16.12.15

Vacina contra dengue é aprovada


A aprovação da vacina contra dengue no primeiro país é um marco histórico que abre o caminho para reduzir significativamente a carga da dengue nos países endêmicos.

México — A Sanofi Pasteur, a divisão de vacinas da Sanofi, anunciou no dia 09 de dezembro (quarta-feira), que o México concedeu a autorização de comercialização para sua vacina contra dengue, tornando-se a primeira vacina para a prevenção da dengue no mundo a obter a aprovação.

vacina contra dengue no mundo é aprovada

A autoridade regulatória mexicana (Cofepris) aprovou a vacina tetravalente contra a dengue da Sanofi Pasteur para a prevenção da doença causada pelos quatro sorotipos do vírus da dengue em pré-adolescentes, adolescentes e adultos, dos 9 aos 45 anos de idade.

“Quando a Sanofi Pasteur se propôs desenvolver uma vacina contra a dengue há 20 anos com as comunidades científicas e de saúde pública locais e globais, foi com o objetivo de desenvolver uma vacina inovadora para enfrentar uma necessidade global de saúde pública”, disse o CEO da Sanofi, Dr. Olivier Brandicourt.

“Hoje, com esta primeira autorização de comercialização de nossa vacina, alcançamos nossa meta de fazer da dengue uma doença prevenível por vacinação. Este é um marco histórico para nossa empresa, para a comunidade de saúde pública mundial e, ainda mais importante, para a metade da população mundial que vive sob o risco de contrair dengue”. 

A aprovação da vacina contra dengue da Sanofi Pasteur concedida pela Cofepris se baseia nos resultados de um amplo programa de desenvolvimento clínico no qual participaram mais de 40.000 indivíduos de diferentes idades, contextos geográficos e epidemiológicos, origens éticas e socioeconômicas de 15 países. As regiões endêmicas do México participaram de todas as três fases do programa de desenvolvimento clínico da vacina.


► Leia também: Vacina contra dengue é testada no Brasil.

“A dengue é uma ameaça crescente no México e em muitos outros países tropicais e subtropicais da América Latina e Ásia. A primeira vacina aprovada para prevenir a dengue é uma grande inovação e um avanço na saúde pública. Esta vacina agregará valor decisivo aos esforços de prevenção integrada e controle da doença. Será uma ferramenta essencial para impulsionar os esforços em andamento realizados pelas comunidades para aliviar o sofrimento que há muito tempo esta doença causa às pessoas que vivem em países endêmicos como o nosso”, 

Comentou o dr. José Luis Arredondo García, subdiretor de Pesquisa Clínica do Instituto Nacional de Pediatria, pediatra e infectologista e coordenador do programa de Mestrado e Doutorado em Ciências Médicas da UNAM (Universidade Nacional Autônoma do México).

O processo de análise regulatória para a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur continua em outros países endêmicos. A produção da vacina contra dengue da Sanofi Pasteur já começou nas fábricas dedicadas à produção das vacinas na França, e as primeiras doses já estarão disponíveis. A Sanofi mantém seu compromisso de lançar a vacina primeiramente nos países em que a dengue é uma importante prioridade de saúde pública.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) se referiu à vacina contra dengue como parte essencial dos esforços integrados de prevenção necessários para reduzir de maneira significativa a carga da doença em todo o mundo.

A OMS fez um apelo para reduzir a mortalidade por dengue em 50% e a morbidade em 25% até 2020 nos países endêmicos. As modelagens sobre o impacto da doença mostram que a vacinação de 20% da população endêmica a partir de nove anos de idade com a vacina contra a dengue nos países que participaram da Fase III do desenvolvimento clínico da vacina, poderia reduzir potencialmente a carga da doença nestes países em 50% em 5 anos.i Esta redução significativa da doença nesta população em grande escala poderia resultar em um menor número de indivíduos infectados em um determinado país e, por conseguinte, menos mosquitos infectados, o que levaria a uma redução global do risco de transmissão.

Carga da Dengue — De acordo com a OMS, a dengue é hoje a doença transmitida por mosquito que mais se dissemina no mundo, causando cerca de 400 milhões de infecções por ano. Fatores como o aumento da urbanização, a mobilidade das populações e as alterações climáticas que aumentam o raio de ação dos mosquitos vetores criaram o ambiente perfeito para a expansão da dengue. Nos últimos 50 anos, a dengue se espalhou e, se antes estava presente em alguns países, hoje é endêmica em 128 países, onde vivem aproximadamente quatro bilhões de pessoas. Da mesma forma, a incidência da dengue aumentou 30 vezes nesse mesmo período.

O mosquito que transmite a dengue se alimenta durante o dia e à tarde e pode crescer em quantidades muito pequenas de águas paradas, fato que o torna uma grande ameaça aos trabalhadores da saúde pública e às pessoas que fazem parte de comunidades endêmicas. A dengue é uma doença dolorosa que também é conhecida como febre 'quebra-ossos' devido à terrível dor que causa nos ossos e articulações. Além do sofrimento humano, a dengue também pode fragilizar a estrutura dos sistemas locais de saúde durante os surtos. Estima-se que, globalmente, o custo direto e indireto da dengue é de 9 bilhões de dólares por ano.




Embora a dengue afete pessoas de todas as idades e estilos de vida, a maioria dos casos de dengue no mundo ocorre em segmentos sociais e de população com alta mobilidade, que incluem pré-adolescentes e adultos.

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur é o resultado de mais de duas décadas de inovação científica e colaboração, com base em 25 estudos clínicos em mais de 15 países em todo o mundo. Mais de 40.000 voluntários participaram no programa de ensaios clínicos da vacina contra dengue (Fase I, II e III), dos quais 29.000 voluntários receberam a vacina. A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur concluiu com êxito os estudos de Fase III em 2014 para avaliar o objetivo primário de eficácia da vacina.

Por recomendação da OMS para todas as vacinas contra a dengue que estão em desenvolvimento, encontram-se em andamento estudos de acompanhamento de longo prazo sobre a vacina. Análises agrupadas de eficácia e integradas de segurança dos estudos de eficácia de Fase III de 25 meses e os estudos em andamento de longo prazo, respectivamente, foram recentemente publicados no New England Journal of Medicine, reconfirmando o perfil consistente de eficácia e o perfil de segurança de longo prazo em populações com idade a partir dos nove anos.

Em uma análise agrupada de eficácia em voluntários com idade de 9 a 16 anos que participaram em dois estudos de Fase III de eficácia de 25 meses, a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur demonstrou reduzir a dengue causada pelos quatro sorotipos em dois terços dos participantes. Além disso, esta análise agrupada mostrou que a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur preveniu 9 em cada 10 casos de dengue grave e 8 em cada 10 das internações neste grupo etário.

► Leia também: Alface contra dengue

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur é a primeira vacina no mundo a receber a aprovação para prevenção da dengue. As primeiras doses da vacina estão sendo produzidas, com uma capacidade de produção disponível de grande escala de 100 milhões de doses de vacinas por ano. |www.es.dengue.info.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner