20.11.15

Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos - OMS

OMS inicia a Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos. Aumento da resistência aos antibióticos é perigo para a saúde mundial, diz OMS.

O aumento da resistência aos antibióticos representa “um imenso perigo para a saúde mundial”, informou a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, na apresentação da primeira pesquisa sobre o tema...

As expressões "uso indiscriminado de antibióticos" e "abuso de antibióticos" são recorrentes aqui no site Saúde com Ciência. Isso porque eu, Renata Fraia, que sou farmacêutica acho um absurdo sem nenhum fundamento ou embasamento a prescrição de antibióticos (antimicrobianos) sem que se haja uma infecção instalada ou - pior - para prevenir infecções. É lamentável que alguns médicos, médicos veterinários e dentistas ajam assim. Essa prática apenas é indicada após a realização de cirurgias, em que a administração de antibióticos é, em geral, obrigatória, mas isso porque o organismo ficou exposto a possíveis agentes microbianos durante toda a cirurgia. Por isso, considero a iniciativa de criar a Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos de importância ímpar. Mas agora vamos ao texto e também irei deixar alguns dos links para posts sobre o assunto que já escrevi aqui. 

... A resistência a antibióticos, acrescentou Margaret Chan, “atinge níveis perigosamente elevados em todas as partes do mundo”.

Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos - OMS
Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos - OMS

A pesquisa, publicada hoje em Genebra, revela que todas as pessoas podem um dia ser afetadas por uma infecção resistente a esses medicamentos. O problema ocorre quando as bactérias evoluem e se tornam resistentes aos remédios usados para combater as infecções. Entre as causas estão o consumo excessivo de antibióticos e a sua má utilização.

Perto de metade (44%) das pessoas que participaram do levantamento, realizado pela organização em 12 países, acha que a resistência é um problema das pessoas que abusam desses remédios.





Dois terços dos entrevistados consideram [erroneamente] que não existe qualquer risco de resistência aos antibióticos nas pessoas que utilizam corretamente o tratamento prescrito.

“Na verdade, qualquer pessoa pode, a qualquer momento e em qualquer país, sofrer uma infecção resistente aos antibióticos”, lembrou a organização, que para tentar conter esse abuso, acaba de anunciar a Semana Mundial para o Bom Uso dos Antibióticos.

Fonte: Agência Brasil.


IMPORTANTE SOBRE ANTIBIÓTICOS:

Quero incluir em meus comentários um alerta: não devemos fechar os olhos para algo que acontece e continuará acontecendo, INFELIZMENTE. Mesmo com a proibição da venda de antibióticos sem receita médica de uso controlado que deve ficar retida na farmácia, há drogarias que ainda vendem (por diversas manobras ilícitas) antibióticos sem qualquer receita médica. Tais vendas são realizadas por "indicações" de balconistas e, pasmem, até de farmacêuticos (profissionais que cursaram a faculdade de Farmácia&Bioquímica e sabem dos riscos de usar alguns medicamentos sem necessidade). Se um balconista indicar um antibiótico NÃO aceite e diga: "Você está tentando 'me empurrar' um antibiótico pela simples intenção de realizar uma venda". Já se um farmacêutico o fizer em sua 'assistência farmacêutica', além de não aceitar, tente criar coragem e fale: "Que vergonha, um farmacêutico burlando a lei, ainda que saiba de todos os riscos!" Renata Fraia - farmacêutica.

Uma pesquisa recente da Organização, feita em 12 países, revelou que boa parte das pessoas (60%) não sabe o que é a resistência das bactérias aos antibióticos. A campanha, então, ajuda a esclarecer a questão.

O que você pode fazer para não colaborar (mesmo sem saber) para tornar bactérias resistentes a antibióticos?


A. Se você for o paciente:


1. Apenas utilize antibióticos quando eles forem receitados pelo médico.

2. Sempre tome o antibiótico por TODO o período que o médico receitou. NUNCA pare de tomar só porque os sintomas desapareceram.

3. Nunca use antibióticos que sobraram após um tratamento.

4. Nunca divida antibióticos com outras pessoas.

5. Previna contaminações lavando as mãos com frequência, evitando o contato com pessoas infectadas e mantendo as vacinas em dia (tais medidas vão evitar que você 'pegue' uma infecção e necessite de antibiótico).



B. Se você for o profissional de saúde


1. Só prescreva antibióticos se houver uma infecção (febre, pus, gânglios inchados e doloridos)

2. Sempre esteja com as mãos muito limpas quando tiver contato físico com os pacientes leia http://www.saudecomciencia.com/2011/03/como-lavar-e-higienizar-as-maos.html.

3. Se estiver com doença infecto-contagiosa, evite contato com pacientes para não haver contágio.

4. Não use o jaleco em locais fora do ambiente hospitalar/consultório.


Artigos sobre uso abusivo de antibióticos:

  1. Abuso de antibióticos leva ao aparecimento de superbactérias
  2. Uso indiscriminado de antibióticos aumenta risco de casos de superbactéria, diz infectologista
  3. Antibióticos com retenção de receita (RDC 20/2011)
  4. Ministro da saúde liga uso indiscriminado de antibióticos a infecções por superbactérias
  5. Estudo liga antibióticos na gravidez a paralisia cerebral do bebe

Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner