1.2.12

Medicamentos homeopáticos Boiron: laboratório francês no Brasil

Com menos de três anos no território, ele registrou no ano passado crescimento de 74% sobre as vendas de 2010, tendo se tornado o “número 1 em investimentos”, segundo Ricardo Ferreira, diretor da filial.

O laboratório francês de medicamentos homeopáticos Boiron, um dos maiores do mundo, tem bons motivos para comemorar o seu investimento no Brasil.


Com menos de três anos no território, ele registrou no ano passado crescimento de 74% sobre as vendas de 2010, tendo se tornado o “número 1 em investimentos”, segundo Ricardo Ferreira, diretor da filial.

“Fomos a unidade que mais cresceu nos 80 países em que o laboratório Boiron atua”, disse Ferreira, citando o relatório anual de vendas divulgado sexta-feira na França. O relatório mostrou que o país sede do Boiron, a França, mais uma vez respondeu por mais da metade do faturamento global da companhia, de ¤ 523 milhões em 2011. Cerca de 24% dos medicamentos homeopáticos vendidos do mundo são produzidos pelo Boiron.

A Europa e os Estados Unidos ainda representam a maior fatia desse mercado. Entre os europeus e na América do Norte, os homeopáticos estão no mesmo patamar que outros medicamentos, sendo mais uma opção de tratamento dentro do arsenal terapêutico. No Brasil, eles costumam ser comercializados em sua maior parte em pontos de venda especializados e considerados uma opção a parte.
Por enquanto, as vendas no Brasil representaram apenas 5% e só em 2013 a companhia espera começar a recuperar o investimento de R$ 30 mi lhões no país. A estratégia do Boiron foi colocar seus medicamentos — por enquanto apenas três — à venda em redes de drogarias, (Drogasil, Drogaria São Paulo, Onofre, Venancio), disputando espaço nas prateleiras com alopáticos nos principais estados.

A estratégia deu certo e Ferreira estima que o Brasil pode se tornar a base para a expansão das vendas na América Latina.

“Estamos bem na Colômbia e Venezuela, nossa próxima investida será na Chile”, disse.
Para 2012, a fabricante francesa espera a aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de mais três medicamentos, além de expandir as vendas para outras praças.

Fonte: Martha San Juan França - Brasil Econômico - 30/01/2012
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner