7.5.16

Septicemia o que é e quais sintomas

Saiba o que é septicemia e quais seus sintomas. Entenda o que é sepse (septicemia ou infecção generalizada) e choque séptico (choque circulatório)

SEPTICEMIA O QUE É?


De uma maneira bem didática e completamente elucidativa, podemos dizer que a septicemia (ou sepse) é quando as bactérias ou outros agentes infecciosos que estão infectando um determinado órgão migram através da corrente sanguínea por todo organismo.

Septicemia o que é e quais sintomas
Septicemia o que é e quais sintomas

Então, a infecção que era  localizada se espalha por todos os órgãos, provocando-lhes falência e levando - muitas vezes - o paciente à morte. A morte por sepsis (sepse ou septicemia) ocorre em cerca de 50% dos casos. Se tornando mais grave à medida que o tratamento demora para ser iniciado.


SEPTICEMIA, SINTOMAS


  • febre muito alta (geralmente maior que 38,5ºC)
  • temperatura muito baixa (menor do que 35ºC)
  • leucócitos maior que 12,000 ou menor que 4000 cél/mm3 (mensurado no hemograma)
  • batimentos cardíacos elevados, a partir de 90 por minuto
  • respiração ofegante


ATENÇÃO! A presença de pelo menos dois dos sintomas de sepse acima já pode ser considerada um início de sepse.



>>> SEPSE GRAVE <<<



COMO O MÉDICO SABERÁ QUE A INFECÇÃO GENERALIZADA ESTÁ EM ESTÁGIO AVANÇADO(GRAVE)?


  • Queda da pressão sanguínea arterial (hipotensão ou pressão baixa) evoluindo para choque septico*
  • Paciente delirante ou inconsciente
  • Dificuldade de respirar
  • Coagulação diferente da normal (verificada no hospital com um exame de sangue simples)
  • Funcionamento dos rins deficitária (é necessário iniciar uma hemodiálise, para filtrar o sangue)
  • Queda das plaquetas 
  • Função do coração prejudicada


*Choque séptico (ou circulatório):

Choque séptico é quando todo o corpo fica inflamado (pela infecção que se espalhou pelo organismo), ocorrendo a dilatação de todos os vasos sanguíneos, a pressão arterial cai de repente, caracterizando o choque septico (choque circulatório).

Os vasos sanguíneos dilatados ficam permeáveis (líquidos podem entrar ou sair das artérias e veias), os líquidos extracelulares provenientes dos vasos sanguíneos migram para os órgãos, o que promove edemas, sobretudo nos pulmões, sendo - muitas vezes - fatal.




COMO OCORRE A MORTE POR SEPTICEMIA?


Os fatores mencionados anteriormente começam a piorar gradual ou mesmo rapidamente até levar ao falecimento das funções dos órgãos (começando em geral pelo rim - falência renal) e, consequentemente, a falência múltipla dos órgãos evoluindo para a morte do paciente.


O QUE PODE CAUSAR INFECÇÃO GENERALIZADA?


Pessoas debilitadas (e/ou com imunidade baixa ) podem evoluir rapidamente para uma septicemia.  [Leia sobre o tema e de maneira completa e 'mais' técnica no livro "Bacteriologia Clínica".]

Também acho importante (importantíssimo! na verdade) salientar que, para que se evite ou não se agrave uma infecção generalizada contraída no próprio hospital, é fundamental que médicos, enfermeiros e quem mais lidar diretamente com o paciente internado, incluindo os visitantes, observem as regras básicas -- mas inacreditavelmente pouco praticadas -- de higiene das mãos e das narinas (lembre-se: você irá respirar  quando em contato com o paciente). Para isso, recomendo a leitura dos artigos: "Lavar as mãos -corretamente - reduz infecções hospitalares" e "Uso indiscriminado de antibióticos aumenta risco de casos de superbactérias".

Espero que o artigo sobre antibiograma tenha sido esclarecedor. E para quem deseja se aprofundar no assunto, recomendamos a leitura do livro: "DE ROBERTIS BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR"
icon
icon
icon
Informações e texto de Renata Fraia (farmacêutica / jornalista / blogueira / diretora deste blog-site)

Artigos relacionados:
  1. Antibiograma: o que é e para que serve
  2. Uso indiscriminado de antibióticos aumenta risco de casos de superbactérias
  3. Quantas bactérias tem no intestino?
  4. Medidas de prevenção de infecções por microorganismos multirresistentes
  5. Prevenção de infecção hospitalar
  6. Bactérias que vivem na geladeira e estragam os alimentos.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner