18.7.16

Somos o que comemos? Você é o que você come?

Comer é uma necessidade fisiológica. Eu, como profissional de saúde acho a expressão "somos o que comemos" muito apropriada, embora muitos especialistas acharem a frase uma bobagem. Mas atribuo essa expressão em um contexto muito mais amplo.

Somos o que comemos? Você é o que você come?
Somos o que comemos? Você é o que você come?

Não quero, de maneira alguma, dizer que, se você come vagem todos os dias, você adquirirá seu aspecto (rs) e sim, que é através da alimentação que nosso corpo foi, é e continuará sendo formado e transformado.

Ou seja, os tecidos do nosso corpo foram formados e são mantidos 'intactos' devido às proteínas que nossas mães ingeriram enquanto nos geravam em seus ventres. Atualmente, as proteínas que ingerimos - daí serem chamadas de alimentos construtores - mantêm nossos tecidos e consequentemente nossos órgãos em perfeito funcionamento.

Quem se alimenta de alimentos muito gordurosos diariamente terá graves consequências em um futuro próximo, como as doenças cardiovasculares, por exemplo.






Outro ponto a favor da expressão somos o que comemos é a aparência de nossa pele. Pessoas que se hidratam e consomem alimentos ricos em vitaminas, minerais e substâncias antioxidantes apresentam uma pele muito mais bonita do que quem não faz uso desses alimentos.

E deixo uma pergunta: como anda sua alimentação? Você é o que você come?

Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner