22.7.15

Metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes

O diabetes está na lista de patologias que atuam silenciosamente no organismo até comprometê-lo definitivamente, permitindo apenas a convivência com a doença. Assim, damos início ao texto que mostra que metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes.

Metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes
Metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes

O diabetes é uma doença crônica caracterizada por uma deficiência parcial ou total na produção de insulina, hormônio responsável pela redução da glicemia (taxa de glicose no sangue), por promover o ingresso de glicose nas células e pela síntese de proteínas e armazenamento de lipídios.

Metade dos diabéticos não sabem que têm a doença


Segundo a Federação Internacional de Diabetes, existe no mundo cerca de 285 milhões de diabéticos, o que equivale a 6,4% da população adulta. No Brasil, o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que 7,6% da população entre 30 a 69 anos era diabética, chegando a 17,6% das pessoas entre 60 a 69 anos.

Confira 50 receitas para diabéticos:


Já no interior de Pernambuco, um estudo realizado em 2010 revelou que a prevalência de diabetes na população local é duas vezes superior a média mundial, chegando a 13,6%.

Existem dois tipos principais de diabetes, o Tipo I e o Tipo II. O diabetes tipo I acomete mais as crianças, adolescentes e adultos jovens. "São pacientes totalmente dependentes de insulina. Por apresentarem uma sintomatologia mais evidente, como poliúria (urinar muito), polidpsia (beber muita água) e perda de peso, o diagnóstico precoce é mais fácil", esclareceu a endocrinologista da Santa Casa de Maceió, Thaís Mendonça (foto).

O diabetes tipo II, mais comum no público adulto, apresenta uma sintomatologia menos específica. Muitas vezes o paciente apresenta poucos sintomas, fazendo com que o diagnóstico seja tardio.

Metade dos diabéticos não sabem que têm diabetes
Dra. Thaís Mendonça - endocrinologista

"Cerca de 50% dos pacientes diabéticos desconhecem ter a doença por não apresentar sintomas. No entanto, alguns fatores de risco fazem o médico suspeitar do diabetes mais precocemente", alertou Thaís Mendonça. São eles: pessoas acima de 45 anos com história familiar de diabetes, obesidade (principalmente abdominal), história prévia de diabetes gestacional, pessoas com dislipidemia e com hipertensão arterial.

"Quando o paciente perde peso apesar de se alimentar bem, apresenta cansaço, vista turva, prurido vaginal e infecção urinária de repetição é importante pensar em diabetes", acrescentou a endocrinologista.

Fonte: Ascom Santa Casa
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner