Postagens

Mostrando postagens com o rótulo biotecnologia

Roche Farma - ASTRo | Inscrições abertas: programa de aceleração de grupos de pesquisa com foco em saúde

Imagem
Roche Farma Brasil abre inscrições para segunda edição do ASTRo

Em sinergia com a estratégia de inovação, a Roche, farmacêutica líder global em biotecnologia, em parceria com a Biominas Brasil, que oferece soluções para todos os tipos de negócios em ciências da vida, lança a segunda edição do seu programa de aceleração de grupos de pesquisa brasileiros com foco em saúde, o ASTRo (Applied Science Trail Roche).

O objetivo é aproximar pesquisadores acadêmicos do mundo corporativo, por meio de uma série de projetos de capacitação que tornarão viável a comercialização das tecnologias desenvolvidas.

ASTRo - Roche Farma Brasil: Como funciona Durante o programa, o grupo de pesquisa irá elaborar o plano de comercialização da sua tecnologia/pesquisa com o apoio de consultores. Após a identificação de mercados potenciais, a equipe de pesquisadores terá oportunidade de interagir com possíveis parceiros e validar a sua estratégia.

O programa contempla, ainda, o desenho de proposta de valor, defini…

Biotecnologia: Medicamento brasileiro com base biotecnológica

Acordo de R$ 1,25 bilhão transfere tecnologia entre multinacional americana e laboratório do Ministério da Saúde. Economia para o país será de R$ 70 milhões.
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta terça-feira (28), um acordo de R$ 1,25 bilhão para a transferência de tecnologia em biotecnologia entre a multinacional americana Pfizer, a israelense Protalix e o Ministério da Saúde, por meio do laboratório público Biomanguinhos. Em cinco anos, o medicamento para o tratamento da doença de Gaucher, taliglucerase alfa, passará a ser produzido pelo laboratório brasileiro. O valor representa o total de compras para o tratamento dos pacientes atendidos pelo SUS (R$ 250 milhões por ano). O acordo, portanto, garante a aquisição do produto, a transferência de tecnologia e deve gerar uma economia de R$ 70 milhões aos cofres públicos no período. A Pfizer detém os direitos comerciais do produto em todo o mundo, exceto em Israel.


Temporão está nos Estados Unidos, onde comanda uma m…