11.12.15

Arginina combate cansaço físico e mental

Quem nunca se sentiu com aquela sensação de esgotamento após algum esforço físico ou mental? Para se prevenir deste problema e combater o cansaço físico e mental para realizar todas as tarefas do cotidiano, é importante contar com elementos como, por exemplo, a arginina, um aminoácido que atua naturalmente no ciclo de geração de energia do organismo. Isso mesmo, a arginina combate cansaço físico e mental.

Arginina combate cansaço físico e mental
Arginina combate cansaço físico e mental

Para o corpo gerar energia, suas células realizam diversas reações químicas. Neste processo, elas liberam uma toxina que gera o cansaço.

O aminoácido semi-essencial arginina, por sua vez, quando ingerida pelo organismo, transforma o amoníaco tóxico, que causa cansaço e falta de disposição, em ureia atóxica e diurética, para assim ajudar a reduzir a fadiga, eliminar toxinas mais rapidamente e impedir a formação de substâncias que prejudicam a produtividade.

Entre os benefícios da arginina, além de eliminar o cansaço, também está a ação no sistema imunológico, onde ficam as defesas do organismo.

Melhores fontes de arginina na alimentação


Alimentos como chocolate, granola, derivados do leite, oleaginosas (nozes, amêndoas, amendoim), sementes (abóbora, girassol), carnes, frutos do mar e soja cozida contam com arginina em suas composições, sendo contribuintes para manter um organismo saudável e repleto de energia, além da suplementação com outros nutrientes para combater a questão. Além disso, há produtos à venda que contém o aminoácido e que podem ajudar para que a fadiga física e mental seja atenuada.




Segundo pesquisa solicitada pela marca Targifor (aspartato de arginina), da Sanofi, à Conectaí – empresa do IBOPE Inteligência, 83% dos brasileiros tem entre média e baixa disposição para desempenhar as atividades de lazer que são importantes para si.

Obs.: O cansaço em excesso pode ocorrer por conta de outros problemas de saúde. Por isso, o diagnóstico correto deve sempre vir de um médico.

Leia também: Serina, o que é e para que serve esse aminoácido.

Referências:

1-Novaes et al. Farmacologia da L-arginina em pacientes com câncer. Revista Brasileira de Cancerologia 2004; 50(4): 321-325
2-Stroke. 2004; 35: 163-168
3-Pesquisa realizada pelo Conectaí, empresa do Grupo IBOPE Inteligência, em outubro de 2013, com homens e mulheres de 18 a 64 anos, das classes ABCD, e feita nas principais capitais do País. Foram realizadas 1.499 entrevistas.
4-http://www.targifor.com.br/home/
5-Bula do produto
6-Appleton J. Arginine: Clinical potential of a semi-essential amino. Altern Med Rev. 2002 Dec; 7(6):512-22.
Fonte: Sanofi, fabricante do Targifor
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner