5.7.16

14 Alimentos que não digerimos bem

Para uma alimentação saudável não basta se servir do já famoso "prato colorido" sem se preocupar com o modo de preparo ou com os acompanhamentos. Precisamos identificar os alimentos que nosso organismo não digere bem, ou seja, que dificultam a digestão e absorção dos nutrientes dos alimentos.

O processamento dos alimentos (alterar drasticamente o modo como são in natura) pode fazer com que nutrientes sejam mal absorvidos pelo nosso organismo. Tais alimentos que interferem em nossa saúde e bem-estar.

14 Alimentos que nosso organismo não consegue digerir de forma eficaz


1. Carnes vermelhas gordas: a gordura das carnes gordas, manteigas, margarinas, gordura hidrogenada (presente em algumas marcas de batatas congeladas, deixando-as mais crocantes) e frituras pode causar esteatorreia, que é o excesso de gordura nas fezes. Quem tem síndrome do intestino irritável deve excluir tais alimentos da dieta. As outras pessoas devem evitá-los ao máximo.

2. Pimenta: em algumas pessoas, ela diminui a pressão do músculo do esôfago, facilitando a volta do ácido do estômago para o esôfago resultando em azia.

3. Milho: apesar de saudável e rico em fibras, o milho contém celulose, uma fibra de difícil digestão, podendo ser indigesto. A dica é mastigar muito bem o milho e não prepará-lo com manteiga/margarina.

4. Laticínios: a lactose, um açúcar presente no leite e derivados não é bem digerida por intolerantes a lactose, provocando grande desconforto gastrointestinal como gases, inchaço abdominal, cólicas e até diarreia. A dica é fazer substituições por versões sem lactose, pois o leite é excelente fonte de cálcio.

5. Frutas vermelhas: pessoas com diverticulite, uma inflamação no intestino grosso, não devem comer alimentos com sementinhas indigestas. A dica para quem não tem o problema é identificar se, ao ingerir amora, framboesa e até o morango, sente um grande desconforto abdominal.

► Leia também: 4 melhores alimentos para o cérebro

6. Sementes do Tomate e da Goiaba: elas também são contraindicadas para quem tem diverticulite e síndrome do intestino irritável, pois resultam em diarreia, que leva embora - literalmente - os nutrientes de toda uma refeição que seriam absorvidos no intestino.

7. Frituras: o processo de fritar um alimento é capaz de alterar para pior suas propriedades nutricionais, sua digestibilidade e pode torná-los muito nocivos (podendo causar até câncer). A digestão pelo estômago fica lenta resultando em azia e refluxo ácido.

8. Grãos integrais: apesar de suas fibras ajudarem na digestão, e ajudar a baixar o colesterol, os grãos integrais podem causar gases, inchaço e outros problemas, sobretudo em quem passa a consumi-los com frequência sendo que antes não fazia uso deles. Pessoas intolerantes ao glúten devem consumi-los com parcimônia e observar no rótulo de contém glúten.




9. Café e Chá: A cafeína presente no café, em refrigerantes de cola e em alguns tipos de chá, dificulta a absorção do ferro, do cálcio e da vitamina C, se ingeridos imediatamente após as refeições. A cafeína também relaxa os músculos estomacais provocando o refluxo, causando azia. Alguns tipos de chá contêm tanino, uma substância que diminui a absorção do ferro presente nos vegetais. A cafeína ainda é diurética, promovendo a eliminação do cálcio pela urina.

10. Álcool: por relaxar o esfíncter do esôfago, pode causar azia e refluxo. Por inflamar o revestimento estomacal, prejudica algumas enzimas e impede que vários nutrientes sejam absorvidos. Excesso de álcool pode causar cólica e diarreia.

11. Refrigerantes: além da cafeína, são ricos em fósforo, que inibe a absorção de cálcio.

12. Grãos: feijões, soja, lentilha, grão-de-bico contêm fitato, substância que impede a absorção de minerais como ferro e zinco. Para se livrar do problema, deixe os grãos de molho por 12 horas e despreze esta água antes de cozer. O farelo de trigo crú também é rico em fitato.

13. Espinafre, beterraba, quiabo, nozes, acelga e cacau em pó: contêm oxalato ligado ao ferro, fazendo com que o ferro de tais vegetais não seja absorvido. Para que passe a ser melhor absorvido, consuma tais alimentos com outros ricos em vitamina C, como frutas cítricas. O oxalato ainda dificulta a absorção de cálcio, mas a presença de acidez reverte parte desse efeito. A dica é pedir um suco de limão, laranja ou caju. A sobremesa pode ser uma mexerica ou laranja.

► Leia também: 14 Alimentos antienvelhecimento

14. Chocolate: além dos efeitos da cafeína, o ácido oxálico faz o cálcio ser eliminado pelas fezes. Então, ao consumir leite com chocolate em pó ou achocolatado faça com que a proporção de leite seja maior que a de chocolate.

Fontes: Scielo, www.saudecomciencia.com, unimedlondrin, G1 ciência e saúde e farmacêutica-bioquímica Renata Fraia e nutricionista Juliana Stein.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner