"Para mim, escrever sobre saúde é necessidade fisiológica. Amo o que faço porque faz parte de mim." Renata Fraia
▽ #CompartilheSaúde com seus amigos. Mostre que se preocupa com eles!▽

15.2.18

Dia de Luta contra o Câncer Infantil: a pauta é Leucemia

Dia de Luta contra o Câncer Infantil é lembrado em 15 de fevereiro. Neste texto abordarei sobre a leucemia, o câncer mais frequente em crianças e adolescentes. A leucemia, que não pode ser prevenida, mas tem tratamento que pode levar a cura da doença.

O câncer é a segunda causa de morte entre crianças e adolescentes até os 19 anos de idade, segundo dados do Inca. A leucemia é o tipo mais comum da doença nessa faixa etária e corresponde a 26% de todos os tumores malignos. Não existe prevenção, mas com o tratamento já é possível curar a doença em muitos pacientes.




“A taxa de sobrevida, principalmente para crianças, varia entre 60 a 80%. Em muitos casos, a doença não ocorre mais após o tratamento”, afirma Juliana Souza Lima, hematologista do Instituto de Hematologia e Oncologia Curitiba/Grupo Oncoclínicas.

Dia de Luta contra o Câncer Infantil: a pauta é Leucemia

Fatores que favorecem o aparecimento da leucemia


Embora a leucemia não possa ser prevenida, existem alguns fatores que podem favorecer o seu desenvolvimento. “Não existe como saber se alguém irá desenvolver a doença, mas a exposição prolongada e em altas doses a radiação ou a agrotóxicos podem desencadear uma alteração nas células da medula óssea e facilitar o seu surgimento”, conta a hematologista.

Fique atento a esses sintomas em seu filho


Os sintomas da doença costumam ser desconforto extremo, cansaço, fraqueza e, em alguns casos, febre, sangramentos e hematomas. “É muito comum as crianças e adolescentes também sentirem dor óssea ou em articulações”, destaca.

Como fazer o diagnóstico?


Para diagnóstico, é realizado um hemograma completo. “Se o exame estiver alterado, indicando a presença da leucemia, também é feito um exame específico direto da medula óssea”, complementa Juliana Souza Lima.

Como é o tratamento?


O tratamento é realizado com quimioterapia e, em alguns casos, que variam conforme cada paciente, também pode ser necessário um transplante de medula óssea. “Muitos pacientes com leucemia acabam necessitando de um transplante e por isso é importante que toda população se conscientize sobre a importância de ser um doador de órgãos, pois isso pode salvar uma vida”, considera a hematologista.

Fila do transplante


Segundo dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), cerca de 4.700 crianças e adolescentes estão na lista de espera por um transplante. Para ser doador de medula óssea, é necessário ter entre 18 e 55 anos e procurar um Hemocentro, onde será feita uma coleta de sangue para a realização dos testes de compatibilidade genética e um cadastro válido em todo o território nacional.

Leucemia: câncer do sangue, mas também...


“Como a doença está no sangue, ela circula por todo o corpo. Podem ocorrer anemias, infecções pela diminuição da imunidade e hemorragias. A leucemia ocorre primariamente no sangue, mas existem casos em que também existe a presença da doença na meninge (membrana que recobre o cérebro e a coluna espinhal) e pele”, revela a hematologista.

Fonte: IHOC (Instituto de Hematologia e Oncologia Curitiba)




Comentário Saúde com Ciência sobre a relação leucemia x agrotóxicos

por Renata Fraia:

Como vimos, os agrotóxicos estão entre os principais fatores de risco para contrair a leucemia. Esse fato pode fazer com que os pais questionem sobre a constante orientação de médicos e nutricionistas e todos os profissionais de saúde (inclusive eu) sobre a importância de as crianças comerem vegetais. Ora, as crianças estarão, assim, expostas aos agrotóxicos (venenos) das frutas, legumes e verduras.

O que fazer? Não é saudável deixar de consumir vegetais. O que recomendo é aproveitar as cascas apenas de vegetais orgânicos. Já quanto aos vegetais folhosos, despreze (ou não dê às crianças) as folhas da parte de fora do maço - que ficaram mais expostas aos agrotóxicos.

Sempre que possível, prefira os produtos orgânicos e falo isso com dor no coração por saber que eles são muito mais caros. A boa notícia é que a produção está aumentando e, com isso, já começaram a ficar mais em conta... pesquise!

Outra alternativa é fazer uma pequena "produção" em casa mesmo. Por que não? Mesmo se você não tiver muito espaço, cultive vasos de temperos e de salsinha e cebolinha (os mais usados). Dica: todas as variedades de mini-tomates proliferam com facilidade.

Gostou das informação sobre a leucemia no dia de luta contra o câncer infantil? Continue se informando com artigos relacionados:

1. Limites máximos de agrotóxicos vegetais - Anvisa/Mercosul;
2. Vitamina C x leucemia: nutriente injetável mata células cancerígenas (estudo);
3. Vírus HIV é nova arma contra leucemia
.
Imprimir esta receita ;-)
Ads
Conteúdo do Saúde com Ciência é informativo/educativo. Não exclui consulta médica Este artigo pertence ao Saúde com Ciência. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe comentário/sugestão de artigo. Ler Regras para Comentários.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

▼*ABRA SEU BOX DE CROSS FIT - clique aqui ou na imagem abaixo*▼

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner