...

4.1.18

Bebidas alcoólicas elevam risco de câncer

Estudo mostra como consumo de álcool eleva risco de câncer

Uma pesquisa publicada na revista "Nature" nesta quarta-feira (3) mostra, com testes em cobaias, como as bebidas alcoólicas aumentam o risco de câncer.

Os cientistas demonstraram que um subproduto da bebida alcoólica, o acetaldeído, provoca danos permanentes ao DNA de células-tronco no sangue.

Bebidas alcoólicas e câncer

O que se sabia sobre a relação bebidas alcoólicas e câncer


O risco aumentado do consumo de álcool para o câncer já era conhecido. O Inca (Instituto Nacional do Câncer) relaciona o consumo com maior chance de câncer de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino (cólon e reto) e mama (pré e pós-menopausa).



O que o estudo trouxe de novo sobre álcool e câncer


A diferença com a pesquisa agora é que esse risco de desenvolver o câncer foi analisado com detalhes no metabolismo de cobaias -- um avanço em relação a estudos populacionais que chamam a atenção para a relação entre álcool e câncer, mas não explicam como exatamente ela ocorre.

Assim, para tentar explicar a relação, pesquisadores do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade de Cambridge fizeram análise de cromossomo e sequenciamento de DNA em cobaias que receberam altas doses de álcool.

Com os testes, eles conseguiram observar que o acetaldeído (um subproduto da metabolização do álcool) danifica células-tronco do sangue. A substância "quebra" o DNA dessas células e leva cromossomos a se rearranjarem de forma aleatória -- levando ao câncer.

O achado é particularmente importante porque os pesquisadores observaram o dano em células-tronco -- como elas têm maior capacidade de se multiplicar e de se diferenciar em diferentes tecidos, mutações nessas estruturas são cruciais para o desenvolvimento de tumores.



O corpo tenta se proteger dos efeitos nocivos do álcool, mas...


O estudo também demonstrou como o organismo das cobaias tentou se proteger contra esses danos ao DNA causados ​​pelo álcool. Cientistas observaram que enzimas chamadas de "aldeído desidrogenases (ALDH)" tentam transformar a bebida em fonte de energia, como se elas fossem um alimento. Mas elas não conseguem, causando acumulação do acetaldeído, elevando a chance de danos ao material genético.
Imprimir esta receita ;-)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Compartilhe!!!

PLANTAS MEDICINAIS: Curso de manipulação e uso de plantas medicinais (curso completo online)
**CLIQUE PARA SE MATRICULAR NO CURSO ou SABER MAIS**

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner