23.6.16

Pensamento positivo previne doenças

Se você é leitor do blog sabe que acredito piamente no título desse post: "Pensamento positivo previne doenças". Tanto é verdade que já escrevi o texto: "Santa Imunidade: a fé que pode curar", que você também vai gostar de ler.

Mas o texto de hoje foca no "pensamento positivo" como mais um preventivo para doenças, ou seja: pensamento positivo para saúde é o foco da matéria.

Para Acely Hovelacque, médica clínica e homeopata, os obstáculos da vida moderna podem desestabilizar, principalmente, pessoas mais velhas e depressivas.

“Esses acontecimentos são fatores adoecedores e de desorganização. Mas, em situações difíceis, temos que pensar no que temos de bom. Onde está o que não adoeceu? Qual é o fator que estabiliza? O que me vitaliza? O que me deixa em um estado melhor?”, pondera a especialista, autora do livro A bula da vida: uma fábula sobre medicação e meditação (Editora Autêntica).

pensamento positivo para saude
Pensamento positivo previne doenças


TIRE O FOCO (PARE DE PENSAR) DO QUE É RUIM


Tirar o foco do ruim e pensar no que é bom é essencial para atravessar esses momentos. Ter fé em algo maior, meditar, buscar as relações mais acolhedoras, se exercitar... tudo pode funcionar. Cada pessoa tem um jeito mais eficiente de enfrentar os desafios próprios da vida e deve identificá-lo e usá-lo.

“E se a pessoa não acreditar em nada, pode recorrer a uma ferramenta comum a todos: respirar. O oxigênio acalma, nos dá a chance de estar mais lúcidos”, defende Acely.

► Leia também: Músicas que melhoram o sistema imunológico.


“Pare. Respire. Repouse um pouco e encontre uma conexão, uma frequência mais saudável. Tenha um gesto de bondade consigo mesmo”, sugere Acely Hovelacque, segundo a qual estamos sendo pouco generosos com nós mesmos. Para a médica clínica e homeopata, integrante do Colégio Internacional de Terapeutas, esse “exercício”, três vezes ao dia, no momento em que paramos no sinal, aguardamos em uma sala de espera ou estamos tensos, nada mais é do que um tempo para nós.

“A ansiedade tem muito a ver com o futuro. A atenção plena no agora, a pausa pra respirar com calma quando as coisas começam a dar errado, pode ajudar a enfrentá-la”, defende a médica.

MEDITAÇÃO CONTRA DOENÇAS


A meditação é uma boa aposta, pois promove a lucidez que muitos estão perdendo. De forma geral, é uma prática que ajuda a “voltar pra casa”, e para o aconchego que isso representa. Mas há pessoas que relaxam correndo. “Meditação, dormir bem, praticar esportes e conectar-se com a arte ajudam. Quando entramos no cinema ou ouvimos uma música, muitas vezes conseguimos trocar de realidade, e isso descansa, abre outra perspectiva. Se foco o problema, entro em um ciclo vicioso. Nessas horas, também é importante conversar com pessoas lúcidas e não bater à porta de um terrorista afetivo. Tem hora que precisamos atacar e tem hora que precisamos nos retirar.”

Enfim, a mensagem que fica é: "PENSE POSITIVO AJA POSITIVAMENTE PARA NÃO ADOECER".

Fonte: Diário de Pernambuco

Leia Mais ►

7.4.16

Tangerina (mexerica), fruta reforça a resistência imunológica

A tangerina, cujo nome científico é Citrus reticulata, também é conhecida como mexerica, bergamota, poncã, mandarina, mimosa, vergamota, tanja.

Quantos nomes, hein? É que nosso país é muito extenso... No Rio de Janeiro; por exemplo; as feiras e supermercados vendem como "tangerina" e em São Paulo "mexerica"; sempre seguida da palavra ... ponkan;... murcote; etc.

As variedades de tangerina também são muitas e dentre elas tem a mexerica ponkan (poncã - a mais conhecida), mexerica murcote, mexerica cravo, mexerica dekopon (essa menos conhecida), etc.

Tangerina (mexerica), fruta reforça a resistência imunológica
Tangerina (mexerica), fruta reforça a resistência imunológica

Composição nutricional da mexerica


A tangerina é rica em vitaminas A, C e do complexo B, além dos minerais cálcio, ferro, fósforo e potássio. Essa combinação dá à fruta mexerica a propriedade de reforçar o sistema imunológico, aumentando, obviamente, nossa imunidade.

Propriedades da mexerica


- anti-inflamatória
- reforça o sistema imunológico
- laxativa (muitas fibras) e diurética
- diminui o colesterol do sangue


Safra da tangerina


A época da safra da mexerica é entre abril e julho, mas pode ser encontrada até setembro. Mas os melhores preços e melhor sabor são encontrados nos meses de safra.


Consumo de tangerina


Uma fruta por dia, de preferência com bagaço e fiapos, por serem fibras.


Receitas com tangerina


Aprenda uma receita de Frozen Yogurt de tangerina. (em meu blog de receitas chamado OQueComerHoje?)


Curiosidades sobre os nomes científicos de algumas frutas cítricas semelhantes

  • Mexerica(tangerina) e seus subtipos ponkã/murcote/etc.: Citrus reticulata
  • Laranja e seus subtipos pera/amarga/bahia/etc.: Citrus aurantium
  • Limão e seus subtipos tahiti/siciliano/cravo/etc.: Citrus limon
  • Lima da Persia: C. aurantiifolia
  • Pomelo: C. maxima

Artigos relacionados
Alimentos para aumentar a imunidade;
Como fortalecer a imunidade do corpo
Vitamina D pode tratar doenças autoimunes,
Alimentos antioxidantes,
O que são Superalimentos,
Os 10 alimentos da felicidade,
Arroz integral pode evitar doenças,
Alimentos funcionais e nutracêuticos - diferenças
Três kiwis por dia mantêm o médico afastado
Músicas que melhoram a imunidade
Santa imunidade. A fé que pode curar!

Fontes: Para produzir este artigo foi consultada a a bióloga Rose Mary Pio, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC)  e o site floridata.com
Leia Mais ►

6.3.16

Vacina contra câncer: 90% de eficácia

Avanços da imunoterapia no tratamento de câncer (originando a vacina contra câncer) foram o principal destaque da revista Nature de hoje (19). Isto significa em linguagem não científica que o sistema imunológico do paciente estimula o corpo a conseguir sua própria cura.

Na publicação, uma das pesquisas destacadas estuda uma técnica do século XIX para o desenvolvimento de uma vacina imunológica.

Vacina contra câncer: 90% de eficácia

Uma vacina desenvolvida pela MBVax contém a bactéria Streptococcus pyogenes e outra bactéria chamada Serratia marcescens.

+ artigos sobre câncer

vacina contra câncer é desenvolvida na Argentina e em Cuba;
site especializado em oncologia animal;
o câncer de Oscar do basquete;
câncer de pulmão: tratamento e prevenção;
mitos sobre o câncer.

Entenda o funcionamento da vacina contra câncer

A bactéria Serratia marcescens contém um pigmento estimulante do sistema imunológico conhecido como prodigiosina. Desta forma, as cepas de bactérias mortas pelo calor ativam esse sistema para que ele lute contra o tumor. (ficou fácil entender, né?)


Como foi o estudo, na fase de testes da vacina contra câncer


Durante 5 anos, a empresa vacinou 70 pessoas em estágio avançado de câncer em vários órgãos. Os tumores encolheram em 70% dos pacientes, e 20% entraram em remissão.


O futuro

Pelo andamento das pesquisas, parece que o futuro da vacina contra o câncer é bastante promissor.

Fonte: O Globo


Leia Mais ►

7.10.15

Músicas que melhoram o sistema imunológico

Estamos acostumados a ler sobre alimentos que melhoram o sistema imunológico. A fé e o pensamento positivo também podem fazer maravilhas por nosso sistema de defesa orgânica. Mas que algumas músicas podem melhorar o sistema imunológico, ah, isso é novidade! E é do Japão!

Uma pesquisa revelou que as músicas melhoram o sistema imunológico e diz quais são essas músicas.
Músicas que melhoram o sistema imunológico
Clave de Sol e notas musicais

A pesquisa, feita com ratos durou 2 anos. O resultado evidenciou que houve ação direta da música nas células T, as quais facilitam, por exemplo, a adaptação em casos de transplantes de órgãos. Após ouvir certos tipos de música o corpo das cobaias tiveram maior capacidade de produzir células T. Os benefícios foram observados no coração, que 'embalados pela música, especialmente pela ópera, o coração bate mais'. O próximo passo é encontrar fórmulas de diminuir os remédios que os transplantados utilizam para evitar rejeição.

As músicas que melhoram o sistema imunológico são:

1- La Traviata
2- músicas de Mozart
3- Enya

Os ratinhos que não ouviram nenhuma música morreram após 7 dias do transplante, os que ouviram música 24 horas por dia (até enquanto dormiam) o resultado foi: os que ouviram Enya morreram após 11 dias (ou seja, viveram 4 dias a mais), já os que ouviram Mozart tiveram seus corações batendo por 20 dias e, finalmente, os animais "tratados" com La Traviata de Verdi, sobreviveram por 26 dias.





A música também pode ajudar o cérebro a retardar os efeitos do Mal de Parkinson e Alzheimer.

Fica a dica para as academias: coloquem mais músicas como ópera e músicas de Mozart para suas aulas, que tal?

Ouça a música La Traviata:



Fonte: Vídeo do Bom Dia Brasil
Leia Mais ►

17.9.15

Como fortalecer a imunidade do corpo

Fortalecendo a imunidade (aumentando a imunidade). Saiba como fortalecer a imunidade do corpo, ou como fortalecer o sistema imunológico:

Noto em minha experiência profissional diária que de nada adianta o melhor medicamento (entenda-se como melhor o que for mais eficaz levando-se em consideração não só o princípio ativo utilizado, mas o grau de resistência atingido pelo agente agressor), se a pessoa estiver com a imunidade baixa.

E para fortalecer a imunidade (remédio para fortalecer o sistema imunológico de quem está com a imunidade baixa) é necessário entre outras medidas:

COMO FORTALECER A IMUNIDADE DO POST - Dicas!



1- ALIMENTAR-SE BEM (CORRETAMENTE);


2- HIDRATAR-SE CONSTANTEMENTE, mesmo antes de sentir sede. Prefira água e suco e ao fazer exercícios físicos, reidrate-se ainda mais, se possível com água de coco ou isotônicos mas sem exagero;

3- ABOLIR OU AO MENOS DIMINUIR VÍCIOS (FUMO, ÁLCOOL,...);


4- BOA AUTOESTIMA: quem está com a autoestima baixa, não consegue combater os radicais livres ficando com a imunidade baixa (saiba o que são radicais livres);


5- TALVEZ UM SUPLEMENTO VITAMÍNICO deva ser incluído, mas sem exagero (converse com seu médico ou nutricionista ou oriente-se com seu farmacêutico de confiança);


6- DIMINUIR O ESTRESSE. Invista em atividades de lazer. Se você está se divertindo, seu corpo como um todo melhora, inclusive as células de defesa de seu sistema imunológico.


Alimentos para aumentar a imunidade

A alimentação equilibrada, rica em frutas, grãos e hortaliças, fornece ao nosso organismo nutrientes importantes para o funcionamento do sistema imunológico, o que fortalece a nossa imunidade. Pessoas que têm um dieta balanceada tornam-se mais fortes imunologicamente, pois acabam adquirindo defesas próprias contra doenças.

Os alimentos contêm substâncias bioativas que podem estimular o sistema imunológico.

As vitaminas influenciam, e muito, as células brancas do sangue que são responsáveis pela defesa contra os organismos agressores. E quem ganha é o sistema imunológico.

Os vegetarianos, por exemplo, têm duas vezes mais resistência ao câncer do que quem ingere carnes ¹. Os glóbulos brancos dos vegetarianos são mais resistentes, ainda não se sabe o porque, mas eles apresentam níveis mais elevados de caroteno no sangue, benéfico para o sistema imunológico. ¹Isso não significa que você deve parar de ingerir carne, talvez diminuir um pouco o consumo, mas oriente-se com seu médico ou nutricionista antes de qualquer alteração em sua alimentação.

Alimentos que PODEM auxiliar na estimulação das defesas orgânicas e, consequentemente, aumentam a imunidade:

ALIMENTOS PARA FORTALECER A IMUNIDADE DO CORPO



1. Iogurte: o iogurte pode estimular a produção de anticorpos. Os lactobacilos do iogurte podem também combater as células cancerosas. Dose: 180g/dia.

2. Cenoura: o betacaroteno presente na cenoura estimula células imunológicas protetoras que combatem as infecções. Faça sucos com cenoura e beterraba e laranja. Dose: 60g/dia.



3. Shitake: O lentinana do shitake aumenta a imunidade, estimula os macrófagos e linfócitos T e aumentam a produção de interleucina 1, substância que combate tumores. Dose: 100grs/dia.

4. Alho: Pode estimular a resposta imunológica, estimula os macrófagos. O alho contém uma substância chamada alicina que é antibacteriana e antiviral.

5. Peixes marinhos (sardinha, atum, salmão, arenque, etc): Contêm ácidos graxos ômega-3, melhoram o sistema imunológico e também reduzem o risco de doenças cardiovasculares e anti-inflamatórias.

6. Ostras: Rejuvenesce o sistema imunológico por conter o mineral zinco. O zinco faz com que o timo, que desempenha papel importante em nossas defesas, seja estimulado a se desenvolver após a atrofia que ocorre a partir da meia idade.

7. Gengibre: O gengibre ajuda no fortalecimento imunológico.

Artigos relacionados
- Alimentos para aumentar a imunidade;
- Vitamina D pode tratar doenças autoimunes,
- O que são Superalimentos,
- Mexerica reforça a imunidade
- Músicas que melhoram a imunidade
- Santa imunidade. A fé que pode curar!


VITAMINAS E MINERAIS importantes para fortalecer o sistema imunológico:



VITAMINAS:

  • Vitamina A, fontes: cenoura, abóbora, brócolis, vegetais verde-folhosos, melão, moranga, batata-doce, entre outros.
  • Vitamina C, fontes: frutas cítricas, tomate, vegetais folhosos crus.
  • Vitamina E, fontes: germe de trigo, óleo de soja, nozes, castanhas, vegetais folhosos.
  • Ácido Fólico fontes: fígado, feijões e vegetais folhosos (brócolis, espinafre, agrião, couve).


MINERAIS:

  • Selênio, fontes: castanha-do-Pará, frutos do mar, algas marinhas.
  • Zinco, fontes: carnes, peixes (ostras e crustáceos principalmente), feijões, sementes de girassol e abóbora, nozes entre outros.


Influem negativamente na imunidade (atrapalham a imunidade)


IMPORTANTE: o estresse, o açúcar, a nicotina, álcool e cafeína, diminuem, ou impedem o aproveitamento de vitaminas pelo organismo. Então, se tiver que consumi-los que seja LONGE das refeições.
Leia Mais ►

3.12.14

Alimentos para aumentar a imunidade

Neste artigo vou relacionar vários Alimentos para aumentar a imunidade e destrinchar cada um deles e sua ação importante para nosso organismo conseguir combater os 'intrusos'.

Atenção! É importante deixar claro que, muitos desses alimentos ainda não tiveram sua eficácia cientificamente comprovada para aumentar a imunidade, mas eles são observados empiricamente e, sendo assim, se não valerem pelo efeito, o farão pelo paladar e pela nutrição. Boa leitura!

Já 'falei' neste post sobre como fortalecer a imunidade. Mas, com a chegada do outono e com ele o aumento dos pólens das flores dispersos no ar, do clima inconstante e da aproximação do inverno sabemos que precisamos aumentar o sistema imunológico, não é mesmo? Então, decidi escrever outro artigo a respeito do mesmo assunto.


Desculpe a franqueza mas, quem diz que "friagem não causa gripe nem resfriado" está enganado. A friagem não causa diretamente, mas indiretamente ela colabora e muito.

Explico. Funciona assim: Você toma uma friagem e tem uma reação alérgica como espirros ou dores de cabeça e a garganta fica arranhando. Pronto! Abriu-se uma portinha para que vírus e bactérias se instalem em seu organismo causando gripes, resfriados, infecções de garganta, ouvido etc.

Alimentos que podem aumentar a imunidade
alimentos para aumentar a imunidade

Somado-se a essas irritaçõezinhas se você estiver em um ambiente fechado (as pessoas fecham janelas de ônibus, metrôs, escolas e escritórios quando a temperatura cai) a probabilidade de você se contaminar com um vírus ou bactéria alheio é ainda maior.

Dessa forma, as melhores maneiras de se manter saudável é:
- evitar friagem (lavar a cabeça e sair no frio)
- evitar locais fechados e com aglomerações
- manter-se longe do que causa alergias respiratórias em você
- manter uma alimentação saudável, rica em vitaminas e minerais
- lavar frequentemente as mãos
higienizar alimentos.

É justamente sobre o último item que trata este artigo.

Veja alimentos que ajudam a proteger o organismo por serem alimentos que fazem aumentar a imunidade, ou seja alimentos para aumentar a imunidade:

VITAMINA C
A vitamina C é um dos aliados para fortalecer o sistema imunológico. Veja alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas, e as quantidades necessárias diárias neste artigo específico sobre a vitamina C.

ALHO
O alho age como antibiótico natural combatendo vírus e bactérias nocivas. Basta comer 1 alho cru por dia (misture-o a alimentos ou coma-o fatiado finamente com shoyu). Veja texto completo sobre as propriedades do alho.

CAROTENOIDES
São os alimentos alaranjados ou avermelhados. Inclua estes alimentos 3 vezes por semana. Exemplo: 3 colheres de sopa de cenoura refogada seria equivalente a uma porção.

VEGETAIS CRUCÍFEROS
Alimentos como couve flor, repolho e brócolis devem ser consumidos diariamente. 3 flores de couve flor ou brócolis ou 3 colheres de sopa de repolho constituem 1 porção. Esse hábito ajudará a aumentar a imunidade.  O brócolis é rico em cálcio, dessa forma os veganos podem se beneficiar, já que não consomem leite.

Dica igualmente importante sobre os legumes e verduras:
Consuma todo dia dois tipos de salada (verdura) crua ou legumes crus e dois tipos de legumes ou verduras cozidos.

OLEAGINOSOS e ABÓBORA
A castanha do pará por exemplo, é riquíssima em zinco. Duas castanhas por dia fornecem toda a quantidade que preciso de zinco para fortalecer a imunidade. A abóbora (polpa e sementes) é muito rica em zinco, leia mais aqui.

ABACATE, ÓLEOS e LEITE
Esses alimentos são ricos em vitamina E, ativo fundamental no fortalecimento da imunidade. Dica: os óleos mais ricos em vitamina E são o óleo de oliva (azeite) e o óleo de canola. Com o abacate tome cuidado apenas com a quantidade, pois o abacate é muito calórico.

ARROZ PRETO
Incomum na culinária brasileira, o arroz preto é eficaz no combate a alergias respiratórias.

Para saber mais a respeito de como aumentar a imunidade leia: "Como fortalecer a imunidade".


+ Artigos relacionados com imunidade
Como fortalecer a imunidade do corpo
Radicais livres - o que são,
Vitamina D pode tratar doenças autoimunes,
Alimentos antioxidantes,
O que são Superalimentos,
Os 10 alimentos da felicidade,
Dicas para fazer lanches saudáveis,
Arroz integral pode evitar doenças,
Alimentos funcionais e nutracêuticos - diferenças.
Três kiwis por dia mantêm o médico afastado.
Mexerica reforça a imunidade
Como manter as propriedades do azeite de oliva,
Músicas que melhoram a imunidade
Santa imunidade. A fé que pode curar!


Leia Mais ►

26.8.13

Influência da mente sobre o corpo

Já escrevi muito sobre o quanto a imunidade pode ser influenciada pela nossa mente, sobretudo pela mente que tem fé. O mais abrangente dos artigos sobre o assunto foi: "Santa Imunidade: a fé que pode curar"!

Mas uma amiga, Maria Adelia S. Paiva, que é psicóloga, tem um artigo muito interessante que trata sobre a influência da mente sobre o corpo. O artigo está na imagem abaixo. Boa leitura!

Influência da mente sobre o corpo
Influência da mente sobre o corpo - por Maria Adelia S. Paiva
Leia mais sobre:


Texto de Maria Adelia S. Paiva - contato (11)998705039
Leia Mais ►

2.7.12

Tipos sanguíneos e o vírus da gripe

Para a medicina, o vírus Influenza, responsável pela gripe, é o mais perigoso no mundo. Desde épocas remotas este vírus tem sido responsável pela morte de grande número de pessoas, entre 1 a 2 anos.

Os números são assustadores! Só a "gripe espanhola" (tipo A (H1N1)) de 1918-19 matou cerca de 500.000 pessoas nos Estados Unidos e, pelo menos, 20 milhões de pessoas em todo o mundo. Em 1957-58, a "gripe asiática" (tipo A (H2N2)) resultou em 70.000 mortes em americanos, e em 1968-69, a "gripe de Hong-Kong" (tipo (A H3N2 ()) 34.000 americanos.



A epidemia da gripe está dividido entre os tipos A e B. A apresentação dos sintomas mais comuns são febre, alterações respiratórias (como tosse, dor de garganta, nariz escorrendo ou entupido), dor de cabeça, músculos doloridos e fadiga, muitas vezes extremas.

Atualmente, existem três principais variantes da "gripe" circulantes (dois tipos "A" e um tipo "B"). O tipo A são variantes da "Hong Kong" vírus tipo A (H3N2), responsável por cerca de 400.000 mortes nos Estados Unidos desde 1968 (dos quais 90% estão entre os idosos), e da "espanhola”, tipo A (H1N1). O “H "e" N "referem-se a proteínas virais denominadas de hemaglutinina e neuraminidase.

Para os especialistas em saúde pública é apenas uma questão de tempo antes de uma nova pandemia da gripe ocorrer, matando muitas pessoas. O motivo alarmante é que se constatou que o vírus Influenza é capaz de sofrer mutações ou alterar ao longo do tempo, permitindo reinfectar cada indivíduo, ano após ano.

Normalmente, este é um processo lento e muito gradual, tanto do tipos A como do B. Assim, se uma pessoa foi exposta ao vírus no ano passado, por exemplo, seu sistema imunológico terá criado uma memória muito específica de como lidar eficazmente com o vírus. Uma nova exposição no futuro, para o mesmo vírus não seria agora um problema. Uma vez que o vírus muda, de forma muito lenta, a cada ano, essa memória imunológica o vai protegendo de certa forma, mas não completamente.

Acontece, porém, que, de vez em quando, o vírus da gripe tipo A (o B não muda dessa forma), sofre uma mudança radical e abrupta. Este evento resulta numa nova estirpe do vírus cujo sistema imunitário não possui mais nenhuma identificação e o não reconhece mais como no passado. Foi assim quando, ainda há bem pouco tempo, o vírus da gripe matou milhões de pessoas em todo o mundo.

Muito pouco se tem pesquisado na relação entre tipos sanguineos e gripe. Porém, é sabido que, após a exposição ao vírus da gripe, um fenômeno imune denominado seroconversão ocorre no organismo. Isso significa que seu sistema imunológico deverá estar produzindo anticorpos contra o vírus Influenza. Os pesquisadores descobriram que, após a circulação da gripe tipo A (H1N1) e A (H3N2) e os vírus da gripe B, a resposta imune difere nos tipos sanguineos – O, A, B e AB.

Tipo Sanguineo “O” – A resposta dos anticorpos contra a gripe A (H1N1) e vírus A (H3N2) é bastante diminuída neste tipo sanguineo. Já em resposta aos anticorpos contra o Influenza tipo B a situação não é tão alarmante como em indivíduos do sangue Tipo B.

Tipo Sanguineo “A” - Estas pessoas possuem enorme capacidade de gerar anticorpos contra a gripe do tipo A (H1N1) e, especialmente, A (H3N2). Em contrapartida, a resposta de seus anticorpos contra o vírus Influenza B já é mais reduzida. Porém, de forma geral, pode se dizer que este tipo sanguineo desenvolveu-se com capacidade de resistência às viroses comuns, assim como as pessoas do tipo AB.

Tipo Sanguineo “AB” – Possuem os mais altos níveis de anticorpos contra qualquer um dos vírus da gripe.

Tipo Sanguineo “B” - Indivíduos deste tipo possuem relativa capacidade para gerar anticorpos contra a gripe A (H1N1). Porém, de todos os tipos sanguineos, são os que possuem capacidade mais lenta na produção de anticorpos contra a Influenza A (H3N2), podendo demorar 2 a 5 meses nesse processo, deixando seus organismos mais vulneráveis.
Este tipo de sangue, segundo os pesquisadores, tem uma predisposição genética para a insistência latente (crônica) do vírus Influenza A (especialmente A (H3N2)).

E é aqui que os estudos, baseados na genética individual, estão apontando para bem mais longe intervindo, de forma bastante perceptível, em todos os tipos sanguíneos, desde que seguidas as recomendações básicas do programa específico a cada um deles: alimentação e exercícios de condicionamento físico adequados. Sem dúvida, um estilo de vida que otimiza a resposta imunológica dos tipos de sangue, ajudando efetivamente, não só a evitar, como a encurtar o tempo de duração da gripe ou, de um simples resfriado.

Para os que se decidem pela vacinação, todos os tipos – O, A, B e AB -, são expostos ao processo semelhante de seroconversão, após a administração de duas doses da vacina contra a gripe. Porém, segundo os pesquisadores dos tipos sanguineos, os grupos “O”, “B” e “AB” parecem se beneficiar com duas doses da vacina contra a gripe, ao contrário do grupo “A” que, crê-se, conseguem um resultado preciso com apenas uma dose, apenas.
Importante lembrar, contudo que, a eficácia da vacina contra a gripe em qualquer pessoa, independente dos tipos específicos de sangue, sempre irá depender da estirpe do vírus em circulação. Ou seja, caso haja uma mudança drástica do vírus, como ocorreu nos anos de pandemia e que aterrorizou todos nós, a vacina será de pouco ou mesmo, nenhum efeito, o que não deixa de ser bastante preocupante.

Mais uma vez, vale aqui frisar que cada grupo sanguíneo – O, A, B e AB – tem seus próprios “desativadores” e, seguindo os tipos de alimentos adequados, cada pessoa terá chances de vencer muitas das batalhas travadas ao longo de suas vidas, recuperar rapidamente o vigor físico, o bom humor e a saúde, de uma forma geral.

Para quem é do tipo sanguíneo “O”, por exemplo, a alimentação que pode causar danos é aquela feita com o trigo e seus derivados, tais como milho, feijão mulatinho, feijão-fradinho, lentilha, amendoim e batata inglesa. Já a melhor é a que privilegia a proteína sem muita gordura, limitando a ingestão de grãos e cereais e dando importância às frutas e hortaliças. A ingestão de proteína de boa qualidade, de carne orgânica, magra, é o meio para prevenir as doenças inflamatórias, muito comuns nesse grupo.

Já aqueles que têm o sangue tipo “A” estão mais expostos às doenças do sistema imunológico e aos danos provocados pelos radicais livres. A dieta ideal é a vegetariana, com pouca ingestão de peixes e aves e muita de legumes, verduras, frutas e quase todos os derivados da soja. A carne vermelha é proibida e devem ser evitados o feijão-de-lima, o mulatinho, a banana, a batata inglesa, a berinjela, a laranja, tomate e o repolho.
Quem tem sangue do tipo “B” deve evitar o amendoim, o frango, trigo-sarraceno, o milho, as lentilhas, o gergelim e o tomate e precisa comer equilibradamente carne, frutas, peixe, legumes e em poucas quantidades, o feijão e os cereais.

Quem é “AB” deve evitar o frango, milho, lentilha, trigo-sarraceno e determinadas variedades de peixes de água doce e precisam comer derivados da soja e frutos do mar. Também devem evitar a ingestão de carne vermelha, que lhes traz fortes problemas metabólicos.

Dra. Emília Pinheiro é especialista em Dieta do Tipo Sanguineo e Terapeuta Ortomolecular.

- Diretora/ Assistente do Spasso Urbano – Day Spa e Clínica Ortomolecular, em Maringá (PR). Em Maringá. Fone: 44 – 3028-0065 .http://www.ortomolecularblog.blogspot.com.br/


- Autora do livro "Dieta Pelo Tipo Metabólico e Sanguíneo" (Ed.Unicorpore/ Brasil) – À venda em:http://www.unicorpore.com.br/www.unicorpore.com.br . Em Portugal, o mesmo título, pela Ed. Ariana, à venda nas melhores livrarias do país.

- Mais recentemente, editou em Portugal seu segundo título "A Dieta de Auschwitz Versus O Pão Nosso de Cada Dia", também pela Ariana Editora, título ainda, inédito no Brasil.

Leia Mais ►

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner