Johnson indenizará mulheres afetadas por amianto em talco

Câncer atribuído a talco obriga Johnson & Johnson a pagar R$ 18 bilhões em indenização a mulheres

A Johnson & Johnson foi condenada a indenizar 22 mulheres com o equivalente a cerca de 18,3 bilhões de reais que alegam ter desenvolvido câncer de ovário ao usar talcos produzidos pela multinacional.

Do total de mulheres que foram à Justiça em busca de indenização, seis morreram de câncer no ovário. Seus advogados alegam que a multinacional farmacêutica sabia que o talco estava contaminado com amianto desde os anos 1970, mas falhou em alertar os consumidores.


Relação entre Talco e Amianto


O talco é um mineral que, às vezes, pode ser encontrado no solo próximo ao amianto.

O que diz a Johnson & Johnson sobre o talco com amianto?


Em sua defesa, a J&J nega que seus produtos contivessem amianto e insiste que o talco não causa câncer. A empresa acrescentou que vários estudos mostraram que seu talco é seguro e disse que o veredito foi produto de um "processo fundamentalmente injusto".

O FDA, agência dos EUA que controla a produção medicamentos e alimentos, solicitou um estudo com diferentes amostras de talco entre 2009 e 2010. Entre estes talcos estava os da J&J, mas não foi encontrado amianto nessas amostras.

No entanto, o advogado de acusação disse na corte que tanto a FDA quanto a J&J usaram métodos de teste falhos. [será que o FDA se prestaria a isso???]

Fonte: BBC

Comentários