9.6.16

Praticantes de atividades físicas comem açúcar e estão em forma

O ingrediente tem papel fundamental como fornecedor e repositor de energias, principalmente para pessoas ativas

Resultados da pesquisa “Consumo equilibrado: uma nova percepção sobre o açúcar”, realizada pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia no âmbito da Campanha Doce Equilíbrio, apontam que dos entrevistados praticantes de atividade física, 67% consomem açúcar, sendo que a maioria (73%) está com peso adequado.


De acordo com o preparador físico Marcio Atalla, o dado está alinhado com as recomendações das principais organizações de saúde.

“Manter hábitos saudáveis significa ter uma alimentação adequada e fazer exercícios regularmente. Precisamos de todos os nutrientes para o bom funcionamento do organismo e o açúcar faz parte deste contexto. No caso dos esportistas, por exemplo, o ingrediente é essencial como fonte de energia”, explica.

Segundo o Dr. Daniel Magnoni, o fato de 67% dos praticantes de atividade física ingerirem açúcar e 73% desse total apresentarem peso adequado sugere que o ingrediente não é a principal causa da obesidade ou do sobrepeso, e sim um coadjuvante.

“Quando a pessoa se alimenta bem, faz exercícios e segue um estilo de vida equilibrado, o açúcar pode e deve fazer parte da rotina. Não vai causar problema. Vale lembrar que nenhum alimento isoladamente é o responsável por problemas de saúde”, ressalta Magnoni. 

Para o cardiologista, o ingrediente só é prejudicial quando ingerido em grande quantidade e somado à uma vida de excessos, estresses e sedentarismo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 10% das calorias totais diárias podem ser obtidas via açúcar.

Marcio Atalla explica que existe uma recomendação da OMS para uma pessoa ser ativa. “Para adultos entre 18 e 64 anos é preciso pelo menos 150 minutos de atividade por semana, o que é aproximadamente 30 minutos por dia. Vale lembrar que o movimento está relacionado à medicina preventiva”, finaliza.

Mais informações sobre a pesquisa “Consumo equilibrado: uma nova percepção sobre o açúcar”:


• 71% dos entrevistados consomem açúcar habitualmente;
• 85% têm preferência pelo tipo branco;
• 88% afirmam adicionar açúcar ao café e ao chá;
• 26% ingerem alimentos açucarados todos os dias;
• Menos da metade dos diabéticos entrevistados consome açúcar;
• 67% dos que praticam atividade física consomem açúcar. Destes, 73% têm o peso normal.

Sobre a pesquisa: “Consumo equilibrado: uma nova percepção sobre o açúcar”

A pesquisa realizada pelo Instituto Dante Pazzanese para a Campanha Doce Equilíbrio tem o objetivo de compreender os hábitos e comportamentos de quem consome açúcar. Foram realizadas 1.199 entrevistas com homens e mulheres de 18 a 85 anos – pacientes do ambulatório do hospital e pertencentes às classes A, B e C – durante os meses de setembro e dezembro de 2015.

Sobre a Campanha Doce Equilíbrio:

É uma iniciativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) para promover a informação sobre o equilíbrio na alimentação e estilo de vida. Equalizando o debate sobre o açúcar como componente que pode e deve fazer parte de uma vida saudável, a Campanha visa o bem-estar da sociedade.

Nas plataformas de blog (http://www.campanhadoceequilibrio.com.br/), Facebook (www.facebook.com/campanhadoceequilibrio) e Instagram (http://instagram.com/campanhadoceequilibrio), o público pode acompanhar e participar interativamente dos conteúdos relacionados ao universo do açúcar. O projeto conta ainda com o apoio da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (SIAMIG), do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (SIFAEG) e do Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba (SINDALCOOL).

Fontes: Dr. Daniel Magnoni, cardiologista e chefe de nutrição do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia  |   União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA)

Complemente sua leitura com o artigo: "Dicas de como ganhar mais massa muscular".
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner