1.5.16

Benefícios da Salsinha para a saúde


A salsinha é um dos temperos clássicos da culinária brasileira, talvez o mais usado dentre as hortaliças. Mas a salsa é muito mais que um ingrediente para nossa comida, ela tem propriedades medicinais (mesmo que, ainda, na medicina alternativa). Os benefícios da salsinha para a saúde são muitos e vou citar cada um deles.

Ressalto que a maioria das propriedades da salsinha para a saúde ainda não foi totalmente estudada, mas a medicina popular prega os benefícios da salsinha e já há alguns estudos comprovando a eficácia desta hortaliça.

Benefícios da salsinha para a saúde (propriedades medicinais da salsinha)

  • Diurética (facilita a secreção da urina)
  • Carminativa (combate os gases intestinais)
  • Expectorante (facilita a expectoração)
  • Emenagoga (provoca a vinda da menstruação)
  • Antitérmica (combate a febre)
  • Eupéptica (melhora a digestão)
  • Vitaminizante (colabora na regeneração das células)
  • Aperiente (abre o apetite)
  • Anti-inflamatória (combate inflamações)
  • doenças circulatórias em especial a trombose [Importante! Esse benefício da salsinha já está sendo comprovado em alguns estudos científicos]

Benefícios da Salsinha para a saúde (propriedades medicinais)
Salsinha/foto

1. Salsinha, Indicações de cada parte utilizada da salsa


Folhas da salsa e talos - usos

- As folhas de salsinha podem ser utilizadas para combater:

º Febres Intermitentes
Uso interno: suco - 1 colher de sopa três a quatro vezes ao dia.

º Bronquite Asmática e Laringite Crônica
Uso interno: suco adoçado com mel - 1/2 xícara de café uma vez por dia, em jejum.

º Equimoses
Uso externo: suco (sob a forma de compressa) - aplicar, no mínimo, três vezes ao dia.

º Disenteria
Uso interno: chá por decocçao - 1 xícara três a quatro vezes ao dia.

º Inflamaçao e Edema de Pálpebras Uso externo: sob a forma de cataplasma fria - aplicar várias vezes ao dia.

º Hemorragias Nasais Uso externo: introduzir folhas trituradas nas narinas.

º Hemorragias de úlceras na pele e feridas; picadas de insetos; nevralgias.
Uso externo: sob a forma de cataplasma - aplicar três a quatro vezes ao dia.

º Cólicas menstruais
Uso interno: Como fazer o chá de salsa
- 20 g de salsa lavadas (folhas e talos)
- 1 litro de água

Ferva a água, desligue o fogo, acrescente a salsa inteira, tampe a panela ou vasilha e deixe de 10 a 15 minutos em infusão.

Modo de usar: Beba 1 xícara de chá 3 vezes ao dia, enquanto permanecerem os sintomas da TPM. Mas não tome mais de 3 xícaras por dia, nem por mais de 5 dias.

Raízes da salsa - usos


º Gases Intestinais
Uso interno: chá por decocção - 1 xícara três a quatro vezes ao dia.

º Nefrite e Cistite
Uso interno: chá por infusao - 1 xícara três a quatro vezes ao dia.

º Anasarca, Hidropisia, Edemas de Membros Inferiores (evita a trombose)
Uso interno: chá por decocçao (de 30 a 100g para cada litro de água) - 1/2 xícara de 4 em 4 horas.

Sementes da salsa - usos

(as sementes da salsa são pequeninas, ficam nas folhas e os pássaros adoram comê-la)

º Atonia Gástrica e Nevralgias em geral
Uso interno: chá por decocção (decocção ferver a hortaliça com a água por alguns minutos) - 1 xícara três vezes ao dia.

2. Efeitos colaterais da salsa


Devido às sua propriedade emenagoga (facilitar o fluxo menstrual), a salsinha não deve ser usada por mulheres grávidas. No entanto, as gestantes podem usar salsinha com moderação na comida.


3. Dados científicos da salsinha


Nomes populares da salsinha: Salsa ou salsinha, salsa-de-cheiro ou salsa-hortense.
Nome científico: Petroselinum crispum - Família: Apiaceae

4. História da salsinha


1. Origem da salsinha:
Natural da Europa (Mediterrâneo), a salsa é conhecida também por salsinha, salsa-de-cheiro ou salsa-hortense.

2. Salsinha no Brasil
A salsinha foi trazida para o Brasil no início da colonização.

3. Cultivo da salsinha
O cultivo da salsa é relativamente fácil: pode ser cultivada em vasos e adapta-se muito bem a terrenos areno-argilosos, ricos em matéria orgânica, fracamente ácidos e bem drenados.

5. Curiosidades sobre a salsinha


-Os antigos egípcios acreditavam que um dos benefícios da salsinha para a saúde era como remédio para dor de estômago e distúrbios urinários.
-Os romanos acreditavam que a salsa evitava intoxicação e, portanto, a empregava para desodorizar o ar (repleto de álcool) durante seus banquetes.
-No passado acreditava-se que a salsinha era capaz de curar doenças como a malária, a peste e o envenenamento [que fique bem claro que esse uso era feito no passado, a salsa NÃO cura malária nem envenenamento].


Artigos relacionados
  1. Chá de salsa para TPM
  2. Hortelã-miúda
  3. Sálvia - fonte de vida?
  4. Horta em casa
  5. Manjericão (alfavaca) - benefícios
  6. Benefícios do orégano
  7. Orégano para diabetes
  8. Fitoterápicos
  9. Medicina alternativa
  10. Suco de Uva - Globo Repórter (novo)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner