3.10.15

Morrer de amor é possível: Síndrome do Coração Partido existe mesmo

Há algum tempo ouvimos falar da "Síndrome do Coração Partido", uma tristeza tão profunda pela perda de um amor, que seria capaz de causar a morte.

Agora, a ciência consegue comprovar que "morrer de amor é possível" por alguém. Ou seja, o que antes, era só uma frase para se referir a uma pessoa apaixonada, agora é realidade.

Morrer de amor é possível - Síndrome do coração partido
Morrer de amor - síndrome coração partido

O estudo que confirma a existência da Síndrome do Coração Partido, nome dado pelos cientistas ao sentimento de perda de um ente querido ou da pessoa amada, no caso de morte ou em vida, foi realizado na University Clinic of Rostock, do nordeste da Alemanha.

:: Leia também: Energético faz mal?

Segundo os cientistas, os sintomas da doença, como dor no peito, falta de circulação sanguínea, dificuldade para respirar e fraqueza são muitos semelhantes aos do ataque cardíaco.

O cardiologista Christoph Nienaber, um dos pesquisadores envolvidos no estudo, comentou sobre a síndrome.
“Estes pacientes sofrem com uma carga emocional pesada e seus corações, sem circulação sanguínea, secam e quebram, literalmente”, explicou o pesquisador.

O grande problema dessa síndrome, seria produção desenfreada de hormônios que causam o estresse, entupindo as artérias do coração, podendo levar a uma parada cardíaca, consequentemente, a falta de oxigênio no corpo e no cérebro, causando a morte da pessoa.

:: Leia também: Dia do Combate ao Colesterol: disfunção erétil pode ser causada por colesterol alto.


Pelo que foi exposto, fica evidente que não apenas uma dor de amor, mas qualquer tristeza profunda pode causar a 'síndrome do coração partido' que pode sim, levar a morte... mas pode ser evitada com tratamento com medicamentos e terapias.

Fonte: Daily Mail.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

4 comentários:

  1. qual o hormonio do stress? cortisol? ou ACTH?

    ResponderExcluir
  2. Oi William, super pertinente sua pergunta. Na verdade, o ACTH é o hormônio adrenocorticotrófico ou corticotrofina (sinônimos). Ele é responsável pela indução à síntese e também secreção do cortisol ou corticosterona, o hormônio do stress.
    Abs, volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Acho que estou sofrendo disso, estou em uma tristeza tão profunda, uma dor tão grande que não tenho vontade de viver mais. Queria dormir e nunca mais acordar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, você já pensou que o fato de você estar viva é o resultado de uma disputa entre milhões de espermatozoides e de alguns óvulos para gerar um ser único, porque se fosse outro par de espermatozoide e óvulo que tivesse se implantado no útero, em vez de você poderia ter nascido alguém muito diferente e até de sexo diferente ao seu. Sempre que pensar com pessimismo, lembre-se disso e pense que de venceu essa loteria, merece valorizar a vida e tentar melhorar, ao menos tentar. Procure um psiquiatra e/ou psicoterapeuta (psicólogo) para ajudá-la e desabafe com pessoas mais próximas, isso evita que a síndrome do coração partido se instale. Abraços e boa sorte, viu!

      Excluir

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner