22.10.16

Epidemia de Sífilis é confirmada pelo Ministério da Saúde


O Ministério da Saúde confirmou que o Brasil enfrenta uma epidemia de sífilis, com uma alta significativa de casos confirmados em todo o país.

Segundo o ministro Ricardo Barros, o governo vai mobilizar profissionais de saúde e sociedade para tentar deter o avanço da doença com medidas como ampliação de testes rápidos para diagnóstico.

Epidemia de Sífilis é confirmada pelo Ministério da Saúde

Sífilis na gestação


A prioridade serão as gestantes até o primeiro trimestre de gestação. Levantamento do ministério revela que 50% dos casos só são detectados hoje após esse período, quando as chances de tratamento do bebê são menores. Uma das ênfases do plano será a realização de campanhas para que as gestantes iniciem o pré-natal ainda no primeiro trimestre de gestação.

De acordo com números do ministério, a sífilis em gestantes no país passou de 3,7 para 11,2 casos a cada mil nascidos vivos, um aumento de 202%.

Sífilis congênita


A taxa de bebês com sífilis congênita em 2015 foi de 6,5 casos a cada mil nascidos, 13 vezes mais do que o tolerado pela Organização Mundial de Saúde. O aumento é de 170% em relação aos registrados em 2010.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner