9.10.13

Computador é tão importante quanto tubo de ensaio, para a química, farmácia e bioquímica

"Ajuda a entender virtualmente como um tipo de medicamento age no nosso corpo". 

Essa é uma das funções do programa de computador que deu o Prêmio Nobel de Química 2013 a 3 cientistas: um austríaco, um britânico e um israelense.

O feito ajuda a compreender e entender compressos químicos complexos. De acordo com a academia de ciência, o computador hoje é tão importante quanto um tubo de ensaio.
Ganhadores do Prêmio Nobel de Química
Os 3 ganhadores/foto reprodução www.nobelprize.org/

Os vencedores são o austríaco Martin Karplus, de 83 anos, o britânico Michael Levitt, de 66, e o israelense Arieh Warshel, de 73. Eles desenvolveram pesquisas sobre os modelos multiescala para sistemas químicos complexos. Os três trabalham em universidades norte-americanas.

Nas pesquisas, os cientistas associaram as análises químicas aos métodos de física clássica e quântica. Foram feitos cálculos teóricos e simulações para observar os átomos quânticos e a associação com a principal proteína e o organismo.

O computador executou os cálculos. As pesquisas mostraram que as reações químicas ocorrem na velocidade da luz e, em uma fração de um milésimo de segundo, os elétrons saltam de um núcleo atômico para o outro.

Post arquivado na categoria CIÊNCIA!
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner