16.3.12

Apneia do sono, o que é: tratamentos e causas

Hoje (16 de março), no dia mundial do sono é uma boa oportunidade para falar sobre uma condição que atrapalha uma boa noite de sono, a apneia do sono obstrutiva.

Então, leia tudo sobre a apneia do sono, abaixo:


A apneia do sono já atinge 1/3 da população de São Paulo (capital) e este é de fato um dado alarmante. A apneia do sono grave, pode acontecer se o paciente não procurar atendimento logo no início dos sintomas. E a consequência de uma apneia do sono grave pode ser até fatal já que a pessoa fica alguns segundos sem respirar, e também levar ao aparecimento de outros problemas como pressão alta e diabetes.

Apneia do sono, o que é:
Apneia do sono obstrutiva (principal tipo de apneia) é quando o ar é impedido de passar pelo pulmão e traqueia provocando ronco alto com interrupções na respiração - o que pode fazer com que a pessoa acorde assustada - e sono durante o dia, já que a pessoa não dormiu direito.

Causas da apneia do sono:
Envelhecimento e obesidade são as principais causas da apneia do sono. Dormir de barriga para cima é um agravante.

Apneia do sono, sintomas:
Ronco alto e frequente,
Acordar assustado com a sensação que parou de respirar,
Muito sono durante o dia

Diagnóstico da Apneia do sono:
O exame polissonografia (aquele em que a pessoa dorme sendo monitorada por aparelhos conectados ao corpo) é a forma de diagnóstico da apneia do sono.

Apneia do sono grave
Se não for tratada, a apneia do sono pode causar pressão alta e diabetes, além de diminuição do rendimento no trabalho e demais afazeres, devido ao excesso do sono durante o dia. Os casos mais graves podem causar ataques cardíacos e AVC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner