13.1.16

Projeto impede legalização do consumo de drogas e está em tramitação


Projeto de lei em análise na Câmara dos Deputados, de autoria do deputado licenciado Roberto de Lucena, quer endurecer a política de combate ao uso de drogas.

A proposta (PL 158/15) acrescenta parágrafo à Lei nº 11.343, de 2006, que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas, para classificar de:

 “Definitivamente ilícitas aquelas drogas mais populares entre os jovens com alto potencial nocivo à saúde física e mental do usuário, como é o caso da maconha, da cocaína, do crack e do ecstasy”.

Projeto impede legalização do consumo de drogas está em tramitação
Projeto impede legalização do consumo de drogas está em tramitação / na foto: planta de maconha


O autor é contrário à legalização do consumo de algumas drogas como solução para o problema. 

Segundo ele, há evidências demonstrando que, se as drogas forem legalizadas, o consumo vai aumentar. [o saúde com ciência tem CERTEZA DISSO]

“Isso pode diminuir a violência do tráfico, mas pode aumentar a violência entre os usuários e atingir outras pessoas, além de aumentar os gastos com saúde pública voltada para o tratamento dos viciados”, argumenta.

Tramitação
O projeto está sendo analisado em caráter conclusivo pelas comissões, e deve ser apreciado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Segurança Pública e Combate do Crime Organizado; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.





ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PL-158/2015
Reportagem - Roberto Stefanelli
Edição – Mônica Thaty

Fonte: Agência Câmara Notícias.

Comentário Saúde com Ciência sobre a legalização da maconha


Para mim, a liberação da maconha não faz o menor sentido. Se o consumo de álcool está cada vez mais sendo repugnado, porque tornar outra droga lícita? Se isso ocorrer, além de um bafómetro (etilómetro) deveremos ter também um "maconhómetro"? E o que você (que não gosta de drogas), vai achar se seu filho de 15 anos te disser que o amigo dele estava fumando maconha na porta da escola e ele resolveu experimentar porque, oras, "agora pode mãe, logo, não faz mal"! E aí eu te convido a ler os artigos:

  1. Maconha na adolescência prejudica memória e inteligência;
  2. Maconha aumenta risco de câncer de testículos;
  3. Maconha precipita a esquizofrenia e outros distúrbios psicóticos.

Acreditamos que usar a planta de maconha para se "extrair em laboratório" os princípios ativos benéficos seja muito mais sensato (oras, isso é perfeitamente possível no século 21)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner