.

Mulher dirige com cautela devido a estrogênio
Mulher dirige com cautela devido a estrogênio - foto: Pixabay


Essa capacidade feminina parece ajudar na percepção das alterações no trânsito de forma mais rápida, ajudando na prevenção de acidentes.

O estudo


A pesquisa envolveu 43 homens e mulheres com idades de 18 a 35 anos realizaram uma série de testes neuropsicológicos, que avaliaram habilidades como memória de reconhecimento espacial, aprendizado de regras, atenção, planejamento e controle motor.

As mulheres conseguiram mudar seu foco de atenção de um estímulo para outro com mais facilidade, o que melhorou a performance em tarefas cotidianas como dirigir e ler. Isto poderia explicar por que meninas têm também menos dificuldades do que meninos para se concentrar em uma aula.

"Esta pesquisa demonstra que tarefas que pedem flexibilidade mental favorecem as mulheres. Dirigir poderia ser um exemplo de como isto pode ser aplicado ao cotidiano", afirmaram os pesquisadores.

Estrogênio e neurônios


"Nossa pesquisa sugere que o estrogênio pode influenciar positivamente a atividade neuronal nos lobos frontais, área do cérebro estimulada por tarefas de atenção e aprendizado de regras, o que pode explicar porque as mulheres têm vantagens quando executam estas tarefas."

Outras pesquisas no passado sugeriam que habilidades espaciais como leitura de mapas e estacionamento podem ser difíceis para mulheres porque elas teriam pouco hormônio masculino, testosterona.

Peter Marsh, autor do livro Driving Passion: The Psychology of the Car (Paixão por Dirigir: A Psicologia do Carro), acredita que homens e mulheres têm diferenças inerentes que se manifestam no volante.

Gosto pelo risco


Ele acredita que homens gostam de correr riscos, das emoções de uma caçada, enquanto mulheres são mais cautelosas. Acidentes envolvendo mulheres ocorrem em velocidades mais baixas. Homens se envolvem em acidentes mais graves, pois não conseguem frear rapidamente.




"Dirigir envolve várias habilidades, habilidade motora, aprendizado de leis, atenção, noção de espaço e também confiança. O que descobrimos é que, em alguns aspectos, homens são melhores: navegação, noção de espaço e confiança. Mas eles sofrem mais acidentes", disse Nick Neave, psicólogo da Universidade de Northumbria, na Grã-Bretanha, estudioso da área de diferença entre sexos.

Conclusão


As mulheres sob ação do hormônio estrogênio possuem mais agilidade no trânsito, pois o estrogênio melhora a memória, a atenção e o planejamento motor.

Os resultados deixam claro que, "Mulher no volante NÃO é perigo constante". Brincadeiras à parte, um ser que conseguisse aliar os potenciais femininos e masculinos no trânsito, seria o motorista perfeito.

Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner