Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Parkinson

Carbidopa contra câncer. Medicamento para Parkinson é nova arma contra o câncer

Imagem
Droga para Mal de Parkinson apresenta efeitos contra o câncer Um grupo de cientistas percebeu que... e leia pausadamente ... vários pacientes com mal de Parkinson apresentam baixa incidência de certos tipos de câncer . Pesquisando a fundo, eles descobriram que a responsável era uma droga usada para tratar a doença, a carbidopa . A partir daí fica fácil imaginar que um estudo foi feito a respeito. E ele mostrou que a carbidopa, uma apresenta consideráveis efeitos anticâncer, por ser ativador do receptor de hidrocarboneto de arilo . fórmula estrutural da carbidopa O estudo foi publicado nesta sexta-feira, 29, na revista científica " Biochemical Journal " e liderado por cientistas do Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Tecnologia do Texas (Estados Unidos). Segundo a autora principal do estudo, Yangzom Bhutia, a descoberta pode abrir caminho para que a carbidopa seja proposta também como um medicamento contra o câncer . A boa notícia sobre a carbidopa c

Medicamento para asma pode evitar o Parkinson

Imagem
Pessoas que usam o medicamento um medicamento para tratar a asma, têm meno riscos de desenvolver o Mal de Parkinson . Na doença de Parkinson , as gotas da proteína α-sinucleína se acumulam em certas células cerebrais e podem matá-las. Os cientistas tentam fabricar drogas (fármacos) que aceleram a eliminação da proteína ou impedem que ela se aglomerasse. O neurologista e genômico Clemens Scherzer da Harvard Medical School em Boston e colegas decidiram tentar uma estratégia diferente. "Queríamos encontrar uma droga que poderia reduzir a produção de α-sinucleína", diz ele. Remédio para asma evita o Parkinson Eles descobriram que o salbutamol - uma substância medicamentosa encontrada em remédios para asma que favorece a respiração - pode ter um efeito benéfico que protege contra a doença de Parkinson. As pessoas que inalaram as doses mais elevadas de salbutamol apresentaram cerca de metade da probabilidade de desenvolver a condição neurológica devastadora, como

Células-tronco IPs aliviam sintomas de Parkinson, em ensaios

Imagem
Mais uma promessa no tratamento (controle da doença) Mal de Parkinson Pesquisadores japoneses relatam resultados promissores de uma terapia experimental para o Mal de Parkinson que envolve a implantação de neurônios feitos a partir de células-tronco "reprogramadas" no cérebro. Um ensaio realizado em macacos com mostrou que o tratamento que aparentemente é bastante seguro melhorou os sintomas, segundo um relatório publicado ontem (30 de agosto) na Nature*. foto: Our Parkinson's Place A descoberta chave do estudo - que as células-tronco implantadas sobreviveram no cérebro por pelo menos dois anos sem causar efeitos nocivos ao corpo - fornece um grande impulso para as esperanças dos pesquisadores em testar tratamentos com células-tronco para Parkinson em humanos, dizem os cientistas. Jun Takahashi, cientista de células-tronco da Universidade de Kyoto no Japão, que liderou o estudo, diz que sua equipe planeja começar, em breve, a transplantar neurônios feitos de c

Doxiciclina para Parkinson: Antibiótico para espinhas graves pode tratar a doença, diz estudo

Imagem
Cientistas descobrem por engano que antibiótico antigo, pode tratar Parkinson Uma descoberta que pode revolucionar o tratamento do Mal de Parkinson está a caminho. Na verdade, seria uma redescoberta, já que o medicamento já existe. Trata-se de um antibiótico para tratar espinhas graves. É isso mesmo, usar a doxiciclina para parkinson , poderá ser uma realidade em menos de 10 anos. doxiciclina: nova processa para tratar Parkinson Por quê? Porque a descoberta envolve um medicamento antimicrobiano que já é usado, ou seja, a etapa dos "testes em humanos" -- mais especificamente os testes de toxicidade -- não será necessária. Como se deu a descoberta para o uso da doxiciclina para Parkinson? Os cientistas estavam tentando induzir a doença (Mal de Parkinson) em ratos e segundo os cientistas: “Para nossa surpresa, dos 40 animais que receberam a 6-OHDA (droga para provocar a doença), apenas 2 desenvolveram sintomas de parkinsonismo, enquanto os restantes permaneceram sa

Jejum pode prevenir Parkinson e Alzheimer e beneficiar diabéticos

Segundo estudos realizados pelo National Institute on Aging, o jejum pode prevenir Parkinson e Alzheimer , ou seja, fazer jejum por um ou dois dias por semana pode proteger o cérebro contra doenças degenerativas como mal de Parkinson ou de Alzheimer. “Reduzir o consumo de calorias pode ajudar o cérebro, mas isso não será o bastante para oferecer uma proteção adequada,” disse Mark Mattson, líder do laboratório de neurociências do Instituto, durante o encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Vancouver. E acrescenta: “É melhor o jejum completo por um dia ou dois dias por semana e comer tudo o que quiser nos outros cinco dias [cuidado com o 'tudo que quiser']. Do ponto de visto psicológico, descobrimos que esse é o melhor sistema. "Se você sabe que pode comer o que quiser e o tanto que quiser durante cinco dias, será mais fácil ficar sem comer por um ou dois dias,” completou Mattson. Mas, cuidado, esse não é um jejum extrito A simples red

Remédios para mal de Parkinson prejudicam funcionamento do cérebro...

...Mas os pacientes executam tarefas simples melhor do que pessoas saudáveis Remédios contra o mal de Parkinson, usados para tratar os danos na função motora dos pacientes, afetam também a parte cognitiva do cérebro. Essa é a conclusão de uma pesquisa realizada por pesquisadores da Universidade de Queen’s, no Canadá. Segundo Douglas Munoz, da Universidade de Queen’s (Canadá) e um dos autores do estudo, o objetivo da pesquisa é identificar a influência do mal de Parkinson na parte cognitiva do cérebro. Essa região é responsável por questões como memória, aprendizado, conhecimento, dentre outras. - Geralmente nós pensamos que o mal de Parkinson é uma doença da função motora. Mas o problema é que o mesmo circuito pode afetar funções cognitivas, como o planejamento e a tomada de decisão. Os pesquisadores canadenses descobriram ainda que os pacientes respondem melhor a tarefas automáticas simples do que as pessoas que não têm a doença. Apesar disso, as pessoas com mal de Parkinson

Mal de Parkinson - Alimentação ideal

Imagem
Alimentação no Mal de Parkinson Na doença de Parkinson, a importância de uma alimentação correta é fundamental para a manutenção do bem-estar e da saúde geral do paciente. Com um regime alimentar adequado, obtem-se mais energia, a medicação poderá ter ação mais efetiva e a qualidade de vida poderá ser muito melhor. Recomendações para prevenção da obstipação intestinal no Mal de Parkinson A obstipação intestinal (intestino preso) ocorre freqüentemente na doença de Parkinson por duas razões principais: 1 - Efeito de certas medicações usadas no tratamento que diminuem os movimentos peristálticos do intestino 2 - Degeneração dos nervos do trato gastrintestinal como parte do processo degenerativo da doença de Parkinson Mamão benéfico no mal de parkinson As fibras são consideradas benéficas para a saúde do intestino pois regularizam os movimentos peristálticos, aumentam o volume das fezes e evitam várias doenças intestinais como a obstipação, diverticulose, câncer, hiperprotein

Parkinson - novo tratamento descoberto por brasileiro

Mal de Parkinson, neurocientista brasileiro fez novos tratamentos para tratar o mal de Parkinson. Aqui você vai ler sobre essa novidade e sobre os tratamentos e medicamentos tradicionais, levodopa, carbidopa e entacapona para tratar o mal de Parkinson . Parkinson - novo tratamento descoberto por brasileiro A revista científica Science publicou na capa, nesta semana, o resultado de uma pesquisa comandada por um brasileiro, nos Estados Unidos. O estudo ganhou destaque porque, com ratos, chegou a resultados positivos no tratamento de uma doença que atinge milhões de pessoas no mundo inteiro. O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis encontrou um caminho alternativo na medicina para tratar o mal de Parkinson . A doença destrói células nervosas produtoras de dopamina , um neurotransmissor essencial para o controle motor do corpo. O tratamento usado hoje para reduzir os sintomas é uma cirurgia no núcleo do cérebro, considerada de altíssimo risco: um sangramento pode ser fatal.

Tesofensina: Parkinson e Alzheimer e agora...

Tesofensina : Uma substância desenvolvida originalmente para tratar dos males de Parkinson e Alzheimer - tesofensina (tesofensine) - (fármaco pertencente à classe de inibidores seletivos da recaptação da serotonina e da noradrenalina) - revelou-se, em testes preliminares, mais eficaz no combate à obesidade do que medicamentos disponíveis atualmente. Testes liderados por uma equipe da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, e divulgados em artigo na revista The Lancet , revelaram que pacientes em dietas alimentares que recebiam as doses mais altas perderam até 12,8 quilos em seis meses. Artigos relacionados Tesofensina - já existe nome comercial? Sibutramina Isto representa o dobro do obtido quando ingeridas drogas como sibutramina (Meridia ou Reductil) e rimonabante. Sem intenção: A tesofensina chamou a atenção dos pesquisadores da obesidade quando foi observado que pacientes obesos com males de Parkinson ou Alzheimer tinham perdido peso sem a intenção de fazê-lo.