16.9.17

Vitamina D e Esclerose Múltipla: mais evidências as correlacionam

Os resultados de um grande estudo novo reforçam a visão de que a deficiência de vitamina D pode ser um fator de risco para a esclerose múltipla.

O estudo, que comparou os níveis de vitamina D no sangue doado por mulheres grávidas sem esclerose múltipla, mostrou um aumento duplicado no risco de desenvolver a doença entre aquelas consideradas deficientes em vitamina D em comparação com aquelas que apresentaram níveis adequados da vitamina.

Vitamina D e Esclerose Múltipla
Sol... maior fonte de vitamina D

Embora numerosos estudos anteriores tenham mostrado resultados semelhantes, esta foi a maior investigação para avaliar diretamente se os níveis de vitamina D em indivíduos saudáveis ​​predizem seu risco para esclerose múltipla.

"Estudos anteriores tinham menos de 20 casos de esclerose múltipla e, nesse, tínhamos mais de 1000 mulheres com a doença, então foi um estudo muito grande", disse a autora principal, Kassandra L, Munger, ScD, pesquisador, do Departamento de Nutrição, Harvard T.H. Chan School of Public Health, Boston, Massachusetts, à Medscape Medical News.

O estudo foi publicado on-line em 13 de setembro em Neurology.

Fonte: Medscape


Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner