10.12.12

Dieta Dukan: o que é mito e o que é verdade na dieta do Dr. Dukan

Na Dieta Dukan preciso contar calorias? Tem efeitos colaterais? Quais alimentos posso consumir?

São perguntas comuns para quem decide começar a Dieta Dukan; conheça os principais mitos e verdades sobre o método e emagreça sem o efeito sanfona.

A dieta do médico francês Pierre Dukan já conquistou mais de 30 milhões de adeptos por todo o mundo, além de personalidades como a Princesa Kate, Jennifer Lopez e Penélope Cruz. Atualmente, o título “Eu não consigo emagrecer” (Ed. BestSeller), que explica o método detalhado, é o livro mais vendido no Brasil, na categoria não ficção.

A principal razão para o sucesso da dieta é que ela apresenta resultados efetivos e de longa duração, sem causar o efeito sanfona, tão temido pelos adeptos das dietas da moda. Por isso, o Dr. Pierre Dukan preparou uma lista com as principais dúvidas para quem faz a dieta ou pretende começa-la ainda nesse verão.
- Veja o cardápio e todas as fases da Dieta Dukan aqui!

1. A Dieta Dukan é criticada por alguns médicos e nutricionistas por ser considerada radical. Ela pode prejudicar a minha saúde?

Absolutamente, não. Ela não representa nenhum risco para a saúde (33 milhões de leitores e nenhum problema de saúde), como também está associada a uma melhora da diabetes, da hipertensão, da redução do risco cardiovascular, da apneia do sono.

Além disso, é utilizada pelas crianças epilépticas intolerantes à medicamento epiléptico. Enfim, recentes estudos norte-americanos demonstraram que a dieta é capaz de melhorar as insuficiências diabéticas.


2. O corte de carboidratos nas duas primeiras fases da dieta irá me deixar fraco ou com tonturas?

Normalmente não. Poderá sentir tonturas se a pessoa tiver tendência a hipoglicemia, ou seja, baixa quantidade de açúcar no sangue. A única precaução que é preciso tomar destina-se às pessoas hipertensas que seguem um ou vários tratamentos para manter a pressão em nível normal.

A dieta age como um mecanismo capaz de baixar a pressão e faz com que a medida que se perde peso. Torna-se importante pedir ao médico uma avaliação para a diminuição dos medicamentos. Vários pacientes com sobrepeso ou obesos puderam parar de tomar os medicamentos, pois já não precisavam mais deles.


3. A dieta Dukan e a Atkins são a mesma dieta?

Não, a dieta é composta por 100 alimentos dos quais 72 ricos em proteínas, porém pobres em lipídios (gordura) e 28 legumes, e que são autorizados comer à vontade. A dieta Atkins autoriza as proteínas à vontade assim como eu, mas autoriza também as gorduras de origem animal à vontade enquanto eu as proíbo.

Além disso, a dieta Atkins não permite, - ou autoriza muito pouco a ingestão dos legumes, enquanto esses são um dos pilares da minha dieta.

A principal diferença entre ela é que a dieta Atkins não propõe um programa de estabilização, enquanto eu ofereço duas fases, a de consolidação (3ª fase) e a de estabilização definitiva (4ª fase) para a manutenção do peso obtido.

Por último, Atkins não preconiza atividade física enquanto eu prescrevo 20 minutos de caminhada na fase de ataque, 30 minutos durante a Cruzeiro, 25 minutos na Consolidação e 20 minutos para o resto da vida quando estiver na Estabilização.


4. Qual a diferença entre a Dieta Dukan e uma dieta balanceada?

A dieta equilibrada é uma dieta que permite comer de tudo um pouco, permitindo 55% do valor alimentar diário em forma de carboidrato. É uma dieta saudável e normal para pessoas que não estão com sobrepeso e que não querem engordar. Porém está dieta equilibra o peso, MAS NÃO FAZ EMAGRECER. Se você tem 10 kg ou 20 kg a mais, uma dieta equilibrada lhe impedirá de continuar a ganhar peso, mas se você quiser emagrecer, vai precisar seguir uma dieta mais radical e eficiente.


5. Há alguma contra indicação para a dieta?

Em caso de diabetes insulinodependente, grávidas e quem tem problema renal (nos rins). Também não se deve seguir uma dieta antes do final da fase de crescimento, ou seja não antes dos 17 anos ou sem acompanhamento médico.



6. Existem críticas sobre a dieta que consideram que ela tem efeitos nocivos para o rim e o intestino. Como se defender sobre isso?

Isso é falso, as críticas não são cientificas, pois é exatamente o contrário. Minha dieta, como todas as dietas cetogênicas, ou seja muito pobre em hidratos de carbono, são capazes de melhorar os rins doentes. E graças a seu bom teor em proteínas, minha dieta é ideal para o intestino. Mas é importante respeitar a regra de 2 litros de água e o consumo do farelo de aveia para evitar a constipação.


7. Por que a dieta é considerada para a vida toda?

Porque se o sobrepeso é um fracasso é porque TODAS as dietas, qualquer que seja o país, terminam quando o peso desejado é alcançado. O médico ou o método adotado recomenda “comer com moderação” e somente. Razão pela qual 97% das pessoas que emagreceram engordaram após 4 ou 5 anos.

Até os 58, eu fazia a mesma coisa e tinha a desagradável surpresa de ver meus pacientes engordarem. Então, eu estabeleci o que eu chamo de pós-dieta e minha fase de consolidação. Melhorou, mas não resolveu. Nos anos 90, eu então acrescentei a 4° fase que é a estabilização que consiste em 3 regras simples e fáceis a serem seguidas pelo resto da vida: a quinta-feira proteica, 20 min de caminhada (e subir escadas) e 3 colheres de sopa de farelo de aveia por dia.


8. Na Dieta Dukan não é preciso contar calorias?

Absolutamente não. Contar as calorias toca a psicologia e a afetividade da pessoa com sobrepeso. Ademais, é difícil não se enganar quando compramos um prato pronto ou comemos no restaurante. Enfim, se contamos as calorias, comemos indiferentemente as calorias provenientes das gorduras, dos açúcares e das proteínas.

E, nestas condições, a perda de peso é lenta e o corpo se adapta progressivamente, precisando progressivamente diminuir a quantidade de calorias consumidas. Em geral, começa-se com uma dieta de 1.200 calorias, após algumas semanas, a perda de peso estagna e é preciso diminuir para 900 calorias, e frequentemente termina-se a 600 calorias, o que representa uma dieta de fome. A pessoa pode fazer de tudo, exceto uma dieta de baixa calorias, que eu estimo a origem da derrota da luta contra o excesso de peso e obesidade.


9. Quais alimentos posso consumir na primeira e na segunda fase da minha dieta?

Primeira fase, todos os alimentos ricos em proteínas como a carne (magra, churrasco, bife, etc), costela e escalope de vitela. Todos os peixes de água salgada ou doce, surimi, salmão defumado, atum natural e lata. Todos os frutos do mar. Todas as aves sem a pele, exceto pato e ganso. Os ovos, presuntos magros, peito de peru light, bresaola. Os laticínios magros (iogurtes 0%), o tofu, seitan e 2 litros de água.

Na fase de cruzeiro, todos os alimentos acima citados acrescidos de todos os legumes, com exceção dos feculentos (batata, lentilha, grão de bico, mandioquinha etc).

10. Durante a dieta pode ocorrer à estabilização do peso e o emagrecimento acontecer de forma mais lenta? O que devo fazer?

Quando emagrecemos rapidamente e perdemos metade do peso total a perder, o corpo que é programado para viver em modo penúria e não em modo abundância, tende a resistir à carência de suas reservas de gorduras que significam, para ele, estratégia de sobrevivência. Por isso, ele reduz ao máximo seus gastos e aumenta o aproveitamento que faz dos alimentos. Razão pela qual a balança marca estagnação.

Mas esta estagnação é passageira, pois se continuamos seguindo a dieta de cruzeiro, o corpo não pode resistir por muito tempo. No final de alguns dias (máximo uma semana), ele recomeça a queimar mais do que ele consome e emagrece.

Então, basta esperar e a única coisa a não fazer é se desmotivar e quebrar a dieta caindo na armadilha que seu corpo prega para fazer comer o que não se pode. Aliás, ao contrário, é preciso ser o mais restrito e disciplinado possível, beber mais água que de costume, consumir pouco sal e se exercitar mais, tentar caminhar durante 4 dias 1 hora por semana.

11. O farelo de aveia irá me ajudar a emagrecer. De que forma?

O farelo de aveia é o único alimento que hoje possa se prevaler de uma ação emagrecedora. E isso se explique por 3 razões: poder de absorção até 20 vezes seu volume de água, sua sensação de saciedade e seu estímulo ao funcionamento do intestino.

O que representa uma perda de caloria de 5% dos alimentos consumidos. Por último, o farelo permite preparar várias e deliciosas receitas da dieta (crepes, panquecas, muffins, massa de pizza, etc). Em fase de ataque, a dose é de 1.5 colheres de sopa por dia, na fase de cruzeiro 2 colheres por dia, na consolidação 2.5 colheres por dia e na estabilização 3 colheres para o resto da vida.


12. Todos os alimentos diet e light são liberados?

Somente os alimentos lights que não contém açúcar (zero açúcar) como o chiclete, os refrigerantes Zero. A menção Diet não é suficientemente adequada legalmente e pode nos enganar.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner