Postagens

Mostrando postagens com o rótulo cerveja

Beer Yoga: Ioga com cerveja é atividade esportiva

Imagem
Ioga com cerveja, uma nova modalidade de atividade física

Depois de ganhar os hipsters de Berlin, a Beer Yoga (BierYoga) foi parar na Austrália e já ganhou admiradores no mundo todo.




É claro que a ideia de combinar cerveja e Yoga nasceu na Alemanha – terra de quem sabe apreciar os sabores da vida – mas por lá ninguém botava fé que a prática ganharia outros países.


Ledo engano. Uma adepta do exercício na Alemanha disse em entrevista para o site gringo Mashable que: “A Beer Yoga é o casamento entre dois amores que combinam, a cerveja e a yoga.

➤➤Leia também: Fazer exercícios após estudos ajuda a memória

Afinal, por séculos elas serviram de terapia para a mente, o corpo e a alma”. Apesar do nome ser engraçado e da ideia ser bem inusitada, a Beer Yoga é uma coisa séria. O fundador da prática, Jhula, explica:

“Nós utilizamos toda a filosofia da yoga e a unimos com o prazer de beber cerveja para alcançar os níveis mais altos de consciência”.
Jhula ainda disse que se inspirou em outros mestr…

Cerveja após exercícios hidrata como a água

Imagem
À primeira vista as pessoas que adoram beber cerveja irão adorar essa notícia. Beber cerveja após a prática de exercícios físicos hidrata o corpo tanto quanto a água. Contudo, isso só é verdade se o consumo da cerveja for moderado. Isso porque o álcool tem o poder de desidratar o organismo, e a cerveja contém álcool. Leia matéria abaixo.

O consumo moderado de cerveja após a prática de exercício físico intenso hidrata na mesma medida que a água, segundo as conclusões de pesquisa realizada pelo Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) em colaboração com a Universidade de Granada, cujo trabalho foi apresentado em Salamanca.

Ademais, os especialistas destacam as propriedades nutricionais da cerveja, mas sempre que mantido seu consumo dentro dos limites aconselhados para bebidas alcoólicas.

Javier Romeo Martín, pesquisador do Instituto do Frio do CSIC e um dos autores desse estudo, explicou em declarações à DiCYT que “a cerveja é uma bebida amplamente aceita na cultura mediter…

Cerveja evita Alzheimer e Parkinson. Será?

Imagem
Em experiências de laboratório, cientistas descobriram que a substância química, chamada xanthohumol, pode ajudar a proteger as células do cérebro dos danos oxidativos associados à demência.

A pesquisa, publicada no Journal of Agricultural and Food Chemistry, sugeriu que as pessoas que bebem regularmente cerveja* podem afastar a progressão de doenças neurológicas... quem diria!


O Dr. Jianguo Fang, da Universidade de Lanzhou, na China, disse:

"Essa substância pode ser encontrada em um grupo de plantas secas e são amplamente usadas em cervejas e alguns tipos de refrigerantes”.

Ele continua:
“Na medicina tradicional chinesa, o lúpulo têm sido utilizado para tratar uma variedade de doenças por séculos. A presença de uma elevada concentração de xanthohumol em cervejas pode ser associado à observação epidemiológica, tornando o hábito de beber cerveja algo benéfico”.
O Xanthohumol tem atraído um interesse considerável por causa de suas funções farmacológicas múltiplas, por ser antioxidant…

Cerveja faz bem para os ossos (combate a osteoporose)

Imagem
Uma pesquisa recente revelou que - vejam só - cerveja faz bem para os ossos (combate a osteoporose).

A cerveja ajudaria no fortalecimento dos ossos por aumentar a densidade mineral do tecido ósseo, e a explicação está devido à presença de silício (ácido ortosilícico).


Charles Bamforth e sua equipe concluíram que cervejas com maiores níveis de cevada e lúpulo são as mais ricas em silício.

A concentração nas marcas de cerveja analisadas durante a pesquisa ficou entre 6,4 e 56,6 mg/L.

Convém lembrar que os pesquisadores não incentivam o abuso da cerveja, mas o consumo moderado de cerveja pode ajudar no combate a osteoporose.

O estudo foi publicado aqui.