22.11.16

Música faz bem para o coração, está comprovado cientificamente

Um estudo da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, comprovou para a Associação Americana do Coração que esse sentimento prazeroso vai além do que imaginávamos, música faz bem para o coração.

► Leia mais na categoria musicoterapia.

E quando escutamos aquelas músicas que mais gostamos elas atuam diretamente sobre a saúde cardíaca.

Música faz bem ao coração
Música faz bem para o coração

A pesquisa foi feita com dez voluntários saudáveis e não fumantes. Ele mediram por meio de ultrassom, o diâmetro dos vasos sanguíneos no braço desses voluntários. Um detalhe importante: os participantes tiveram que ficar em um “jejum musical” durante os 15 dias anteriores à medição, isso para intensificar o impacto do estímulo sonoro na hora do experimento.

Assim, eles levaram hits que mais o deixavam felizes e ficaram 30 minutos escutando música. Depois disso, os cientistas observaram um aumento de 26% no calibre dos vasos. Para que se faça um parâmetro, um vídeo com o mesmo tempo de duração provocaram uma dilatação de 19%, audiotapes de relaxamento causaram uma distensão de 11%, enquanto o heavy metal deixou os vasos 6% mais estreitos e causou ansiedade.

“Acreditamos que esse tipo de estímulo provoque a liberação de substâncias protetoras, como o óxido nítrico, que dilata os vasos. Além disso, o óxido nítrico reduz a formação de coágulos e o endurecimento das artérias”, explicou o cardiologista Michael Miller, um dos autores do estudo.


► Leia mais sobre MUSICOTERAPIA.

Outro especialista explicou que Essa molécula benéfica é secretada pelo endotélio, a camada que reveste internamente os vasos. Quando o calibre arterial aumenta, o sangue circula com mais facilidade, isso contribui para abaixar a pressão e levar uma maior quantidade de oxigênio para o corpo todo.

“E, quanto maior a oxigenação das células, melhor o funcionamento do cérebro, do coração e do sistema imunológico”, explicou o neurologista e maestro Mauro Muszkat, da Universidade Federal de São Paulo.

E como ela chega no coração? Esse beneficio da música reflete no coração logo após reverberar na massa cinzenta.




“Ela aumenta a produção de endorfina e serotonina, substâncias produzidas no cérebro e responsáveis pela sensação de prazer, faz diminuir a liberação de cortisol, o hormônio do estresse, e, por fim, regula a frequência cardíaca”, diz Muszkat.

É possível manter o coração e mente em paz utilizando música.

“Um estudo do Instituto de Montreal, no Canadá, mostrou que a exposição constante ao estímulo, por pelo menos duas horas diárias, já produz benefícios para a saúde em três ou quatro dias. De 20 minutos a meia hora de música agradável, várias vezes por semana, já é uma boa pedida”, revela Muszkat.
E uma outra pesquisa revela quais músicas estimulam o sistema imunológico, confira!
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner