1.5.17

OMS propõe nova forma de avaliar o crescimento do feto dentro do útero

Organização Mundial da Saúde propõe novos parâmetros para avaliar o crescimento do feto dentro do útero

Com participação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e outras nove instituições internacionais, a Organização Mundial da Saúde está redefinindo as dimensões tidas como ideais para os fetos. Após acompanhar 1,3 mil gestações, a entidade afirma que sexo, etnia e outros fatores devem ser considerados.

OMS propõe nova forma de avaliar o crescimento do feto dentro do útero

“O padrão atual, baseado no dos Estados Unidos, não pode ser levado ao pé da letra em países em desenvolvimento ou cuja população tem um biótipo diferente”, diz José Carvalho, professor de estatística da Unicamp e coautor do trabalho.

A medição começa no terceiro mês, analisando a circunferência da cabeça e do abdômen, o fêmur e o úmero — aí se estima o peso do bebê. “Se o desenvolvimento está aquém do esperado, estudamos a melhor solução, que vai de repouso e ajustes na dieta à suplementação e hormonioterapia”, explica a obstetra Bruna Mota, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

O que interfere no crescimento do feto


Dieta


Caso a mãe coma mal, o bebê não recebe os nutrientes necessários.

Álcool


A bebida chega ao feto pela placenta, contribuindo para sua malformação.

Cigarro


Nicotina e outras substâncias tóxicas do cigarro também conseguem atingir a criança.

Doenças


Problemas na tireoide e diabete, por exemplo, prejudicam o desenvolvimento e elevam o risco de parto prematuro.

Por Vand Vieira

Fonte/créditos: Abril - Saúde (http://saude.abril.com.br/familia/medidas-do-feto-em-xeque)


Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner