11.9.16

Vacinas para viagem

Infectologista destaca a importância das vacinas para viagem

Antes de viajar, além de escolher um bom destino e preparar o roteiro, quem pretende passar as férias fora não pode deixar de lado as precauções em relação à saúde. Assim, tomar as vacinas para viagem pode fazer toda a diferença.

Se os planos incluem conhecer outros países, principalmente na Europa ou África, alguns cuidados com a imunização são essenciais.

INFORME-SE SOBRE AS VACINAS PARA VIAGEM


De acordo com a infectologista Raquel Muarrek Garcia, do Hospital e Maternidade São Luiz, uma das partes mais importantes do planejamento da viagem é se informar sobre as vacinas exigidas em cada lugar.

“Quem não está totalmente imunizado corre grandes riscos de contrair doenças locais. Entre as principais vacinas estão febre amarela, sarampo, meningite e hepatite A”, alerta.

Vacinas para viagem
Vacinas para viagem

QUAIS VACINAS TOMAR ANTES DE VIAJAR?


A vacinação não depende apenas do destino do viajante. Também influem características pessoais do turista, como idade, sexo, vacinações prévias, estado de saúde atual, alergias a medicamentos, gravidez, imunodeficiência e até mesmo sua profissão. O tempo de permanência em outro país e as pretensões do turista também são fatores relevantes.
"Não são recomendadas as mesmas vacinas a um viajante ‘mochileiro’ e a um turista que já tem um pacote fechado, com hotel reservado, por exemplo”, explica a infectologista.

QUANTO TEMPO ANTES DE VIAJAR DEVO ME VACINAR?


Geralmente, as vacinas não têm efeito imediato no organismo e precisam de um tempo variável para que o sistema imunológico do viajante desenvolva níveis protetores adequados. O ideal é que sejam aplicadas de quatro a seis semanas antes da data de embarque. Para quem vai conhecer áreas endêmicas, como Quênia, Moçambique e Tanzânia, deve se vacinar contra febre amarela cerca de 10 dias antes da viagem, e contra malária até 24h antes.

Leia mais sobre:
- Meningite,
- Sarampo,
- Hepatite,
- Febre amarela


HIGIENE E ALIMENTAÇÃO DO VIAJANTE


Além dos cuidados com a imunização, o turista também deve ficar atento à alimentação e higienização das mãos. Segundo a Dra. Raquel, é importante beber apenas água filtrada, fervida ou engarrafada e evitar ingerir alimentos crus. No caso das frutas e legumes, é ideal se certificar de que os itens estejam limpos e bem lavados. O álcool em gel também é uma medida simples e prática que pode ser aplicada em qualquer lugar do mundo.






SAÚDE DOS VIAJANTES


Estão presentes, nos aeroportos de todo o país, os Centros de Orientação para a Saúde dos Viajantes, mantidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que podem ser procurados em até 15 dias antes da viagem. Existem restrições para quem está imunizado há menos de 10 dias, por isso, para que a viagem seja tranquila, é necessária máxima atenção com os prazos em relação à data de embarque.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner