4.11.16

Medicamentos: terceira causa de morte no mundo

Medicamentos são a terceira causa de morte, seguida por doenças vasculares e câncer

De acordo com o médico Peter Gotzche, 200 mil pessoas morrem por uso de medicamentos por ano nos Estados Unidos. Todos os medicamentos possuem entre 20 e 40 advertências com contraindicação e precauções. "Nenhum médico sabe todas elas”, explica médico que é diretor do Centro Cochrane Nórdico, que ministrou (ontem) a conferência “Por que tão poucos pacientes se beneficiam dos medicamentos que tomam e por que muitos são mortos por eles?”

Medicamentos: terceira causa de morte no mundo
Medicamentos: terceira causa de morte no mundo

Ainda segundo Gotzche -- que é investigador de danos médicos --, os médicos receitam aos pacientes medicamentos que não deveriam se levassem em conta a interação com outros medicamentos e alimentos, por exemplo (Eu -- Renata Fraia -- sempre digo isso. LER: Interações medicamentosas com alimentos e com medicamentos). Ele ainda afirma que os fármacos não são tão úteis quanto se imagina e que precisamos, já nos próximos anos, tomar um volume menor de medicação.

➤ Tomar pílula durante a amamentação, pode?

Se fizermos isso e formos cuidados, poderemos viver mais e melhor. Os medicamentos possuem muitos efeitos secundários e os pacientes não se dão conta de quando seu uso representa uma piora.

Muitos continuam com o tratamento após essas manifestações por indicação do médico e temos idosos que tomam torno de cinco medicamentos por dia sem saber como essas substâncias interagem entre si. Algumas destas interferem no metabolismo de forma a causar danos que nem os próprios médicos conhecem.

A conferência abordou tema na 21ª edição da Conferência Mundial WONCA, dia 3 de novembro no Rio de Janeiro.

➤ Um AAS a cada 3 dias (para doenças cardiovaculares) evita danos ao estômago

Comentário Saúde com Ciência


Infelizmente, ainda são poucos os médicos que perguntam se o paciente usa outro medicamento antes de receitar um novo remédio. E a maioria avassaladora deles não explica que certos alimentos podem -- inclusive -- impedir a absorção do medicamento que ele está prescrevendo ou que o paciente faz uso contínuo. Esses avisos ficam por conta dos farmacêuticos, mas poucos deles fazem este alerta ao paciente, quando ele chega à farmácia.

➤ O horário certo para tomar remédios

Muitos deles até desejam realizar essa atitude, que está incluída na chamada "Atenção Farmacêutica", mas como a maioria dos pacientes está sempre com pressa e, em geral, apenas interessados nos descontos que a drogaria dará, fica difícil passar tais informações. Isso poderá ser mudado, obviamente, quando as pessoas se sentirem e forem vistas como "pacientes" e não apenas como "clientes" das farmácias e passarem a enxergar a farmácia como "unidade de saúde" (onde as pessoas podem se orientar com o farmacêutico -- e não com o balconista) e não apenas e tão somente como um local de comércio de medicamentos.



Entre as atividades da 21ª edição da Conferência Mundial WONCA de Médicos de Família e Comunidade, promovida pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) no Rio de Janeiro entre os dias 2 e 6 de novembro, Peter Gotzche, diretor do Centro Cochrane Nórdico, apresentará a conferência “Por que tão poucos pacientes se beneficiam dos medicamentos que tomam e por que muitos são mortos por eles?”, com exposição de dados de pesquisa que aponta os medicamentos como a terceira principal causa de mortes, atrás apenas de doenças cardiovasculares e câncer.

➤ Qual a diferença entre medicamentos genéricos, similares, similares intercambiáveis e referência?

A 21ª edição da Conferência Mundial WONCA terá uma grade internacional com nomes de destaque da medicina de família e comunidade de países que são referência na especialidade, além de profissionais da saúde que atuam na área multidisciplinar. É a primeira vez que o evento será sediado no Brasil, com participação de palestrantes e congressistas de mais de 80 países para integração, troca de experiências e atualização de conhecimento técnico e científico. A grade preliminar pode ser acessada no site: http://www.wonca2016.com/index.php.

“As discussões do WONCA 2016 estão baseadas nos sistemas de saúde de países e cidades com condições socioeconômicas diferentes, mas que têm o mesmo objetivo: proporcionar o melhor acesso e qualidade de vida à população com o menor número de intervenções médicas desnecessárias possíveis”, ressalta Gustavo Gusso, presidente do WONCA 2016 e diretor científico da SBMFC.

. 21ª Conferência Mundial WONCA de Médicos de Família e Comunidade, de 2 a 6 de novembro de 2016, no Riocentro - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca – Rio de Janeiro (RJ)
. Site: http://www.wonca2016.com.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner