21.10.13

Testes em animais em indústrias farmacêuticas e cosméticas

Como é do conhecimento da maior parte da população brasileira, na última sexta-feira (19), ativistas invadiram um laboratório de pesquisas científicas e levaram mais de 159 cães da raça beagle, por conta de supostos maus-tratos em testes em animais.

Em um resumo bastante didático o G1 ouviu cientistas e elencou os principais argumentos usados no debate sobre o uso de animais em experimentos científicos.

Abaixo, coloquei as opiniões de quem é contra e de quem é a favor:

Testes em animais

Contra os testes em animais

Testes em laboratórios causam sofrimento, ferimentos e transtornos psicológicos nos animais. Há uma corrente de neurocientistas que sugere que animais não humanos, incluindo todos os mamíferos, aves, além dos polvos, possuem substratos neurológicos que geram a consciência e comportamentos intencionais, ou seja, eles sentem dor.

A Favor dos estudos com animais

Os testes com animais são submetidos a comitês de ética. A principal ênfase é não causar sofrimento ou dor. O Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea) cria normas que protegem o bem-estar desses animais. O fim do uso de animais em testes no Brasil tornaria a ciência brasileira dependente da tecnologia externa.

Para ver a matéria completa, acesse a página especial do G1.

Leia mais sobre Saúde Animal no Saúde com Ciência.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner