25.5.17

Relação da saúde bucal com a sinusite maxilar

Estudos mostram que 10% das sinusites maxilares são causadas por infecções bucais

Quando falamos em saúde bucal, pensamos diretamente apenas no bem-estar dos dentes e gengiva. Porém, o assunto vai muito além disso. A sinusite, por exemplo, problema muito comum entre os brasileiros, possui, em alguns casos, relação direta com questões dentárias.

A sinusite consiste na inflamação da mucosa dos seios da face, que são as cavidades ósseas localizadas ao redor do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos. Seus principais sintomas são febre alta, dor e sensibilidade no rosto, além do entupimento e corrimento nasal. Com a chegada das temperaturas mais amenas e tempo seco, há uma maior probabilidade da doença aparecer.
Relação da saúde bucal com a sinusite maxilar

“Estudos mostram que aproximadamente 10% das sinusites maxilares são causadas por infecções bucais. A mais comum é a cárie dentária que se inicia de forma silenciosa e sem inchaço e pode atingir os seios maxilares.

Isso ocorre, pois algumas raízes dos molares superiores possuem relação direta com o seio maxilar, sendo que o que os separa é uma fina camada óssea que pode ser rompida na presença da infecção,” afirma Rosane de Menezes Faria, dentista da Caixa Seguradora Odonto.

De acordo com Rosane, se ficar devidamente comprovado que o agente causador da sinusite é o dente, o otorrinolaringologista também deve ser consultado. “Vale destacar que quando essa sinusite não é tratada, existe a possibilidade de a infecção alcançar áreas vizinhas ao maxilar, que incluem o cérebro, as meninges e olhos”, alerta.

Prevenção da sinusite maxilar é a palavra chave


A dentista ainda pontua que o brasileiro está culturalmente habituado a procurar o dentista apenas quando ocorre algum tipo de problema, e, portanto, torna-se mais suscetível a complicações que os problemas bucais podem vir a causar.

“A melhor forma de evitar problemas bucais como a sinusite maxilar é, sem dúvida, a prevenção, e quando ocorre alguma alteração bucal é sempre aconselhável que o indivíduo procure o dentista o mais rápido possível e dê continuidade ao tratamento mesmo após o desaparecimento dos sintomas clínicos”, finaliza.

#saúde bucal

Fonte: Caixa Seguradora Odonto


Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner