Postagens

Mostrando postagens com o rótulo ácido fólico folato

Ácido fólico previne Alzheimer

Uma alimentação rica em ácido fólico reduz o risco da doença de Alzheimer de acordo com um  estudo publicado no Jornal da Associação de Alzheimer.


Adultos que consomem pelo menos a recomendação dietética de 400 microgramas de ácido fólico por dia reduz em mais de 50% o risco da doença de Alzheimer. 



O ácido fólico, uma forma sintética de folato, que é uma vitamina do complexo B (vitamina B9) é necessário para a síntese de várias substâncias no sistema nervoso como: neurotransmissores, mielina e fosfatidilcolina. 

Os alimentos (fontes de) ricos em ácido fólico são: 
folhas verdes escuras (brócolis e espinafre, principalmente), broto de feijão (moyashi)cogumelos,frutas cítricas, grãos integrais, gema de ovo,ervilhas, banana, feijõesAlimentos enriquecidos com o ácido fólico.Os níveis adequados de ingestão de ácido fólico reduzem também a homocisteína. A homocisteína elevada acontece quando uma pessoa está deficiente de ácido fólico ou vitamina B12, e é um fator de risco para ataques cardíaco…

Excesso ácido fólico e o câncer

Imagem
Grãos e cereais têm sido fortificados com ácido fólico desde 1998 nos Estados Unidos, como parte de um esforço para reduzir a incidência de defeitos de nascença no tubo neural em bebês. 

Porém, um novo estudo levantou preocupações de segurança, relacionando grandes doses desta vitamina do complexo B a altas taxas de câncer, especialmente de pulmão.



O estudo foi conduzido na Noruega, onde os alimentos não são fortificados com ácido fólico (vitamina B9), tornando possível comparar resultados entre pacientes tratados com suplementos e um grupo que recebeu placebos.

Pesquisadores acompanharam 6.261 pacientes com doença cardíaca isquêmica, que haviam participado de dois experimentos clínicos aleatórios montados para avaliar se o tratamento de redução de homocisteína com ácido fólico e vitamina B12 reduzia a chance de doenças cardíacas. Os experimentos começaram em 1998 e terminaram em 2004 e 2005.


O estudo mais recente, publicado na edição de 18 de novembro no Journal of the Am…