27.3.17

Quais os benefícios do milho verde?

O milho faz bem para a saúde da pele, do cabelo e até para as unhas. Presente quase que diariamente na alimentação dos americanos, o milho é pouco consumido na alimentação dos brasileiros [ a não ser nas praias, no verão - local em que devem tomar muito cuidado com o que ingerimos, tais milhos podem estar contaminados na água morna que aumenta a proliferação de bactérias e nas mãos do 'homem do milho' ], que o preferem como lanche e não como alimento nas refeições. Saiba mais sobre esse cereal...

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO MILHO VERDE?



Quais os benefícios do milho verde
benefícios do milho/foto.

Este artigo foi arquivado nas categorias:
- benefícios dos alimentos,
- nutrição
.

- fortalece cabelos e unhas devido a vitamina B2 e B5
- pele brilhante e menos flácida devido vitamina B5 e às proteínas
- diminui a vontade de comer doces por ser rico em carboidratos




- auxilia no trânsito intestinal, impede a absorção de colesterol e ajuda a emagrecer por ser riquíssimo em fibras
- vitamina E, outras vitaminas do complexo B estão presentes no milho verde
- minerais potássio e fósforo
- vitamina C, ácido fólico, magnésio, ferro e zinco também estão presentes no milho, embora em menor quantidade.

Leia Mais ►

19.3.17

Validade dos alimentos: O que devemos saber

A validade dos alimentos é definida sob critérios científicos; não é mágica ou escudo de proteção", diz o professor do curso de engenharia dos alimentos do Instituto Mauá de Tecnologia, Edison Tríboli.

Por isso, é fundamental que o consumidor observe o prazo que está no rótulo e que siga as recomendações do fabricante. Confira abaixo a entrevista do especialista, na qual ele tira as dúvidas relacionadas ao prazo de validade de alimentos.

Como é determinado o prazo de validade de um alimento?


Cada alimento tem sua qualidade percebida, que é uma característica do produto que o identifica. Um biscoito, por exemplo, tem a característica de ser crocante; com o tempo, no entanto, ele absorve umidade e perde a crocância. O prazo de validade, então, é uma garantia que o fabricante dá de que o alimento se mantém nos padrões toleráveis de alteração (a indústria garante que o biscoito permanecerá crocante durante aquele período) e dentro das regras que tornam seguro o consumo.

O nosso código do consumidor é diferente dos Estados Unidos. Lá, há uma categoria de produtos que podem vencer, mas podem permanecer nas prateleiras, sendo vendidos com um preço menor – a indústria reconhece que o produto não está nas melhores condições, mas ainda são seguros e o consumidor pode comprar. No Brasil isso não é permitido.

Validade dos alimentos: O que devemos saber

Faz mal ingerir um alimento que passou apenas um dia do prazo de validade?


Isso dependeria do produto. Mas, para o consumidor em geral, a melhor coisa a recomendar é que se obedeça à legislação; seria irresponsável da minha parte legislar sobre isso, pois poderia confundir ainda mais as pessoas, colocando em risco a sua saúde. A legislação é pensada para proteger o consumidor e é fundamental evitar o consumo quando o prazo foi ultrapassado.

Caso o alimento seja conservado na geladeira ou freezer, o seu prazo muda?


O armazenamento define muito da conservação do alimento. Em um exemplo simples: se o dono de uma loja desliga o congelador onde potes de sorvete estão armazenados, o produto perde totalmente a sua qualidade. Neste caso, o prejuízo é todo do fabricante, que é quem expõe a marca no rótulo – por isso, em muitos pontos de venda os congeladores são do fabricante, assim como os funcionários que operam as máquinas.



Um alimento foi feito para ficar em determinadas condições (temperatura, umidade, por exemplo). Se o consumidor não seguir as condições previstas no rótulo, o produto vai sofrer alterações mais rapidamente. Temos que lembrar que ali estão ocorrendo reações químicas e bioquímicas, por isso sempre que se conserva um alimento em local quente, as transformações vão ocorrer com maior velocidade – podendo aparecer bactérias se não forem seguidas as recomendações do fabricante.

O resfriamento ou congelamento retardam o processo de transformação. É praticamente impossível o crescimento de bactérias em produtos congelados (só uma, bem rara).

Como definir o tempo de validade de um alimento já preparado que foi guardado na geladeira, como um prato de arroz?


O prazo de validade vai até a abertura da embalagem. Se o alimento já está preparado, o consumidor terá que utilizar seus sentidos para perceber se o prato ainda pode ser ingerido. Normalmente, um produto com crescimento bacteriano azeda – o gosto e o cheiro estarão adulterados. Neste caso, não se deve consumir.

Cheirar a comida é uma prática de segurança: arroz tem que ter cheiro de arroz. Alterações visuais podem também ocorrer, como mudança da cor, que ocorrem às vezes no creme de leite, ou aparecimento de bolor ou mofo. Nestes casos, também não se deve consumir.

Quais são as possíveis consequências de se comer algo fora da validade?


Em produtos que devem ser mantidos congelados, o perigo é maior, pois há crescimento bacteriano se o produto é, por exemplo, aberto e esquecido na geladeira. Outros hábitos, como lamber a colher e colocá-la novamente no alimento, são caminho certo para a proliferação de bactérias.

Por isso, é muito importante seguir as recomendações de consumo que o fabricante coloca no rótulo, para que uma pessoa não consuma um molho de tomate deixado há um mês na geladeira, que já é um caldo de bactérias.


Leia Mais ►

17.3.17

Olhar fotos de doces emagrece


Olhar fotos de bolos, doces e outras tentações pode ajudar mulheres decididas a emagrecer a manter o compromisso, segundo um estudo do Instituto de Pesquisa em Psicologia e Saúde da Universidade de Utrecht, na Holanda, divulgado pela revista New Scientist.

De acordo com a psicóloga Floor Kroese, autora do estudo, a tentação pode aumentar o autocontrole das mulheres que estão fazendo dieta.

Como foi o estudo que concluiu que "olhar fotos de doces emagrece"


Para testar a teoria, Kroese e seus colegas dividiram 54 estudantes do sexo feminino em dois grupos e pediram que um deles olhasse a fotografia de um bolo de chocolate e o outro de uma flor, sob o pretexto de um teste de memória.

Os pesquisadores então perguntaram às mulheres sobre seus planos de manter uma dieta saudável e ofereceram a elas a escolha entre um biscoito de chocolate ou um de aveia, como lanche.

Olhar fotos de doces emagrece
Olhar fotos de doces emagrece

Resultados...

1. As mulheres que viram a "fotografia do bolo de chocolate" demonstraram uma maior propensão em manter uma dieta saudável do que as estudantes que viram a foto da flor.

2. As estudantes que viram o bolo também demonstraram maior preferência pelo biscoito de aveia – que testes anteriores mostraram ser visto por elas como a opção mais saudável.

Doces Tentações...






Segundo a psicóloga, a visão de alimentos tentadores nem sempre leva à vontade de satisfazer o desejo de comê-los.

“Parece que ver uma comida tentadora lembrou às mulheres de seu objetivo de cuidar do peso, e fez com que elas agissem de acordo.”

A psicóloga sugere colar fotos de comidas tentadoras na porta da geladeira para ajudar a lembrar do objetivo de perder peso.

Kroese alerta, no entanto, que o resultado parece só se aplicar às mulheres que querem perder peso, e que não está claro como o resto das pessoas reagiria às fotos.
Fonte: BBC
Leia Mais ►

13.3.17

Lanches saudáveis: dicas para fazer lanches saudáveis

Sabemos que no dia a dia é importante se alimentar bem e que sentar à mesa para almoçar sem pressa é a forma mais saudável de fazer suas refeições e que os lanches saudáveis nem sempre estão à disposição...

Assim, deixar os lanches e sanduíches para finais de semana ou raras ocasiões é o ideal. Alimentos como arroz e feijão, carnes magras e principalmente as brancas, além de um prato colorido com variedades de vegetais crus e cozidos são a melhor escolha para seu prato. Mastigar muitas vezes e evitar comer com pressa também fazem bem, aliás muito bem.

Isso nem sempre é possível devido à correria do dia a dia. Então, ao invés de ficar se martirizando com excesso de culpa por ter uma jornada de emprego de 6 horas que só permite 15 minutos de lanche e falando: "Como vou me alimentar bem com 15 minutos de intervalo e depois tenho que sair correndo para a faculdade? Assim, tenho que comer sanduíches todos os dias!"

Na-na-nina-não! Você pode sim, evitar salgados fritos e croissants cheios de gordura trans. Como?

Escolha ingredientes mais saudáveis para o lanche e, de preferência, tente levá-los prontos de casa, porque aí terá a garantia de que está ingerindo uma salada higienizada e um lanche saudável em que os ingredientes foram manuseados com mãos limpas.

Lanches saudáveis: dicas para fazer lanches saudáveis


Veja o que escolher para colocar em seu lanche saudável e logo abaixo o que evitar para garantir que seu lanche fique - mesmo - saudável!

Lanches saudáveis: dicas para fazer lanches saudáveis
Lanches saudáveis: dicas para fazer lanches saudáveis

FRIOS:


1 - Escolha frios magros tais como:
  • peito de peru (sabia que a carne de peru 'magra' é um AUXILIAR no combate a depressão?)
  • peito de peru defumado
  • blanquet de peru
  • peito de frango (magro)
  • embutidos de fatiar magros, como mortadela light de peru


2 - Evite frios gordos, principalmente:
  • presunto com capa de gordura
  • mortadela
  • embutidos de fatiar, como salsichas
  • salames e afins
  • rosbife


3 - Prefira queijos magros como:
  • queijo minas branco
  • requeijão light
  • queijo cottage
  • polenguinho light (ele é até mais saboroso que o tradicional)


4 - Evite queijos gordos:
  • mussarela
  • queijo prato
  • cheddar
  • etc.

Artigos que podem interessar:

Índice Nuval de alimentos
Receitas de lanches para o carnaval
Semáforo nutricional
10 alimentos da felicidade


VEGETAIS:

  • cenoura ralada
  • beterraba ralada
  • couve manteiga picada bem fininho
  • repolho verde ou roxo picadinhos
  • salsinha e cebolinha picadinhos
  • alface, rúcula ou agrião
  • tomate em rodelas
  • pepino em rodelas
  • cebola em rodelas
  • cebola roxa em rodelas
  • cenoura cozida em rodelas
  • vagem cozida cortada em tiras
  • ervilha e milho enlatados (mas lave-os quando tirar da lata para sair o excesso de sódio)
  • azeitonas sem caroço (exceto se você for hipertenso)
  • flores comestíveis também são boas pedidas, como a capuchinha, por exemplo
  • carambola verde cortada em rodelas (estrela) bem fininhas
  • outros


MOLHOS para um lanche saudável:


1- Prefira molhos magros e lights como:
  • maionese light e em pouca quantidade
  • iogurte
  • italiano à base de limão (ou vinagre de maçã), azeite extra virgem e sal marinho
  • ketchup light


2 - Evite:
  • maionese comum
  • creme de leite
  • cheddar em bisnaga
  • excesso de ketchup
  • etc.


OVOS E CARNES

1- Escolha:
  • filé de frango
  • carne moída magra (o popular buraco quente)
  • clara cozida 
  • gema cozida só duas vezes na semana
  • salsicha light de peru
  • lombo cozido e fatiado
  • hambúrguer de soja, peixe* ou peru light e faça grelhado (mas evite deixar muito torrado)
  • atum* 
  • sardinha*

* Procure não levar na marmita o hambúrguer de peixe, atum e sardinha. Nunca se sabe. Confie na sua intuição. Pra mim, peixe é peixe e se deteriora fácil. Nem o maior especialista do mundo conseguirá me convencer do contrário.


2 - Evite:
  • sanduíche churrasco com bife de contra filet
  • gema cozida todos os dias
  • hambúrguer de carne e gordo
  • hambúrguer de frango e salsicha de frango (eles são feitos com as partes mais gordas do frango, ou você acha que a indústria não aproveita vísceras e gorduras como a pele e sebo? - ahã!)
  • salsicha comum


PÃES

Prefira:
  • Pães integrais*
  • Pão sírio (opção mais magra)
  • Pão preto (a melhor opção)
  • Pão francês integral
  • Evite pães de hambúrguer, mas se for comê-los opte pela versão com gergelim
  • Substituir o pão por tapioca é dica saudável para quem não pode com glúten e por ser menos calórica.

*A dica é variar os sabores: pão de grãos, pão com aveia, etc.


O preparo dos lanches saudáveis

  • Sempre lave muito bem os vegetais
  • Higienize os vegetais crus
  • Lave as mãos e utensílios utilizados no preparo dos lanches antes de começar
  • Coloque os ingredientes que foram aquecidos apenas após esfriarem para evitar que os vegetais murchem e os molhos talhem
  • Não exagere nos molhos, principalmente se o lanche for ficar fora da geladeira

Sobremesas saudáveis


As frutas são opções saudáveis de sobremesas para depois de um lanche.
  • Tangerina (perfeita por ser fácil de descasca e não amassar na bolsa)
  • Maçã
  • Pera 
  • Laranja
  • Banana


Considerações

Não seja tão rígido consigo mesmo ou com seus filhos. De vez em quando, no sábado à noite  coma um bom e velho cachorro-quente cheio de molhos e tudo o que tiver direito. Isso é válido, inclusive, para não cair em tentações durante a semana.

Comentário

Bom, espero que tenham gostado das minhas dicas para um lanche saudável. Estava adiando a elaboração deste texto há tempos. Espero que tenham gostado. Aproveite seu lanche saudável. Ah! Procure acompanhar com um suco feito de água de boa procedência! Renata Fraia, farmacêutica.
Leia Mais ►

Cenoura faz bem pra pele, cabelos e unhas, por quê?

A cenoura (Daucus carota) faz bem para os cabelos, unhas, pele e para a saúde da visão. Tanto, que sempre que vemos um suco para fortalecer estes órgãos, o mesmo contém cenoura. E por quê?

Cenoura faz bem pra pele, cabelos e unhas, por quê?



Porque em 100 g de cenoura há aproximadamente 14500 U.l., que equivale a 4,7mg de betacaroteno, uma provitamina A, que em nosso organismo se transforma em vitamina A, sendo ela o nutriente que traz a saúde e beleza às unhas, cabelos, pele e saúde dos olhos e ainda facilita o bronzeado.

Cenoura faz bem pra quê?
cenoura/foto.


Artigos relacionados
- Ramas de cenoura são mais nutritivas que a cenoura,
Suco de cenoura, beterraba e nozes
- Suco para fortalecer unhas e cabelos
- Salada de cenoura e pepino para saúde dos cabelos
- Receita nutritiva de bolo de cenoura
- Vitamina A


Cenoura em excesso faz mal


Mas cuidado! Tudo o que é demais faz mal. Não adianta se encher de cenoura todo dia porque o excesso de betacaroteno, além de deixar a pele com uma cor amarelada (é que o betacaroteno é um pigmento amarelo) ainda pode causar pele seca, áspera e descamativa, fissuras nos lábios, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tonturas e náuseas, queda de cabelos, cãibras, etc.






Nutrientes da cenoura em 100 g:


  • Betacaroteno (provitamina A): 14500 U.l., que equivale a 4,7mg
  • Calorias - 51kcal
  • Proteínas - 1,5g
  • Gorduras - 0,3g
  • Vitamina K - 5 mg
  • Vitamina B2 (Riboflavina) - 30 mcg
  • Vitamina B3 (Niacina) - 0,3 mg
  • Vitamina C (Ácido ascórbico) - 27 mg
  • Potássio - 290 mg
  • Sódio - 100 mg
  • Cálcio - 45 mg
  • Fósforo - 40 mg
  • Enxofre - 22 mg
  • Cloro - 5 mg
  • Magnésio - 4 mg
  • Silício - 2 mg
  • Ferro - 1 mg


Importante!

Fatores que aumentam a absorção do betacaroteno e da vitamina K da cenoura:


- Cozinhar a cenoura por apenas alguns minutos. Para quê? Para liberar esses nutrientes da cenoura tornando-os mais fáceis de serem absorvidos.
- Ingerir a cenoura durante as refeições completas, pois os nutrientes da cenoura são melhores absorvidos em presença de gorduras.
Leia Mais ►

10.3.17

Pipoca faz bem a saúde

Tudo que é bom faz mal ou engorda? Nem sempre. Pesquisadores americanos comprovaram recentemente, que… Pipoca faz bem à saúde!

E como quase toda boa notícia vem acompanhada de uma má; a descoberta não vale para a pipoca de micro-ondas por conter muita gordura e muito sal e se for sabor manteiga então, nem se fala [leia: Pipoca com manteiga pode causar Alzheimer].

E o que faz da pipoca um alimento nutritivo? A grande quantidade de fibras e antioxidantes que ficam envoltos por uma película que protege os nutrientes até o momento do estouro.

Então quais são as opções de pipoca saudáveis?

Quais pipocas fazem bem a saúde?

Pipoca faz bem a saúde
Pipoca faz bem a saúde

1. Pipoqueiras elétricas


◆ As melhores de pipocas que fazem bem a saúde feitas em pipoqueiras elétricas e as que são preparadas no micro-ondas sem óleo, pois ambas não levam óleo. Veja uma receita de pipoca sem óleo no micro-ondas no final deste post.

◆ Para saborizar as pipocas feitas em pipoqueiras elétricas (que parecem isopor), a dica é colocar um fio de azeite EXTRA-VIRGEM (pode ser um fio generoso, pois o azeite faz bem) sobre a pipoca já pronta e salpicar sal sobre elas, já que o sal só "gruda" na pipoca se tiver algum tipo de óleo.

◆ Colocar queijo ralado também é ótima sugestão, já que o queijo parmesão é o derivado de leite com mais cálcio.

◆ Use também temperinhos como orégano, tomilho, sálvia, açafrão (que ainda dá uma cor linda á pipoca e faz muito bem a saúde, etc. Usando tais temperos você ainda evitará colocar mais sal [perfeito para os hipertensos].

2. Pipoca de micro-ondas light


A segunda opção (mais prática, porém menos saudável como a mostrada acima) é a pipoca de micro-ondas natural light e sem manteiga. Mas esta deve ser consumida com moderação.

Receita de pipoca saudável


Ingredientes

  • 5 colheres de sopa (não cheias) de milho para pipoca
  • 7 colheres de sopa de água
  • 1 colher de chá rasa de sal
  • 1 colher de café bem rasa de glutamato monossódico (opcional, mas eu adoro!)
  • 1 tigela de vidro própria para micro-ondas, bem alta e com boca larga (foto acima)
  • papel filme
  • 1 palito de dentes

Como fazer a pipoca no microondas sem óleo


  1. Coloque tudo na tigela de vidro e cubra com duas folhas de papel filme (foto abaixo) cobrindo o milho de pipoca, deixando folgas em todas as beiradas para cobrir muito bem todo o diâmetro da tigela.
  2. Com o palito, faça 1 furo bem pequenos só com a ponta do palito para sair o ar durante o cozimento.
  3. Coloque a tigela no micro-ondas e ligue em potência alta. O que pode variar BASTANTE é o tempo de preparo, já que há muita diferença entre os aparelhos e até no mesmo micro, a depender do horário, pois pode haver mais ou menos demanda de energia. O tempo dentro do micro pode variar de 5 a 12 minutos. Para saber o tempo exato de acordo com o seu aparelho, na primeira vez que fizer a pipoca fique próximo ao micro e ajuste o tempo para 4 minutos. Se ao chegar próximo a esse número as pipocas ainda não tiverem estourado coloque mais 2 minutos e depois mais 2, se necessário. Complicado? Calma! Isso só será necessário na primeira vez. O resultado compensa tudo.



Dicas para uma pipoca no micro-ondas perfeita


  1. Se o papel filme não conseguir cobrir ambos os lados, coloque duas folhas.
  2. Testei várias receitas da internet, mas apenas esta deu certo e ainda assim tive que adaptar, porque quem me ensinou coloca menos água e não dá certo.

Leia Mais ►

8.3.17

O que é gordura trans?

O que é trans...


O sufixo tão temido das gorduras? As chamadas gorduras trans?
Trans é um prefixo que dá ideia de 'depois' ou 'através de'

O que é gordura trans?


Gordura trans é o nome dado à gordura vegetal que passou por um processo de hidrogenação natural ou industrial [ou seja, era um óleo vegetal e o processo "trans" (depois) a transformou em gordura vegetal sólida. Ou seja, essa gordura recebeu carga extra de hidrogênios, seja por processos que ocorrem na natureza seja na industrialização.

O que é gordura trans
bolachas recheadas contêm gorduras trans|foto.

Na natureza há pequenas quantidades encontradas na carne e no leite, mas a grande maioria da gordura trans presentes em nossa alimentação vem de produtos industrializados.


Note a gravidade do que acabei de escrever. Não é "natural" para o organismo do ser humano digerir gorduras trans, no entanto a gente o faz sempre que ingere bolachas doces recheadas, por exemplo. A gordura vegetal hidrogenada pertence ao grupo das gorduras trans e é o tipo de gordura mais encontrada nos alimentos.

A gordura trans é usada nos alimentos industrializados desde 1950 como uma alternativa à gordura animal, a gordura saturada. E como a gordura trans é de origem vegetal, achava-se que traria menos riscos à saúde. Ledo engano, já se sabe que a gordura trans é bem mais prejudicial à saúde, ou seja a gordura trans faz mal.

A hidrogenação de uma gordura vegetal é feito para que ela se torne sólida, mais propícia para o uso nos alimentos.

Quanto consumir de gordura trans por dia?


O Ministério da Saúde determinou que o aceitável é ingerir até 2g de gordura trans por dia, o que equivale a 4 bolachas de chocolate recheadas. Mas nem sempre é possível medir a quantidade consumida, já que há meios de o fabricante esconderem essa informação. Para fazer essa conta, leia no rótulo se o produto contém 'gordura vegetal hidrogenada', pronto! está aí a gordura trans.

Artigos relacionados...
>> Gordura trans e o leite materno
>> Tudo o que escrevemos sobre gordura.

Quais alimentos contêm gorduras trans?


Bolachas, pipocas de micro-ondas, sorvetes, salgadinhos, chocolates tipo cobertura (aqueles que deixam um gosto rançoso na boca e são muito baratinhos) e margarinas comuns - aquelas que não trazem a informação "sem gordura trans".

Por que gorduras trans fazem mal a saúde?


A gordura trans faz mal a saúde porque aumenta o colesterol ruim (LDL) e diminui o colesterol bom (HDL) em nosso organismo. Assim aumenta-se o risco de AVC (derrame), infarto e arteriosclerosa.
Leia Mais ►

7.3.17

Chocolate amargo previne cáries mesmo?

Propriedade anticariogênica presente no cacau parece evitar mal causado para a saúde bucal.

Que o chocolate é delicioso e possui diversos benefícios para a saúde e bem-estar (sobretudo se for meio amargo ou amargo), todo mundo já sabe. Mas além de todas essas qualidades, ele tem outra propriedade muito importante e curiosa: chocolate amargo é anticariogênico. Isso quer dizer que ele previne o aparecimento de cáries.

Apesar de sua composição conter açúcar (quanto mais amargo menos açúcar), um dos maiores responsáveis pelo desenvolvimento da cárie, o chocolate possui flavonoides benéficos que inibem sua ocorrência.

A substância chamada teobromina, presente em maior quantidade no chocolate com teor de 80% de cacau, elimina o Streptococcus mutans, bactéria encontrada na cavidade oral, que contribui para a cárie dentária.


“A teobromina é responsável pelo sabor amargo presente no chocolate preto e, por ser encontrada em grande quantidade, essa propriedade acaba sendo eficaz na prevenção da cárie bucal”; 

Explica a Dra. Vanderli Marchiori, nutricionista da ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados).

>>Leia também:  A hora certa de comer chocolate.

Outro ponto lembrado pela nutricionista é sobre o consumo do chocolate em conjunto com outros alimentos.

“Para que a teobromina faça algum efeito e elimine a bactéria presente na boca, o chocolate deve ser consumido sozinho, caso contrário, a cárie pode ocorrer”, afirma a nutricionista, que ainda lembra que o chocolate não substitui a escova de dente.

fonte: ABICAB
Leia Mais ►

1.3.17

Suco para TPM

Elaborei esse suco para TPM com o intuito de auxiliar as mulheres (e seus maridos) que sofrem mensalmente com a TPM.

Espero poder ajudar as mulheres e que esse suco sirva de consulta para médicos e nutricionistas no alívio das queixas de tpm de suas pacientes, como inchaço, nervosismo e outros sintomas comuns da TPM.


Suco para TPM
Suco para TPM

Suco Para TPM


Ingredientes

- 3 folhas grandes de agrião  (diurético)
- 1/4 de beterraba (rica em magnésio, regula a serotonina)
- 1 fatia de abacaxi  (estimula a digestão, diurético) (opcional)
- 1 maçã com casca  (Vitamina B6 e folato, que regula a serotonina)
- 1 colher de chá rasa de levedo de cerveja  (tem vitamina B6, para o nervosismo)
- 200 ml de água


Como fazer o suco para TPM


Bata tudo no liquidificador.
Beba o suco para tpm 2 vezes ao dia, 7 dias antes da menstruação, durante a TPM.

Sobre o suco para TPM


Elaborei esse suco para que ele sirva "quase" como um remédio para TPM. Renata Fraia - Farmacêutica.
Leia Mais ►

25.2.17

Como deixar os enlatados mais 'saudáveis'

Não sei se é possível dizer que a expressão 'enlatados saudáveis' é verdadeira, já que muito se diz que enlatados fazem mal a saúde.

Entretanto, todos sabemos que os alimentos enlatados são muito práticos, bastando, na maioria das vezes, abrir a lata e consumir. Mas será que podemos deixar os alimentos saudáveis? Ou menos "insaudáveis" (acabei de inventar essa palavra)?

A resposta é sim. Claro que sim!

alimentos enlatados e a saúde
alimentos enlatados - foto.

É inegável que os alimentos enlatados são muito, mas muito práticos. Basta ter à mão um abridor de latas e... pronto! Pode comer.

Mas a enorme quantidade de sódio presente nos enlatados o deixa quase "impróprio" para o consumo e aí tem-se o dilema: é prático, não é caro, mas não é recomendável. :-( Mas isso pode mudar, ou pelo menos parte disso...

Como deixar os enlatados mais saudáveis





  1. Observe o rótulo e leve para casa o produto que contiver menos sódio,
  2. Ao abrir a lata (ou as modernas caixinhas) escorra toda a água de dentro e NÃO consuma essa água
  3. Encha a lata com água potável e dê uma leve chacoalhada para a água se encorporar aos alimentos - isso serve para ervilhas, milho e seleta de legumes - despreze também essa água
  4. Já há opções de enlatados cozidos no vapor e sem soro, prefira-os
  5. Coma alimentos enlatados menos vezes por semana, nos dias em que tiver mais tempo para cozinhar, prefira alimentos frescos
  6. Acrescente aos alimentos enlatados algumas opções mais saudáveis, como salsinha picada, por exemplo
  7. Nunca frite a carne enlatada, prefira grelhá-la
  8. Lave as salsichas enlatadas tirando o sódio e aquela 'gosma' que fica nela
  9. Prefira o extrato de tomate ao molho pronto
  10. Diminua o consumo de condimentos
  11. Não consuma a água dos picles nem do palmito
  12. Sempre cozinhe os palmitos e os cogumelos enlatados
  13. não compre latas amassadas
  14. não compre produtos conservados em vidro se a tampa estiver enferrujada ou se observar a água turva
  15. Despreze o molho que vem na sardinha em lata
  16. Feijoada em lata? Não tem gosto de nada, mas se for consumir tire aquela 'nata' branca que fica em cima. 
  17. Por último: "use enlatados com moderação"

Para uma leitura complementar, sugerimos o artigo: Sódio nos Alimentos: alimentos que contêm sódio em excesso.
Leia Mais ►

Gordura boa emagrece?

Gordura boa emagrece e abre caminho para novos diagnósticos e tratamentos contra a obesidade.

➼ Nos primeiros meses de vida do homem, a "gordura boa" ou "marrom" tem grande importância, se apresenta em maior quantidade no organismo – sendo responsável pela produção de calor que protege o recém-nascido do frio.

➼ Na fase adulta, há uma diminuição razoável do tecido adiposo, responsável pela termogênese.

O organismo tem dois tipos de gordura a branca e a marrom. A primeira, considerada “gordura ruim”, acumula energia no corpo devido ao excesso de comida e pouca prática de exercícios físicos. Já a marrom, “gordura boa” é importante para a termogênese. A gordura boa emagrece, pois auxilia na queima de calorias, gerando calor corporal para nos aquecer e estimular o emagrecimento, que deve ser sempre monitorado por um nutricionista.

Gordura boa emagrece
Gordura boa emagrece? foto.

Com tratamento natural, a pessoa emagrece com saúde, vai perder gordura ao invés de diminuir água e músculo, e essa condição é chamada de efeito sanfona. Neste processo de emagrecimento é levado em conta a individualidade bioquímica de cada um, otimizando o metabolismo, para alcançar o peso ideal. Precisamos, então, que o corpo, ao invés de diminuir a quantidade de água e músculo, trabalhe para perder a gordura branca.



É importante que se faça um diagnóstico preciso. Atualmente, já existem exames preventivos com capacidade de abranger um maior número de informações. Trata-se de um sistema que gera uma corrente elétrica de baixa intensidade, conseguindo avaliar a saúde de vários órgãos, condições relacionadas com diversas patologias e disfunções, como hipertensão e diabetes, ajudando a nortear condutas diagnósticas e terapêuticas com maior precisão. Além disso, o exame avalia a quantidade de massa gorda, massa livre de gorduras e água no organismo.

Em resumo, o sistema possibilita uma reorientação de estilo de vida com o objetivo de prevenir a instalação ou desenvolvimento de diversas patologias, favorecendo a qualidade de vida do paciente.

Daniela Campi, nutricionista, especializada em emagrecimento e nutrição clínica preventiva, pode ser fonte para detalhar mais esta sugestão de pauta.
Leia Mais ►

24.2.17

Estudo (Harvard) mostra por que NUNCA se deve comer alimentos velhos como carne de animais velhos

Quer viver mais e melhor? Um estudo recente revela por que os alimentos velhos poderiam encurtar a vida útil, inclusive com um dia de vencimento. Vamos entender por quê?

Tal afirmação parece dramática, não? Mas os resultados são alarmantes e os investigadores na universidade de Harvard insistem que têm evidências concretas de que o alimento velho (legumes mofados e os industrializados vencidos) aceleram o envelhecimento das células do nosso corpo. Com relação às carnes, a idade do animal abatido também fez parte do estudo.

A equipe, liderada por Vadim Gladyshev, observou, principalmente, a idade da carne quando foi abatida -- por exemplo, carne de veado de três anos de idade versus carne de veado de 25 anos de idade. Ao longo de sua vida, esse cervo acumula tantos danos que sua carne é muito menos nutritiva do que a dos animais jovens.

Os especialistas sugerem que os danos celulares ao DNA humano (ou da espécie que comer o produto) também ocorrem com os vegetais que são consumidos após muito tempo após a colheita, permitindo que os nutrientes se deteriorem.

NUNCA se deve comer alimentos velhos como carne de animais velhos
batata doce apodrecendo

Como as espécies estudadas reagiram ao comer tais alimentos?


Para o estudo, Gladyshev e colegas examinaram os hábitos alimentares de três organismos diferentes -- levedura, ratos e moscas de fruta -- e como suas células reagiram a diferentes alimentos envelhecidos por um período de anos.

Eles descobriram que aqueles que foram alimentados com 'alimentos mais jovens' -- isto é, produtos frescos -- sofreram muito menos danos celulares.



"Isso nos mostra que essas mudanças relacionadas à idade e que se acumulam são verdadeiramente deletérias", disse Gladyshev. "E isso fornece uma visão fundamental sobre o processo de envelhecimento celular."

Quais foram os resultados do estudo sobre envelhecimento celular e alimentação?


As moscas de fruta com uma dieta com alimentos velhos tiveram uma vida 13% mais curta do que aquelas que comeram alimentos frescos.

Com os camundongos os resultados foram diferentes entre machos e fêmeas. Os ratos fêmeas tiveram uma vida 13% mais curta do que as fêmeas que comeram alimentos mais novos. Já com os machos não houve diferença significativa, ou seja, não importa se o alimento estava vencido ou não, eles não obtiveram diferença no tempo de vida.

Como usar esse dados a favor da manutenção da juventude?


O chefe da pesquisa disse que a próxima questão é: como podemos reestruturar o metabolismo celular para que esse dano se acumule a um ritmo mais lento?

Mas atenção! Ele insiste que o estudo ainda não pode ser aplicado aos seres humanos, uma vez que foi o estudo foi testado apenas em animais. No entanto, isso é algo a ser explorado em pesquisas futuras.

➤ Complemente sua leitura com o artigo: Validade dos alimentos: O que devemos saber

Compartilhe este artigo com seus amigos que não comem bem... mas não querem envelhecer rápido:
Google+ saudecomciencia Facebook saudecomciencia Twitter saudecomciencia Feeds saudecomciencia

Fonte: Daily Mail.
Leia Mais ►

Lanches, receitas saudáveis e leves para o Carnaval

Uma alimentação rica e balanceada, porém leve é o mais indicado para as refeições durante o carnaval, já que o calor é intenso, gasta-se muita energia e perde-se muito líquido. Mas não dá pra repor tudo isso com comidas pesadas, pois folia de carnaval não rima com barriga muito cheia, é passar mal na certa.

Se optar por lanches entre a matinê e as noites de carnaval, ou seja, se for pular 5 dias e 5 noites, o mais fácil de se preparar são os lanches rápidos, porém com receitas saudáveis.

Lanches, receitas saudáveis e leves para o Carnaval
Lanches, receitas saudáveis e leves para o Carnaval

A primeira dica e talvez a mais importante é: fuja de maionese caseira, a maionese feita em casa com ovos crus, é que os ovos podem estar contaminados com a bactéria salmonela.

Vamos aos lanches para o carnaval?


Pães:


  • Prefira o lanche de pão integral ou de pão preto. São mais saudáveis e ricos em fibras.
  • Se for fazer com pão francês, opte pelo coberto com gergelim.
  • Outra boa opção é o pão sírio (pão pita), foto acima.

► Leia também: Receita de Carnaval: Fusilli com vegetais ao pesto de manjericão

Molhos:


  • Maionese industrial industrializada (porque a caseira pode fazer mal, lembra?), maionese de abacate, requeijão light, iogurte natural, coalhada, molho rosè, molho tártaro e outros: Só use se for comer na hora ou se o lanche for ficar na geladeira.
  • Catchup e mostarda: A vontade.

RECHEIOS:


- Verduras e legumes:

lanches para o carnaval
pão sírio - foto: Flickr.
Alface. Utilize folhas inteiras para não pretejar.

Tomate. Se puder retirar as sementes dos tomates, elas não soltarão água;

pepino japonês. Em rodelas, não economize, pois o pepino japonês é altamente nutritivo e refrescante. [veja uma receita de salada de pepino japonês agridoce]

Acelga. Fatias finas. Possui grande quantidade de água, contribui para a hidratação do organismo.

Escarola. Fatiada finamente, altamente resistente ao calor, se for demorar para comer o lanche é excelente opção.

Rúcula e agrião: Também são bem-vindas e refrescantes, mas como são "ardidas" devem ser ligeiramente temperadas antes de irem pro lanche. Se for fazer pra comer mais tarde, não coloque vinagre nem limão para temperar tais verduras.

Cebolas. Deixe 1 minuto em água fervente se não quiser ficar com 'bafo' de cebola.

Cenoura. Cozidas ou raladas, nutritivas, matam a fome e ajudam no bronze.



- Frios e queijos:

  • Prefira peito de peru ou de frango, são sempre mais saudáveis. Frango desfiado é bastante nutritivo e saboroso. Geladeira sempre.
  • Os queijos amarelos são mais resistentes ao calor, porém mais calóricos. O mais saudável é o queijo minas frescal, mas tem que ficar na refrigeração.
  • Ovos: Prefira os ovos cozidos aos fritos, são menos calóricos e mais saudáveis. Enquanto o 1° tem 70 cal, o 2° possui 150 cal/média.


Artigos relacionados:


- Automedicação aumenta no carnaval
- Sucos energéticos, reidratantes e para ressaca
- Lanches saudáveis - dicas de preparo
Leia Mais ►

22.2.17

Semáforo nutricional

Semáforo nutricional é uma comparação que se faz com o que representa cada cor do semáforo: semáforo vermelho: proibido, amarelo atenção e verde: livre.

Logo, os alimentos classificados como semáforo vermelhos devem ser evitados ou consumidos ocasionalmente, os amarelos consumidos moderadamente e os alimentos classificados como semáforo verde podem ser consumidos a vontade.

Semáforo nutricional
mirtilos


Veja uma relação com cada um dos alimentos do semáforo dos alimentos ou semáforo nutricional.

Alimentos Proibidos (semáforo vermelho):


  • Gorduras visíveis - (Manteigas, margarina, natas, chantilly, etc.);
  • Embutidos e queijos amarelos - (Queijo, chouriço, linguiça, toucinho, bacon, mortadela, morcela, etc.);
  • Confeitaria:  (Bolos, pães doces, etc)
  • Salgados/folhados: (rissoles, quiches, coxinha, croquetes, folhados, etc.)
  • Sobremesas doces ricas em gordura - (sorvetes, tortas doces, sobremesas com creme de leite/chantilly, etc.)
  • Bebidas alcoólicas
  • Alimentos preparados com muita gordura (Frituras, refogados, assados, etc.)
  • Fast –Food - (Hambúrgueres, pizza, lasanha, etc.)
  • Ovos fritos

Alimentos de consumo moderado (semáforo amarelo):


  • Gorduras visíveis - (azeite, óleo vegetal)
  • Embutidos - (fiambre, presunto, queijo curado)
  • Carnes gordas - (pele de frango, carnes com muita gordura, carne de porco gorda)
  • Frutos do mar (camarão, lulas, polvos, etc)
  • Frutos oleaginosos (noz, avelã, amendoim, etc.)
  • Frutas em calda
  • Frutas Gordas - (abacate, coco, banana, etc)
  • Refrigerantes
  • Leite e iogurtes integrais
  • Conservas em óleo (atum em óleo vegetal, etc.)
  • Alimentos light (sumos, chocolates, bolachas, etc.)
  • Ovos cozidos

Alimentos de consumo liberado (semáforo verde):


  • Farináceos (Pão, batata, arroz, massa, feijão, grão, ervilhas, milho, etc.)
  • Carnes magras (avestruz, coelho, frango (peito e filé) peru, lombo etc.)
  • Peixes (carapau, pescada, atum, cação, cavala, ovas, etc.)
  • Frutas (Laranja, tangerina, kiwi, morangos, cerejas, mamão, manga, blueberry, maçã, pêra, etc.)
  • Água
  • Embutidos Magros (peito de peru, queijo fresco magro)
  • Leite e iogurtes magros
Leia Mais ►

Alimentos que influenciam o sono

Um estudo recente mostra que o que você come durante o dia também pode fazer você dormir melhor ou pior

Pesquisadores da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, descobriram que, quanto maior a quantidade de fibras e menor a de gordura saturada, maior a duração do sono profundo, conhecido no meio médico e científico como "sono de ondas lentas".

Alimentos que influenciam o sono, positiva_ou negativamente



Os Resultados - que apontam quais alimentos influenciam o sono


Os autores, liderados por Marie-Pierre St-Onge, publicaram o resultado no 'Journal of Clinical Sleep Medicine' mostram que um único dia de exageros pode influenciar - e muito - os parâmetros de sono. O trabalho também mostrou que o excesso de açúcar provoca mais despertares ao longo da noite.

► Leia também: Dormir emagrece mesmo?

Como foi o estudo que mostra quais alimentos influenciam o sono


Os resultados foram obtidos após um experimento que contou com 26 adultos (13 homens e 13 mulheres) com peso normal e idade média de 35 anos. Eles passaram cinco noites no laboratório, com o sono monitorado, sendo que, na metade dos dias, eles seguiram uma dieta montada por nutricionistas, e na outra, comeram à vontade e depois informaram o cardápio consumido.

Os alimentos que influenciam seu sono
Os alimentos que influenciam seu sono

► Leia também: O que é gordura trans?

Nos dias em que os participantes seguiam a dieta controlada, que era mais pobre em gordura e mais rica em fibras, eles também levaram menos tempo para pegar no sono à noite – cerca de 17 minutos, contra 29 minutos registrados nos dias em que comiam o que queriam.




COMENTÁRIO SAÚDE COM CIÊNCIA

Eu, Renata, farmacêutica do site posso afirmar que, por experiência própria, sinto mais sono quando consumo carboidratos, então, às vezes uso esta "técnica" quando tenho insônia ou demoro um pouco pra dormir. Entretanto, após ler e publicar o estudo que mostra quais os alimentos influenciam o sono, vou rever meus conceitos, afinal, de que adianta dormir logo, mas não dormir bem? Vou passar a comer carboidrato para dar sono sim, mas em pouquíssima quantidade, como um copo de leite, por exemplo, ou um chá adoçado com 2 colheres de chá de açúcar mascavo no frio e um suco de maracujá adoçado com o mesmo açúcar antes de dormir... e só! ;-)

► Leia também: Jeito de dormir pode revelar a personalidade das pessoas
► Leia também: Dormir 8 horas por dia diminui 80% o risco de morrer do coração

Fonte: stonehearthnewsletters
Leia Mais ►

15.2.17

Por que a vitamina C aumenta imunidade?

Sabia que os alimentos saudáveis potencializam imunidade no verão? Se sim, sabe como isso acontece? Continue lendo...

Quem pensa que gripes, resfriados e outros problemas decorrentes da baixa imunidade só acontecem nas estações mais frias do ano está enganado. No verão, a associação de calor, umidade e uso excessivo de ventiladores e ares-condicionados nos deixa mais vulneráveis e exige cuidados especiais com a saúde.

vitamina C aumenta imunidade

Nesse período, alguns alimentos podem, por meio de suas propriedades, ser grandes aliados para aumentar as defesas do organismo. Entre os nutrientes que protegem o nosso corpo, destaca-se a vitamina C. Ela amplia a produção de glóbulos brancos e anticorpos e também tem ação antioxidante, que previne o desenvolvimento de doenças como o câncer e processos degenerativos associados à idade.

A vitamina está presente em frutas facilmente encontradas, laranja, acerola, limão, caju, goiaba e manga, além de vegetais como o tomate e o pimentão. Pensando em oferecer os benefícios das três em um só produto, a Juxx, especialista em produção de sucos funcionais, oferece a bebida X-mune Junxx. A fórmula é exclusiva e, acrescida de cenoura, abóbora e gengibre, traz uma opção saudável e de sabor inigualável às prateleiras.

Sem adição de açúcar e adoçante, a composição também dispensa corantes, aromatizantes artificiais e conservadores. “A ideia do X-mune é, assim como a dos demais produtos da nossa marca, oferecer mais do que um suco convencional”, conta o fundador e diretor executivo da Juxx, Edson Mazeto. “O sucesso da empresa está em conciliar sabor e valores nutricionais excelentes no conteúdo de cada embalagem”.

Complemente sua leitura: Vitaminas C, quanto tempo ela permanece nos sucos.

Leia Mais ►

2.2.17

Rótulos de alimentos industrializados com LACTOSE


Os rótulos de alimentos industrializados com lactose ganham novas regras.

Novas regras para rótulos de alimentos industrializados com lactose


A nova rotulagem de lactose garante informação ao consumidor. A declaração da presença de lactose (o açúcar do leite) será obrigatória nos alimentos com mais de 100 miligramas (mg) de lactose para cada 100 gramas ou mililitros do produto. Ou seja, qualquer alimento que contenha lactose em quantidade acima de 0,1% deverá trazer a expressão “Contém Lactose” em seu rótulo.

Rótulos de alimentos com LACTOSE
Rótulos de alimentos com LACTOSE

Este limite foi baseado na experiência de outros países que já adotam esta regulação há bastante tempo, como Alemanha e Hungria e tem se mostrado seguro para as pessoas com intolerância à lactose. A Anvisa ainda considerou a existência de laboratórios de controle de qualidade que possuam capacidade de identificar a lactose em tais níveis.

Leia também >> Perigos do leite de vaca

Os fabricantes de alimentos industrializados com lactose poderão também empregar a expressão “baixo teor de lactose” nos casos em que a quantidade de lactose for reduzida para valores entre 100 mg e 1 g por 100 g ou mililitros do alimento pronto conforme instruções do fabricante.

Com a instituição dessas regras, o mercado brasileiro de alimentos terá três tipos de rotulagem para a lactose: “zero lactose“ ou “baixo teor”, para os produtos cujo teor de lactose tenha sido reduzido e “contém lactose”, nos demais alimentos com presença desse açúcar.



Rótulos com "contém lactose" serão adequados até 2019


Em até 24 meses [um prazo muuuito longo, não?] todos os alimentos disponíveis no mercado deverão atender a nova regra. Este prazo foi definido com base no tempo que a indústria e seus fornecedores precisam para adequação e também para esgotarem os estoques atualmente existentes.

Leia também >> Leite hidrata mais que água após os 50 anos 

Apenas os estabelecimentos que preparam os alimentos, sejam eles sem embalagens ou embalados no próprio ponto de venda a pedido do consumidor, não estão obrigados a informarem sobre o conteúdo de lactose.

A norma foi aprovada nesta terça-feira (31/1) pela Anvisa e deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. A regulamentação é decorrente da Lei 13.305 de 2016, que tornou obrigatória a informação da presença de lactose nos rótulos de alimentos.

Como ficará o rótulo dos alimentos com lactose?


Rótulos de alimentos com LACTOSE


Leia Mais ►

"Bolo Vitamina": em vez de beber, coma uma vitamina!

Sabe aquela combinação clássica da vitamina? Banana + maçã + mamão e tudo batido com leite? Que tal transformá-los em um bolo? E se o chamarmos de "Bolo Vitamina"?

Foi assim que ontem, então, eu com minha criatividade sem fim, resolvi transformar a gostosa e saudável bebida chamada vitamina em bolo. E pra ficar ainda mais saudável juntei à "fórmula" do bolo, aveia e cenoura, que também rendem vitaminas deliciosas! Confira a receita do Bolo Vitamina:

"Bolo Vitamina": em vez de beber, coma uma vitamina!
Bolo vitamina. foto: Renata Fraia © Saúde com Ciência

BOLO VITAMINA - receita passo a passo


Ingredientes
  • 3 ovos
  • 2 bananas nanicas em rodelas grandes
  • 1 maçã média com casca picada grosseiramente
  • 1/3 de xícara de mamão picado
  • 1/4 de xícara de cenoura picada 
  • 3/4 de xícara de óleo vegetal (soja, coco, canola, milho...)
  • 1 e 1/4 de xícara de chá de leite desnatado
  • 1/2 xícara de açúcar orgânico (é mais saudável, mas pode usar o açúcar branco refinado)*
  • 1 xícara de aveia com flocos de qualquer tamanho
  • 1/4 de xícara de amido de milho
  • 1/2 xícara de farinha de trigo ou de arroz (para quem não pode comer glúten)
  • 1 colher de sopa de fermento em pó




*Não precisa colocar mais açúcar do que isso, pois as frutas já são doces e contêm o açúcar frutose.

Leia também: Bolo de Chocolate emagrece se consumido de manhã e moderadamente.

Como fazer o bolo vitamina


"Bolo Vitamina":  receita de Renata Fraia; em vez de beber, coma uma vitamina!
Bolo Vitamina. foto: Renata Fraia © /Saúde com Ciência e OQueComerHoje?

  • Bata os ovos, as frutas, a cenoura (ver receita de bolo de cenoura) e o óleo no liquidificador por 1 minuto
  • Acrescente o leite, o açúcar e a aveia e bata até misturar bem (nesse momento você sentirá aquele cheiro delicioso de vitamina de banana, mamão e maçã)
  • Acrescente o amido e mexa com uma colher
  • Acrescente a farinha e mexa novamente, se precisar, ligue o liquidificador em velocidade baixa, apenas para misturar levemente
  • Acrescente o fermento e mexa com a colher
  • Despeje em uma forma redonda (sem furo no meio), untada e enfarinhada
  • Asse em forno preaquecido a 180°C por cerca de 40 minutos (coloque o bolo na grelha do meio)
  • Espere 10 minutos para desenformar
  • Desenforme e polvilhe açúcar por cima, leve novamente ao forno - que estará desligado, porém quente - apenas para que o açúcar derreta levemente.

Desenvolvimento da receita do Bolo Vitamina: Renata Fraia - Farmacêutica do Saúde com Ciência.
Leia Mais ►

30.1.17

Batata frita mais saudável que cozida? Só se...


Batata frita mais saudável que cozida? Como isso é possível? Acompanhe e entenda...

Um estudo da Universidade de Granada, Espanha, descobriu que as batatas fritas são mais benéficas à saúde, mas com uma condição: serem frescas e preparadas em um tipo de azeite específico.

Ao estudarem detalhadamente a dieta Mediterrânea como coadjuvante no tratamento de doenças degenerativas, os pesquisadores descobriram que as batatas -- quando fritas e não cozidas -- poderiam ter maior concentração dos antioxidantes chamados de fenóis.

Batata frita saudável azeite
batata frita em azeite

Qualquer azeite deixa a batata frita saudável?


Não, e isso deve ser muito bem frisado. As batatas fritas são benéficas se forem fritas em azeite extra-virgem, o tipo mais nobre dos azeite, e quando estão frescas. Ou seja, aquelas batatas congeladas compradas no mercado não se encaixam na categoria “saudável“ -- principalmente as pré-fritas e que mostram no rótulo a informação: "gorduras trans". Estas são sempre prejudiciais e DEVEM ser evitadas.

Por que a batata frita em azeite é mais saudável que a batata cozida?


O azeite extra-virgem é rico em fenóis (oleuropeína, aglicona-ligstroside, hidroxitirosol e tirosol)*  e quando as batatas são fritas neste meio, os compostos fenólicos são transferidos do azeite para as batatas. Os pesquisadores também testaram outras formas de preparo: batatas cozidas em água e batatas cozidas em água e azeite.

* Os antioxidantes fenóis agem no organismo protegendo-o do aparecimento de doenças cardiovasculares e do câncer. Os fenóis estão presentes em outras fontes, mas são melhores absorvidos os contidos no azeite extra-virgem.

Ambos os processos não mudam muito a concentração de antioxidantes no alimento depois de preparado, ao contrário da fritura. Cozinhar o alimento só foi recomendado pelos especialistas se os vegetais forem consumidos junto com a água do preparo.

“Nós podemos concluir que fritar em azeite extra-virgem foi a técnica com maior aumento associado de fenóis e pode, portanto, ser considerado uma melhora no processo de preparo, embora também tenha aumentado as calorias do alimento, pela quantidade de azeite absorvido”, explica Cristina Samaniego Sánchez, uma das autoras do trabalho, em uma publicação no site da Universidade.



Isso acontece na fritura de outros vegetais?


Ao que tudo indica, sim. Além das batatas, os pesquisadores também analisaram o mesmo processo com outros três vegetais: abóbora, berinjela e tomate, obtendo os mesmos resultados.

Observação do Saúde com Ciência:


A pesquisa não falou em qual temperatura máxima o azeite de oliva em fritura deve estar para deixar a batata frita mais saudável. E eu PRECISO salientar que em temperaturas muito altas (acima de 180 graus e por longo tempo), as propriedades do azeite podem ser perdidas.

A boa notícia é que é possível fritar batatas em azeite a uma temperatura de 150 graus (antes do ponto de fumaça), vide imagem abaixo [fiz o teste com termômetro culinário]. (Renata Fraia)

Batata frita saudável azeite
Teste com azeite aquecido a 150 graus / azeite não perdeu as propriedades

Análise de concentração de compostos fenólicos em folhas de oliveira e no azeite


Batata frita saudável com azeite

Batata frita saudável com azeite

➤Leia também um artigo complementar: Como manter propriedades do azeite de oliva.

Fontes: Viver Bem / Azeite.com.br / Alim. Nutr.

Bibliografia:

Maud N. Vissers, Peter L. Zock, Annet J. C. Roodenburg, Rianne Leenen and Martijn B. Katan. Olive Oil Phenols Are Absorbed in Humans. J. Nutr. 132:409-417, 2002.

Leia Mais ►

27.1.17

9 Dicas para comer açúcar de forma saudável


Bom senso é a palavra-chave quando se pensa em açúcar dentro de uma rotina alimentar saudável. Veja dicas para comer açúcar sem exageros.

9 Dicas para comer açúcar de forma saudável e equilibrada



1. Coma devagar


O sabor é sentido apenas na boca, então, não há vantagem em comer rápido. Além disso, o indivíduo acaba comendo mais quando come rápido e não aproveita o gosto e sensação proporcionados pelo alimento. É importante dar tempo para o corpo entender a quantidade de comida que está sendo ingerida e saiba pedir o quanto é realmente necessário.

2. Prefira ter uma alimentação aliada às atividades físicas


O corpo usa as calorias vindas de todos os alimentos para a manutenção do seu metabolismo. Quando excede, ele armazena. Caminhar, usar as escadas em vez do elevador, descer um ponto antes do ônibus, estacionar o carro um pouco mais longe, entrar no mar, dançar, andar de bicicleta - são todas formas de gastar energia.

➤ Açúcar atrapalha o colágeno, por Bom Dia Brasil

3. Escolha quando comer açúcar 


Em produtos como pão, bolo, sucos, iogurtes, mostarda, molho de tomate, etc, às vezes, sem perceber estamos comendo o açúcar. Dessa forma, experimente o suco, o café e a fruta antes de adoçar. Deixe o açúcar para os extras. Assim, sobra mais espaço para consumir o açúcar que escolhemos comer.

4. Em buffets de sobremesas 


Escolha qual quer comer e experimente um pouquinho para ver se vale mesmo a pena. Quantas vezes comemos e achamos que nem estava tão bom?

5. Prefira comprar avulsos 


Dê preferência a comprar doces por unidade e não necessariamente uma caixa inteira, pois evita o estímulo ao consumo exagerado. Muitas vezes, uma boa saída é dividir a sobremesa com alguém.




6. Preste atenção nos alimentos 


Estar atento na composição do que se ingere (não calorias, mas os ingredientes que vão naquele prato ou produto). Lembre-se que vários alimentos " viram" açúcar quando são absorvidos pelo intestino (pães, arroz, massas, batata, mandioca, banana, beterraba, etc). A dica é consumir com moderação e preferir as formas integrais.

Praticantes de atividades físicas comem açúcar e estão em forma

7. Cozinhe em casa 


Você não precisa saber fazer muita coisa, mas pode arriscar. Uma omelete pode ser um jantar melhor do que uma lasanha congelada. Juntar alguns vegetais coloridos pode dar uma salada deliciosa. Experimente!

8. Experimente coisas novas


Uma alimentação diversificada é essencial! Cada alimento possui propriedades, vitaminas e benefícios diferentes que podem e devem ser explorados.

9. Saiba que no dia seguinte pode comer de novo


No final, se consumido com sensatez e equilíbrio, não há motivo para não consumir o que gosta.

Este artigo foi elaborado em conjunto com a nutricionista Marcia Daskal, do projeto Doce Equilíbrio

O artigo a seguir complementa sua leitura: Consumir carboidratos 'bons' emagrece.
Leia Mais ►

Assine nossa newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner