Cebola faz bem à saúde. Saiba por quê!

Quando pensamos em cebola, em geral, pensamos nela como um ingrediente para dar sabor aos pratos, mas quase nunca a vemos como um alimentos que pode ser, até destaque dos pratos.

Mas depois de ler este artigo você pensará diferente. É que a cebola faz bem à saúde, aliás, muito bem. Mas por que cebola faz tão bem? O culpada (culpa do bem) é uma substância chamada quercetina, um antioxidante do tipo polifenol.

A quercetina é encontrada em alguns vegetais, e a cebola é um dos mais ricos nesse antioxidante, contendo entre 284 a 486 mg/kg. (E se você estiver pensando: mas não como um quilo de cebola, vamos esmiuçar esse valor em termos reais). Vamos lá! Fazendo uma regra de três simples, digamos que você coma 1 cebola com peso de 150 g (foto abaixo), você estará consumindo — fazendo a média dos valores encontrados na cebola — 38,5 mg do antioxidante quercetina.

Cebola faz bem à saúde. Saiba por quê!

Vale lembrar que cebolas orgânicas e aquelas que têm grande quantidade de casca na hora da compra e, principalmente, as cebolas roxas, contêm maior quantidade de quercetina.

Como consumir a cebola para aproveitar a quercetina?


Ao usar a cebola para refogar arroz, feijão e legumes já é um ótimo começo, mas você pode consumi-la de outras formas também, para obter o máximo do antioxidante. As sugestões são: bife acebolado, salada com muita cebola, cebola bela ciao (criação do meu irmão e que pode ser vista em meu blog de receitas), cebola com shoyu no micro-ondas (criação minha e que também está lá), cebola recheada (fica linda!), conserva de cebolas, meias pétalas de cebola recheadas com homus ou coalhada, etc. 

E nem preciso mencionar que se esses pratos forem feitos com cebola roxa, a quercetina estará em maior quantidade.

Quais os benefícios da cebola para a saúde?


Agora você deve estar se perguntando: mas cebola faz bem pra que, afinal? Confira e... pasme!




Asma, bronquite e todos os males do pulmão


Um estudo apontou que a quercetina é potente antiasmático antiasmática, possuindo propriedades broncodilatadora e moduladora da imunidade, representando uma candidata a fármacos para compor arsenais terapêuticos da asma.

Câncer


Com relação ao câncer, a atividade da quercetina, descobriu-se em uma pesquisa com 10.000 indivíduos, que os níveis elevados desses flavonoides podem reduzir o risco de desenvolver a doença em até 50% — um valor bastante expressivo. A quercetina forma uma verdadeira blindagem celular protegendo o DNA da mutação celular, o que poderia explicar seu efeito anticancerígeno.

Doenças cardiovasculares


A quercetina atua nos vasos sanguíneos e no coração através da diminuição de colesterol e de triglicerídeos.

Diabetes


Em um estudo com ratos, a quercetina mostrou atividade hipoglicemiante em ratos diabéticos e estimulou a captação da glicose. No entanto, este flavonoide não influenciou a captação de glicose estimulada por insulina. Estes resultados sugerem que a quercetina, provavelmente, atua por mecanismos distintos aos da insulina para a manutenção dos níveis sanguíneos e intracelulares da glicose.

Nefropatia diabética


Foi estudado o efeito da quercetina sobre a nefropatia diabética. O tratamento com quercetina levou a redução da glicemia das taxas de triglicerídeos e creatinina plasmática. Houve uma melhora na função renal com um aumento no clearance de creatinina e diminuição da proteinúria.

Os resultados histológicos mostraram uma diminuição na deposição de matriz extracelular glomerular e uma redução na área do tufo glomerular nos grupos diabéticos. As espécies reativas de oxigênio desempenham um papel fundamental na patofisiologia do processo de dano renal no diabetes, com isso a atividade antioxidante da quercetina auxilia na proteção dos rins aos danos oxidativos. O tratamento com quercetina demonstrou um efeito hipoglicemiante e um papel protetor renal contra os danos provocados pelo diabetes.





Quais outros alimentos contêm a quercetina?

Além da cebola que contém 284 a 486 mg/kg., outros alimentos ricos em quercetina são:
  • alcaparras (180 mg/kg), 
  • couve (100 mg/kg), 
  • pimentão amarelo (50 a 63 mg/kg), 
  • maçã com casca (21 a 72 mg/ kg),
  • vagem (32 a 45 mg/ kg). 

Em menor quantidade:
  • brócolis (30 mg/ kg)
  • chá preto chá preto (10-25 mg/l).

E então, gostou de saber por que a cebola faz bem à saúde? Então continue por aqui e leia também: Como fortalecer a imunidade do corpo? 

Fontes: NIJVELDT, et al., 2001 e Hertog et al. [file:///C:/Users/User/Downloads/Flavonoide_quercetina_aspectos_gerais_e_acoes_biol.pdf]
https://www.saudecomciencia.com/2015/12/flor-de-hibisco-para-que-serve.html
http://repositorio.ufes.br/handle/10/5174
https://www.saudecomciencia.com/2015/12/flor-de-hibisco-para-que-serve.html
https://www.saudecomciencia.com/2011/08/vinho-tinto-protege-contra-raios-uv.html

Comentários

Leia também!

Soro caseiro: receita copo 200ml (e para 1 litro)

Açúcar Demerara - Benefícios

Antibiograma o que é e para que serve esse exame

Batata frita, calorias, gorduras e carboidratos desta 'bomba' calórica

Casca de Jabuticaba para que serve?