7.9.17

Caneta identifica câncer criada por brasileira é capa da Science

Caneta criada por química brasileira identifica cânceres sólidos.

Uma ferramenta de diagnóstico do câncer idealizada por uma cientista brasileira reduz em 150 vezes o tempo necessário para diferenciar tecidos doentes dos saudáveis com quase 100% de precisão.

O método faz a identificação em 10 segundos e foi testado com sucesso em 253 amostras retiradas de pacientes e em animais vivos.

Segundo a química Livia S. Esberlin, principal pesquisadora do trabalho que foi publicado na capa da revista Science Translational Medicine. com o nome "Nondestructive tissue analysis for ex vivo and in vivo cancer diagnosis using a handheld mass spectrometry system".

No próximo ano, serão realizados os estudos com humanos na sala de cirurgia, durante procedimento de remoção de tumor, assim como se fez, agora, com roedores.

A tecnologia vai ajudar cirurgiões a delimitar a área de resseção de cânceres sólidos, além de reduzir, significativamente, a espera pelo resultado de biópsias.

A facilidade de manuseio do equipamento se destaca: o cirurgião encosta a caneta descartável no tecido e, com o pé, aciona um pedal que vai liberar uma gota d’água.

A água absorve as moléculas contidas na superfície e é sugada por um cano de 1,5 m a 2 m, ligado ao aparelho de espectrometria de massa.

Em menos de um segundo, o equipamento revela a estrutura das moléculas. Essa informação é lida por um computador conectado à máquina e, em 10 segundos, o diagnóstico é feito: câncer ou tecido normal.

Fonte: Science (http://stm.sciencemag.org/content/9/406/eaan3968)

Imprimir esta receita ;-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner