31.7.16

Frio ou Quente? Por que alterar temperaturas alivia dores?

Ai! Bati o joelho! Pega um gelo pra não ficar roxo!

No exemplo acima fica fácil entender qual a temperatura ideal pra aliviar a dor e prevenir que uma batida deixe a pele roxa ou amarelada. Mas nos casos de dores musculares, tendinites, entre outras dores? O que é melhor, frio ou quente, ou alternar entre os dois?

Frio ou Quente? Por que alterar temperaturas alivia dores?
Frio ou Quente? Por que alterar temperaturas alivia dores?

A termoterapia (terapia por meio de calor) pode ajudar a eliminar dores musculoesqueléticas de forma eficiente.

As dores musculares podem ocorrer por diversos motivos. Traumas, quedas, torções, lesões variadas e até mesmo inatividade e sedentarismo podem fazer com que isso ocorra de forma mais frequente. Cada tipo de causa exige um tratamento específico, pois uma sobrecarga muscular depois de uma partida de futebol, por exemplo, leva a alterações funcionais diferentes do que ocorrem na dor nas costas de quem nunca praticou esporte.

Leia também: Gengibre é bom pra aliviar dores musculares.

De todo modo, um das formas mais eficientes para o alívio das dores é, sem dúvida, a utilização dos meios térmicos (frio e calor), principalmente para os incômodos resultantes de patologias traumáticas e esportivas. Mas porque o frio, o calor ou eventualmente os dois são usados para o alívio dessas dores?

Segundo o Dr. Rogério Teixeira, ortopedista e traumatologista especialista em medicina esportiva, membro da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) e Sociedade Brasileira de Artroscopia e Trauma do Esporte (SBRATE)...

Ação do frio




O frio provoca uma vasoconstrição diminuindo o inchaço, o metabolismo local e o estímulo doloroso para o sistema nervoso periférico e central - que realiza e coordena a contração muscular e a sensibilidade.

Ação do calor



Já o calor, na maior parte dos casos, promove vasodilatação reflexa, o que melhora a função muscular e a elasticidade dos tecidos (tendões e músculos). Quando próximo a uma articulação, o calor pode diminuir a rigidez articular e relaxar a musculatura.

Frio e calor juntos

"As duas ações se complementam, por isso usamos a rotina do calor e do frio nos tratamentos, já que a alternância de vasoconstrição e vasodilatação facilita muito a melhora do processo inflamatório local, beneficiando a drenagem do edema e a absorção de substâncias deletérias ao tecido inflamado”, explica o médico.




Um bom exemplo dessas ações é observado com os produtos à base de mentol. Eles têm a propriedade de causar, inicialmente, uma sensação de frio no local, por meio da ação imediata do produto com mentol, que pode ter diferentes concentrações nas diversas formas de apresentação, como roll on, spray e adesivo dérmico.

Leia também: Dor de cabeça: melhores tratamentos.

Após algum tempo, que varia de pessoa para pessoa, o calor aparece como efeito do aumento da circulação local. Este calor ajuda a liberar substâncias químicas naturais do corpo, importantes para a melhora do quadro doloroso e que vão agir como moduladores da dor local.

“Não é somente este mecanismo que vai aliviar quadros mais complexos de dor local. O tratamento tópico é sempre recomendado como inicial para uma dor leve, pois se estivermos lidando com pacientes portadores de quadros crônicos de dor o medicamento, pode não ser efetivo por si só”, reforça Dr. Rogério Teixeira.

Conclusão
Alternar o frio e o quente é a melhor maneira de aliviar dores de contusões.

Leia também: Sintomas da Fibromialgia e como conviver com o problema.

Referências:
1 National Gallup Study – Apr’12.
2 Sanofi (fabricante do Dorflex Icy Hot)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner