7.4.17

Da Anvisa: + denúncias em serviços de estética e beleza

Estética e embelezamento dominam quadro de denúncias

Os serviços de estética e embelezamento dominam o quadro de demandas do 4º Relatório de Denúncias em Serviços de Interesse para a Saúde. Divididos entre salões de beleza e clínicas de estética, esses serviços concentram 52% das denúncias recebidas e 80% das demandas avaliadas como de maior risco à saúde.

As denúncias se concentram principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Paraná e no Distrito Federal. Entre as ocorrências, estão lesões nos olhos e queimaduras diversas, vindas principalmente das atividades de cabeleireiro e das clínicas de estética.

Denúncias em serviços de estética e beleza

Queixas frequentes sobre produtos para estética


Uso de formol, não-esterilização dos materiais de trabalho, reutilização de cera de depilação e ausência de equipamentos de proteção individual (EPI) são algumas das atividades que causam os problemas em salões de beleza.

Segundo dados do Sebrae, o setor de estética e embelezamento conta com aproximadamente 500 mil estabelecimentos no país, o que talvez explique a superioridade nas demandas.

O relatório foi produzido com o objetivo de auxiliar na percepção dos problemas relacionados à saúde. Nele estão consolidadas as denúncias que chegaram à Agência no ano de 2016, categorizadas em 14 tipos de serviços pré-definidos e monitorados:

  1. estética e embelezamento (que incluem salões de beleza, centros de estética, serviços de manicure e pedicure, entre outros); 
  2. tatuagem; 
  3. hotelaria; 
  4. instituições de longa permanência para idosos – ILPI (asilos, casas de repouso etc.); 
  5. comunidade terapêutica (atenção a dependentes químicos sem atendimento médico); 
  6. academia de ginástica; 
  7. creche; 
  8. estabelecimento de ensino; 
  9. necrotério; 
  10. acupuntura; 
  11. piscinas/saunas; 
  12. SPAs; 
  13. saúde prisional e 
  14. sistema sócio educativo.
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner