6.8.16

Neuromodulação terapêutica para enxaqueca

Quando se fala em enxaqueca, a mais recente novidade é a neuromodulação terapêutica.

Trata-se de um novo aparelho em formato de arco que, ao ser colocado na cabeça, gera pequenos estímulos elétricos ao nervo trigêmeo, principal causador da enxaqueca e outros tipos de dores de cabeça. Por meio desses impulsos, ocorre alteração da forma com que a dor é assimilada.

Neuromodulação terapêutica para tratar enxaqueca
Neuromodulação terapêutica para tratar enxaqueca

O método não invasivo e sem efeitos colaterais, é ideal para quem possui dores de cabeça e crises de enxaqueca frequentes como:

  • enxaqueca comum,
  • enxaqueca com aura,
  • enxaqueca oftálmica,
  • enxaqueca episódica,
  • enxaqueca crônica,
  • enxaqueca menstrual,
  • enxaqueca por sinusite,
  • dor na região anterior da cabeça e dor de cabeça crônica.

>> Leia também: Pimenta vermelha para enxaqueca: capsaicina alivia dor de cabeça

Com duas opções focadas ao tratamento das cefaleias, a primeira deve ser utilizada no momento da crise, voltada a melhora dos sintomas reduzindo a intensidade da dor, já o segundo programa atua na prevenção de enxaqueca.

O uso do aparelho deve ser diário, com sessões de cerca de 20 minutos cada, pois seu uso frequente induz a uma diminuição da quantidade, intensidade ou até mesmo o desaparecimento das dores.

Os efeitos da neuromodulação terapêutica são sentidos cerca de um ou dois meses depois. “Seu uso só deve ser feito com acompanhamento médico”, finaliza a Dra. Célia Roesler.

Neuromodulação terapêutica para enxaqueca - vídeo


Vídeo sobre neuromodulação terapêutica a Dra. Célia Roesler explica como o método funciona. Confira!



Complemente sua leitura com o artigo: 14 alimentos para aliviar a enxaqueca e prevenir crises.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner