20.1.16

20 de janeiro, dia do Farmacêutico - Saúde com Ciência parabeniza os doutores dos medicamentos

Farmacêutico. O papel legal, o papel ideal e o papel possível.

Este mês, além de comemorar o seu dia (20 de janeiro, dia do Farmacêutico), o farmacêutico brasileiro também comemora, pelo segundo ano, a aprovação da lei 13.021/14 que, além de legitimar a farmácia como estabelecimento de saúde, consolidou o seu papel como responsável técnico, pondo fim a uma série de questionamentos que durante tantos anos envolveram o setor regulado e regulador.

20 de janeiro, dia do Farmacêutico - Saúde com Ciência parabeniza os doutores dos medicamentos
20 de janeiro, dia do Farmacêutico - Saúde com Ciência parabeniza os doutores dos medicamentos

A discussão sobre o papel legal e sanitário da presença do farmacêutico nas farmácias de todo o País está superada e o próprio varejo farma sabe que o fortalecimento da sua presença e uma atuação mais incisiva é necessária para consolidar e diferenciar este segmento, que já dá mostras de “stress” do atual modelo concorrencial, baseado na chamada “guerra” de preços.

Duas grandes mudanças ocorridas nos dois últimos anos apontam um caminho para o farmacêutico


► Leia também: Prescrição Farmacêutica: Farmacêutico pode prescrever medicamentos.

A primeira se baseia em decisão do STF, que considerou constitucionais as leis municipais e estaduais que regem o comércio de produtos não farmacêuticos nas farmácias e drogarias; a segunda é a aprovação da Lei 13.021/14 que fez ressurgir o clamor por um modelo de prestação de serviços que aponte mudanças na percepção desses estabelecimentos pela sociedade e evidencie, de forma mais marcante, a figura do farmacêutico.

Esses dois fatos apontam uma tendência baseada em PDVs maiores, cujo objetivo é a diversificação do mix de produtos, mas também a instalação de áreas especificas para prestação dos serviços farmacêuticos. As grandes redes logicamente buscarão um modelo viável, sustentável e factível para viabilizar esse propósito. Entretanto, o varejo farma independente, em sua maioria constituído de empresas com faturamento bem abaixo da realidade das grandes redes de farmácia, terá de buscar formas de viabilizar uma farmácia constituída nesse modelo.

O momento é de se discutir, na prática, formas de viabilizar aquilo que é ideal, mas acima de tudo o que é possível e factível para, enfim, colocar o Brasil no mesmo patamar de outros países em relação à atuação do farmacêutico no varejo farma. Tais definições terão grandes reflexos junto aos consumidores de medicamentos e produtos para bem-estar e beleza.

Ao longo do amadurecimento desse processo, o farmacêutico vem clamando por melhores condições de salários e reivindicando dignidade, valorização e reconhecimento, não só do comercio farmacêutico como da sociedade.

Essa tão sonhada valorização não passa simplesmente pela necessidade do mercado ou da sociedade, mas por esse profissional conquistar reconhecimento e valorização, entregando resultados e valores que propiciem a sustentabilidade do negócio-farmácia e melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Quatro pilares formam o alicerce para essa construção: 
- Atitude
- Autoridade
- Credibilidade
- Competência

20 de janeiro, dia do Farmacêutico - Saúde com Ciência parabeniza os doutores dos medicamentos
20 de janeiro, dia do Farmacêutico - Saúde com Ciência parabeniza os doutores dos medicamentos

A sociedade precisa ver para crer e só valoriza quem de fato entrega resultado que transforme para melhor suas vidas. Para isso, o profissional deve ter atitude e construir o conceito e experiência que acompanha todos os dias os serviços por ele prestados. Para execução dos serviços com diferencial, é preciso ter autoridade, credibilidade e competência para obter a confiança e o engajamento do público consumidor. Complexo de vítima não transforma e não contribui em nada para mudar os fatos. Aliás, é o caminho mais curto e rápido para o fracasso e remete sempre a frustrações e conflitos com os modelos de mercado.

Quer ter o seu trabalho reconhecido e valorizado? Mostre resultado, tenha objetivos e metas e os alcance. Esse é o princípio chamado meritocracia e aqui não existe essa de dar condições iguais para as pessoas, mas, sim, oportunidade que elas próprias agarrarão e mostrarão suas competências e capacidades de entregar resultados.

Percebo que não é a farmácia que precisa reconhecer o real papel que o farmacêutico tem a desempenhar, mas o próprio farmacêutico é quem precisa mostrar, através de atitudes, que o objeto do seu trabalho garante a sustentabilidade do estabelecimento e gera resultados para si e para seus clientes.

Este artigo tem o propósito de homenagear o farmacêutico pela passagem de 20 de janeiro – Dia do Farmacêutico. Uma data comemorativa não pode jamais existir apenas para exaltar a lembrança ou a importância de uma profissão, mas precisa ser um momento para refletir sobre seu papel, sua existência e participação junto ao mercado em que atua.




Nenhuma lei ou qualquer mecanismo que se baseie em imposição trará o tão sonhado reconhecimento e valorização que tanto almeja a classe farmacêutica, pois reconhecimento e valorização não são impostos, mas conquistas. E essas conquistas vêm acontecendo a cada dia, mas só serão completas no momento em que um modelo viabilize a presença e atuação do farmacêutico nas farmácias brasileiras.

Parabéns a todos pelo seu dia! Sucesso e Prosperidade Farmacêutico!

Texto de Cadri Awad, farmacêutico/proprietário de farmácia, consultor de empresas e Sócio proprietário do Instituto Bulla de Goiânia, Empresa especializada em Gestão de Varejo Farmacêutico.
62 8484-8777
e-mail: cadri@institutobulla.com.br

20 de janeiro dia do farmacêutico - campanha 2016 já mostra a realidade do "consultório farmacêutico"



Vídeo: CFF (conselho Federal de farmácia)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner