15.8.16

Jogos que ajudam a usar o raciocínio

Com as preocupações crescentes relativamente a saúde e bem-estar físico a maioria das pessoas começam a procurar informação sobre como cuidar melhor de si e de diversas partes do seu corpo que antes não pensavam nisso. Nesse sentido, vários cientistas, especialmente ligados a neurociência estudam e investigam maneiras de treinar o cérebro para o melhor funcionamento do mesmo e, consequentemente, do corpo no geral.

Jogos que ajudam a usar o raciocínio
Jogos que ajudam a usar o raciocínio

Isto tem várias implicações além de saúde mas também de prevenção e da própria forca e potencial que o cérebro tem para tudo o que fazemos. O treino do cérebro consiste em trabalhar a percepção ativa fazendo com que uma pessoa assimile e perceba as coisas além de as fixar momentaneamente.

Para isso o cérebro necessita de desafios e nada melhor para isso que jogos que requeiram raciocínio que impeçam o estacionamento numa zona de conforto por parte dele. Assim, jogos de memória, testes de cores, de relógio invertido, de texto baralhado, de rastreamento, de identificar diferenças ou encontrar o intruso, textos com números, soletrar de forma invertida e contas em série de cabeça são jogos bastante comuns para treinar e exercitar o cérebro e muitos deles podem ser bastante desafiantes.

Além destes, jogos como xadrez, damas ou até jogos de casino como póquer são grandes jogos de exercício cerebral também. Isto porque xadrez ou damas requerem cálculo e tentativa de previsão de jogadas bem como jogadas de “reserva” para eventualidades de certos acontecimentos ajudam a melhorar a concentração e exercitam o cérebro.




No que diz respeito a jogos de casino como póquer que se podem encontrar online em sites como, por exemplo, CasinoOnline.pt/slots, ou com amigos quer num casino físico (caso seja legal ou exista perto de si) são também bons exemplos. Isto porque a grande maioria dos jogos de casino está assente numa grande vertente matemática e com a participação humana (jogadores) entra ainda a componente de estudar os adversários e estar atento ou procurar por sinais e tentar entender o comportamento de determinado jogador e isso requer um grande exercício mental que estimula o cérebro.

A maioria dos jogadores de póquer profissionais ou que estão habituados a jogar com frequência conseguem calcular quase imediatamente a probabilidade de lhes sair o que necessitam e se isso compensa ou não o risco de uma aposta. Claro que estes jogos estão muitas vezes associados também a exageros mas por se misturarem com álcool ou outras substâncias e poder haver pessoas com problemas de viciação. Mas para quem joga de forma objetiva estes jogos são verdadeiros estímulos cerebrais e que podem ser não só divertidos mas muito úteis para o cérebro.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner