30.11.13

Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele

Neste sábado, 30 de novembro, é comemorado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele. O câncer de pele é dividido em não melanoma e melanoma, este primeiro, é o câncer mais frequente no Brasil, correspondendo a 25% de todos os tumores malignos registrados no país.

Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele


Para 2014, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima cerca de 182 mil casos de câncer de pele.

“O câncer não melanoma é o que está diretamente ligado à exposição excessiva ao sol. Por isso, ao primeiro sinal de surgimento de manchas, feridas, pintas ou sinais novos na pele ou de mudança nas características desses, deve-se procurar um dermatologista para diagnóstico correto, evitando possíveis evoluções da doença, pois quando diagnosticado na fase inicial o tratamento é mais eficiente”;

Completa a médica dermatologista, Juliana Gumieiro. Já o melanoma é a forma mais grave da enfermidade e representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão.
Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele

Os dois tipos de câncer tem chances de cura elevadas, quando detectado nos estádios iniciais. Por isso, a especialista alerta para alguns sinais que devem ser investigados.

“Devemos ficar de olho em pintas diferentes que aumentem de tamanho, feridas que não cicatrizam ou lesões novas. Se a pinta está crescendo, seja em elevação ou extensão, precisa ser avaliada imediatamente, pois o melanoma tem a capacidade de invadir outros órgãos como pulmão, fígado e até o cérebro se descoberto tardiamente”, alerta a dermatologista.

Prevenção do câncer de pele


Como forma de prevenção, a dermatologista recomenda o uso constante do protetor solar.

“Devemos lembrar que existe um tipo de protetor para cada pele. O ideal é um fator de proteção de pelo menos 30, que proteja contra a radiação UVA e UVB. As peles mais sensíveis, com manchas, rosácea, entre outras, exigem um fator mais alto. O melasma exige também uma proteção contra a luz visível, que seria um filtro com cor. Existem filtros que controlam a oleosidade da pele com tendência a acne, filtros para peles mais maduras que hidratam e nutrem com substâncias específicas e filtros com fatores antioxidantes que previnem o envelhecimento. O ideal é consultar um dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e ver qual seria o ideal para você”, recomenda.

+ sobre o câncer de pele

Pílula contra o câncer de pele;
Melanoma é o pior tipo de câncer de pele;
15 sintomas precoces do câncer.

Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner